Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
BC: Brasil tem situação favorável para financiamento do saldo negativo das contas externas 18/12/2012

Brasília – O Brasil está em situação “bastante favorável” em relação ao financiamento do saldo negativo das contas externas, segundo avaliação do chefe do Departamento Econômico do Banco Central (BC), Tulio Maciel.

De acordo com projeções divulgadas hoje (18) pelo BC, o déficit em transações correntes, saldo negativo das compras e vendas de mercadorias e serviços do Brasil com o mundo, deve chegar a US$ 52,5 bilhões este ano, e a US$ 65 bilhões, em 2013. Em relação a tudo o que o país produz – o Produto Interno Bruto (PIB) - o déficit corresponde a 2,32% este ano, e a 2,74%, em 2013.

Maciel destacou que o resultado negativo das transações correntes será coberto pelo Investimento Estrangeiro Direto (IED), que vai para o setor produtivo da economia. Essa é considerada a melhor forma de financiamento por ser de longo prazo. A projeção para o IED este ano é US$ 63 bilhões. Em 2013, a estimativa é US$ 65 bilhões. Em relação ao PIB, o IED deve corresponder a 2,78%, em 2012, e 2,74%, no ano seguinte.

Quando o país tem déficit em transações correntes, além do IED, outras formas de financiar o resultado negativo são os empréstimos feitos pelas empresas brasileiras e também os investimentos estrangeiros em ações e em títulos de renda fixa.

No caso dos empréstimos, o BC espera, que no próximo ano, as empresas façam apenas rolagem dos vencimentos, sem tomar novos recursos (taxa de rolagem de 100%). De janeiro a novembro deste ano, a taxa de rolagem de empréstimos a médio e longo prazos ficou em 189%, ou seja, as empresas não somente rolaram vencimentos, mas também tomaram novos recursos.

Para os investimentos estrangeiros em ações, o BC reduziu a projeção de US$ 7 bilhões para US$ 3,5 bilhões este ano. Para 2013, a previsão é US$ 5 bilhões.

Maciel argumentou que a perspectiva menor, este ano, ocorre porque há “oscilações muito acentuadas” no investimento em ações. Por isso, segundo ele, as projeções são ajustadas ao longo do ano, na medida em que se observam os resultados.

Maciel acrescentou que as expectativas dos investidores quanto à economia, à taxa de câmbio e à crise econômica internacional influenciam na decisão de investir no país. De acordo com ele, para 2013, a expectativa é crescimento maior da economia, o que deve atrair maior volume de investimentos.

A projeção para o investimento em títulos de renda fixa passou de US$ 5 bilhões para US$ 6 bilhões, em 2012. Para o próximo ano, a estimativa é US$ 5 bilhões. (da Agência Brasil, Kelly Oliveira)



Últimas

2020/02/21 » Polícia Rodoviária Federal inicia Operação Carnaval nesta sexta-feira
2020/02/21 » Escolas de samba movimentam economia durante todo ano no Rio
2020/02/20 » Banco Central injeta R$ 135 bilhões na economia
2020/02/20 » Programa para fazer Declaração do Imposto de Renda já está disponível
2020/02/20 » Prévia da inflação oficial fica em 0,22% em fevereiro
2020/02/19 » Comissão Europeia quer criar mercado único de dados
2020/02/19 » Confiança da indústria cai em fevereiro depois de 3 altas seguidas
2020/02/19 » Confiança da indústria cresce 0,7 ponto na prévia de fevereiro
2020/02/18 » Economia segue em processo de recuperação gradual, diz BC
2020/02/18 » FGV: economia brasileira cresceu 1,2% em 2019
2020/02/18 » Rodovias terão estabelecimentos regulamentados para motoristas
2020/02/17 » Associação alerta motoristas sobre riscos no trânsito durante carnaval
2020/02/17 » Estimativa do mercado financeiro para inflação cai para 3,22%
2020/02/17 » Começam a valer medidas da Caixa para estimular construção civil
2020/02/14 » Atividade econômica cresce 0,89% em 2019
2020/02/14 » Cerca de 25% dos desempregados procuram emprego há mais de dois anos
2020/02/14 » Taxa de desemprego cai em 16 estados, revela IBGE
2020/02/13 » Abate de bovinos cai e o de suínos e frangos sobe no último trimestre
2020/02/13 » Setor de Serviços fecha 2019 com crescimento de 1%
2020/02/13 » Coronavírus: subida exponencial de mortes e casos. O que mudou?

Ver mais »