Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Intenção de investimento das indústrias para 2013 é a menor em quatro anos, diz CNI 15/01/2013

Brasília – Em 2013, 85,4% das empresas industriais pretendem realizar investimentos, segundo informou há pouco a Confederação Nacional da Indústria (CNI). O percentual é o menor dos últimos quatro anos, quando a pesquisa foi iniciada. No ano passado, 86,6% das empresas planejavam investir naquele período. Em 2011, o índice alcançou 92% das intenções.

Segundo a CNI, os dois principais riscos para a decisão de investimento em 2013 continuam sendo “a incerteza econômica e a reavaliação da demanda ou ociosidade elevada”. Mesmo com a continuidade do cenário de instabilidade, os fatores sofreram queda em relação a 2012. Os índices caíram de 75,7% para 61% e 51,6% para 42,4%, respectivamente.

A sondagem revela ainda que a obtenção de crédito e a dificuldade de contratação de mão de obra também desestimulam os investimentos e preocupam os empresários. Segundo a pesquisa, os percentuais subiram de 18,3% para 23,6% e 19,8% para 22,7%, respectivamente.

De acordo com a entidade, grande maioria das empresas que pretendem investir em 2013 (60%) “o fará prioritariamente na continuação de projetos já em andamento”. Além disso, “outros 40% pretendem direcionar os recursos em novos projetos, percentuais praticamente iguais aos apurados nas intenções de 2012”.

Segundo a CNI, a participação dos investimentos previstos para atender ao mercado externo é o menor dos últimos dez anos. Na pesquisa, 80,6% das empresas que pretendem investir em 2013, “têm como objetivo somente ou principalmente o mercado doméstico”. Apenas 4,7% das empresas têm como foco o mercado externo.

Apesar da intenção de investimentos de 86,6% para 2012, apenas 80,2% foram efetivados. A pesquisa da CNI aponta que apenas metade (50,3%) das empresas executou o investimento como planejado. Do total, 45,5% efetuou parcialmente o planejamento e 4,2% adiaram ou cancelaram os investimentos para o ano passado.

Na avaliação do gerente executivo de política econômica da CNI, Flavio Castelo Branco, a continuidade da instabilidade econômica mundial refletiu na dificuldade das empresas em cumprir os investimentos planejados em 2012. “Foi um ano sem crescimento. Foi difícil paras as empresas realizarem projetos como planejado”, disse.

O levantamento da CNI foi feito entre os dias 25 de outubro e 30 de novembro. Ao todo, 584 empresas de pequeno, médio e grande porte foram consultadas. (da Agência Brasil, Luciene Cruz)



Últimas

2020/09/29 » CNI: confiança do empresário industrial cresce em todos os setores
2020/09/29 » Prazo de entrega da declaração do ITR acaba na quarta-feira
2020/09/29 » União libera R$ 5 bi para financiar MEI, micro e pequena empresa
2020/09/28 » Intenção de consumo das famílias volta a crescer após cinco quedas
2020/09/28 » Petrobras inicia venda de dois campos de petróleo de águas profundas
2020/09/28 » Governo economiza R$ 1 bilhão com trabalho remoto de servidores
2020/09/25 » Projeto do Senai vai qualificar trabalhadores para a indústria 4.0
2020/09/25 » Primeiro leilão de imóveis públicos do Rio será em outubro
2020/09/25 » CMN amplia limite de renda para microcrédito a empresas
2020/09/24 » Custos industriais caem 1,5% no segundo trimestre
2020/09/24 » Ministro da Economia diz que reforma deve ter tributos alternativos
2020/09/24 » Contas externas têm saldo positivo de US$ 3,7 bilhões
2020/09/23 » Conab avalia que Brasil terá segunda maior safra de café em 2020
2020/09/23 » CNI: atividade industrial segue em recuperação com alta do emprego
2020/09/23 » Indicadores recentes sugerem recuperação parcial da economia, diz BC
2020/09/22 » Brasil terá cota adicional na exportação de açúcar aos EUA
2020/09/22 » Estudo brasileiro aponta que covid-19 pode causar danos cerebrais
2020/09/22 » Mercado financeiro reduz projeção de queda da economia para 5,05%
2020/09/21 » Turismo: metade das operadoras vende viagens para novembro e dezembro
2020/09/21 » Covid-19: maioria dos estados segue sem aulas presenciais

Ver mais »