Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Mais da metade dos países estão despreparados para cuidados com o câncer, alerta OMS 04/02/2013

Brasília – Mais da metade dos países no mundo têm dificuldade para prevenir o câncer e oferecer tratamento aos pacientes, segundo alerta da Organização Mundial da Saúde (OMS). Isso significa que, nessas localidades, não há um controle eficiente da doença que inclua prevenção, detecção precoce, tratamento e cuidados.

No Dia Mundial do Câncer, lembrado hoje (4), o órgão destacou a necessidade urgente de ajudar países em desenvolvimento a reduzir as mortes provocadas pelo câncer e a oferecer tratamento de longo prazo apropriado, na tentativa de evitar o sofrimento humano e proteger o desenvolvimento social e econômico.

De acordo com a organização, o câncer permanece como a principal causa de morte em todo o planeta – 7,6 milhões de pessoas morreram em razão da doença em 2008 e, a cada ano, quase 13 milhões de casos são diagnosticados. Mais de dois terços desses casos e dos óbitos são detectados em países em desenvolvimento, onde as taxas de incidência, segundo a OMS, aumentam de forma alarmante.

“Pesquisas sugerem que, atualmente, um terço de todas as mortes por câncer são causadas por hábitos modificáveis incluindo o tabagismo, a obesidade, o abuso de álcool e infecções. Se detectados precocemente, muitos tipos de câncer como o câncer de mama, o câncer cervical e o câncer colorretal podem ser curados com sucesso”, informou a organização.

Um estudo recente feito pela própria OMS em 185 países demonstra que até mesmo localidades que contam com políticas de controle do câncer têm dificuldade para traduzir o comprometimento do governo em ações. Apenas 17% dos países africanos e 27% dos países subdesenvolvidos têm planos de controle do câncer com uma quantidade de recursos suficientes para que possam ser implementados.

Outro dado alarmante mostra que menos da metade dos países no mundo têm registro detalhado da incidência da doença. “Esses registros são importantes para capturar informações de qualidade em relação aos números e aos tipos de câncer para que políticas nacionais eficazes de controle da doença possam ser desenvolvidas, implementadas e avaliadas”, acrescentou a OMS. (da Agência Brasil, Paula Laboissière)



Últimas

2020/09/29 » CNI: confiança do empresário industrial cresce em todos os setores
2020/09/29 » Prazo de entrega da declaração do ITR acaba na quarta-feira
2020/09/29 » União libera R$ 5 bi para financiar MEI, micro e pequena empresa
2020/09/28 » Intenção de consumo das famílias volta a crescer após cinco quedas
2020/09/28 » Petrobras inicia venda de dois campos de petróleo de águas profundas
2020/09/28 » Governo economiza R$ 1 bilhão com trabalho remoto de servidores
2020/09/25 » Projeto do Senai vai qualificar trabalhadores para a indústria 4.0
2020/09/25 » Primeiro leilão de imóveis públicos do Rio será em outubro
2020/09/25 » CMN amplia limite de renda para microcrédito a empresas
2020/09/24 » Custos industriais caem 1,5% no segundo trimestre
2020/09/24 » Ministro da Economia diz que reforma deve ter tributos alternativos
2020/09/24 » Contas externas têm saldo positivo de US$ 3,7 bilhões
2020/09/23 » Conab avalia que Brasil terá segunda maior safra de café em 2020
2020/09/23 » CNI: atividade industrial segue em recuperação com alta do emprego
2020/09/23 » Indicadores recentes sugerem recuperação parcial da economia, diz BC
2020/09/22 » Brasil terá cota adicional na exportação de açúcar aos EUA
2020/09/22 » Estudo brasileiro aponta que covid-19 pode causar danos cerebrais
2020/09/22 » Mercado financeiro reduz projeção de queda da economia para 5,05%
2020/09/21 » Turismo: metade das operadoras vende viagens para novembro e dezembro
2020/09/21 » Covid-19: maioria dos estados segue sem aulas presenciais

Ver mais »