Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Taxa de desemprego tem leve queda em outubro 28/11/2012

São Paulo - Pelo segundo mês seguido, a taxa de desemprego teve pequena queda no conjunto das sete regiões metropolitanas onde é feita a Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) passando de 10,9%, em setembro, para 10,5% da População Economicamente Ativa (PEA), em outubro.

O número de desempregados em outubro foi calculado em 2,365 milhões, 80 mil a menos do que o contingente registrado em setembro. Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e a Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), no período surgiram 72 mil vagas no mercado de trabalho, uma elevação de 0,4% no nível de ocupação. Ao mesmo tempo, 8 mil pessoas deixaram de disputar as chances de trabalho. O total de ocupados atingiu 22,5 milhões.

A maioria dos novos contratos de trabalho foi firmada na área da indústria de transformação, onde foram abertas 74 mil vagas, uma alta de 2,5%. No comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas entraram mais 43 mil empregados - 1,1% acima do mês anterior. Já em serviços foram fechados 25 mil postos, resultado considerado estável com taxa de variação em -0,2%. No setor da construção, houve o corte de 2 mil empregos, uma redução de 0,1%.

Houve ampliação na oferta de emprego em Recife, com alta de 2,2%; Fortaleza (0,8%), Salvador (0,7%), além do Distrito Federal onde a taxa ficou em 0,5%. Houve pequena expansão também em Belo Horizonte (0,3%) e, em São Paulo, (0,2%). Na região de Porto Alegre, o nível de ocupação caiu 1,1%.

O rendimento médio dos ocupados, em setembro, cresceu 1,4% com o valor mensal chegando a R$ 1.546. A mesma taxa foi registrada no ganho dos assalariados com R$ 1.578. No conjunto dos assalariados, a massa de rendimento aumentou 2%.

A pesquisa mostra que, no período de 12 meses, o nível de ocupação cresceu 2,6% com a criação de 514 mil vagas. No entanto, o número de pessoas que passaram a integrar a força de trabalho aumentou em proporção maior (691 mil). Diante disso, o contingente de desempregados teve um acréscimo de 177 mil pessoas. (da Agência Brasil, Marli Moreira)



Últimas

2019/10/21 » Gás de botijão residencial aumenta para as distribuidoras
2019/10/18 » Bolsonaro assina lei para repartir dinheiro de leilão de petróleo
2019/10/18 » Setembro tem a maior criação de emprego formal para o mês desde 2013
2019/10/18 » IGP-M acumula inflação de 3,33% em 12 meses
2019/10/18 » Índice de Confiança do Empresário Industrial fica estável pelo 3º mês
2019/10/18 » São Paulo é o primeiro em três itens de ranking de competitividade
2019/10/18 » Leilão de energia movimenta R$ 44 bilhões em nove estados
2019/10/16 » PIB tem alta de 0,6% no trimestre encerrado em agosto, diz FGV
2019/10/16 » Dia Mundial da Alimentação destaca valor da refeição saudável
2019/10/16 » Mais de 1 milhão de estudantes já visualizaram o cartão do Enem
2019/10/15 » Publicado decreto que regulamenta o trabalho temporário
2019/10/15 » Governo libera R$ 7,27 bi do Orçamento com recursos do petróleo
2019/10/15 » Nova cota para compras em free shops começa em 2020, diz presidente
2019/10/14 » Atividade econômica cresce 0,07% em agosto no Brasil
2019/10/14 » Nobel de Economia premia trio pelo combate à pobreza no mundo
2019/10/14 » Mercado financeiro reduz estimativa de inflação para 3,28% em 2019
2019/10/11 » BC dá aval para Cadastro Positivo começar a funcionar
2019/10/11 » CNI diz que PIB crescerá 0,9% este ano
2019/10/11 » Tratamento de médicos da USP faz desaparecer células de linfoma
2019/10/11 » Setor de serviços recua 0,2% de julho para agosto

Ver mais »