Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Atualizada - Conab: Brasil pode colher até 50 milhões de sacas de café neste ano 09/01/2013

Brasília – O Brasil deverá colher entre 46,98 milhões e 50,16 milhões de sacas de 60 quilos de café (arábica e conilon) beneficiado em 2013. Essa é a primeira estimativa de produção para este ano, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

A estimativa ficou entre 7,6% e 1,3% menor que a produção obtida na temporada anterior. De acordo com a Conab, essa redução se deve ao ano de baixa bienalidade do produto, que é a alternância anual entre grandes e pequenas produções, principalmente do café arábica.

Apesar disso, a Conab destaca que as diferenças entre as safras de alta e baixa bienalidade vêm diminuindo nos últimos anos. Em 2011, ano que também houve baixa bienalidade, a produção foi de 43,48 milhões de sacas. Em 2009, ficou em 39,47 milhões de sacas de 60 quilos. “Isso se deve a diversos fatores, como tratos culturais mais adequados, crescente aumento na utilização de irrigação, manejo de podas nos cafeeiros, adensamento das lavouras, plantio de variedades mais produtivas e melhores adaptadas e renovação constante dos cafezais”, diz a Conab.

A área plantada com as espécies arábica e conilon no país totaliza 2.375,79 mil hectares. O resultado mostra um crescimento de 1,99% sobre a área de 2.329,36 hectares, existente na safra 2012. Em Minas Gerais está concentrada a maior área com 1.241,12 mil hectares, predominando a espécie arábica, com 97,7%. A área total estadual representa 52,49% da área cultivada com café no país.

Para o diretor de Política Agrícola e Informações da Conab, Sílvio Porto, ainda é cedo para dizer se a irregularidade da chuva vai influenciar a produção de café no país. Porto disse ainda que há uma tendência “estranha” de queda do preço do café, apesar dos baixos estoques internacionais e da produção ajustada em relação ao consumo no país. Mas, segundo ele, em março, no data em que será feito o próximo levantamento, deve haver indicação de recuperação dos preços.

O secretário de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Gerardo Fontelles, disse que o governo está pronto para agir, sempre que necessário, para reduzir a volatilidade de preços, tornando disponíveis instrumentos que financiem estocagem e custeio, por exemplo. “O governo pretende reduzir a volatilidade [oscilações] de preços. A volatilidade leva o produtor a não fazer investimentos, gera fluxo de instabilidade de oferta que não é conveniente nem para produtor e nem para consumidor”, disse. (da Agência Brasil, Kelly Oliveira)



Últimas

2021/01/19 » CNI: faturamento da indústria cai pela primeira vez em sete meses
2021/01/19 » Produção de aço caiu 4,9% em 2020, informa o Instituto Aço Brasil
2021/01/19 » Atividade econômica tem alta de 0,59% em novembro, diz Banco Central
2021/01/19 » Atividade industrial desacelera em novembro de 2020
2021/01/18 » Saiba o que é a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO)
2021/01/18 » China contribuiu com mais da metade do superávit comercial do Brasil
2021/01/18 » Produção agropecuária de 2020 alcança R$ 871 bilhões
2021/01/15 » MPT abre inquéritos para avaliar danos sociais do fechamento da Ford
2021/01/15 » BNDES financia segunda usina termelétrica no Porto do Açu
2021/01/15 » IBGE: indústria cresce em dez dos 15 locais pesquisados em novembro
2021/01/14 » Balança comercial do agronegócio soma US$ 100,81 bilhões em 2020
2021/01/14 » Conab estima colheita de 264,8 milhões de toneladas de grãos
2021/01/14 » IBGE: safra de 2021 deve superar recorde de 2020
2021/01/14 » Veja o que pode e o que não pode no Enem 2020
2021/01/13 » BNDES define consórcio que apoiará programa de aceleração de startups
2021/01/13 » Inflação da construção civil atinge 10,16% em 2020
2021/01/13 » Inflação para famílias com menor renda fecha 2020 com alta de 5,45%
2021/01/13 » Inflação oficial fecha 2020 em 4,52%, diz IBGE
2021/01/12 » Ministério pede avanço de reformas para manter fábricas no país
2021/01/12 » Preço da cesta básica aumentou em todas as capitais em 2020

Ver mais »