Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Dilma destaca importância do diálogo e diz que cumprimento da lei está no “âmago” de seu cargo 05/06/2013

Brasília - Em meio a conflitos entre índios e fazendeiros em Sidrolândia (MS), a presidenta Dilma Rousseff disse hoje (5) que o governo cumprirá todas as decisões da Justiça. “Não discuto decisão judicial. Sempre preferiremos processos negociais, mas cumpriremos todas as decisões.”

Dilma disse que o cumprimento da lei está no “âmago” de sua posição como presidenta, sendo um elemento característico do cargo. “Acho que é uma questão que tem que ser feita com base no diálogo. Agora, o Brasil e o governo brasileiro cumprem a lei rigorosamente. O que a Justiça dispõe nós cumprimos rigorosamente. Mas sempre vamos preferir o processo negocial para evitar choques, mortes e ferimentos.”

Após reunião do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, Dilma disse que é preciso também respeitar o direito de populações não indígenas. “Acredito que, no Brasil, temos uma população indígena e não podemos negar essa existência porque ela é a população originária. Mas isso não significa que outras populações não tenham direito”.

Hoje, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, afirmou ter cometido um “equívoco”ao declarar, durante uma reunião com índios de diversas etnias, que a presidenta Dilma Rousseff teria sugerido o descumprimento de ordem judicial, por parte da Polícia Federal (PF), que determinava a retirada de um grupo de índios terenas de uma fazenda de Sidrolândia (MS). Um índio foi morto e ao menos três ficaram levemente feridos durante a operação policial.

Em nota divulgada na manhã de hoje (5), Carvalho afirma que estava apenas tentando transmitir aos índios “a dor da presidenta Dilma” com a morte de Osiel Gabriel, 35 anos, na quinta-feira (30). De acordo com Carvalho, embora a presidenta insista na negociação e no diálogo para a resolução de conflitos, ela, em nenhum momento, criticou o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, pelo fato de a PF ter cumprido a ordem judicial. (da Agência Brasil, Danilo Macedo e Carolina Gonçalves. Colaborou Alex Rodrigues)



Últimas

2021/04/13 » Calendário de restituições não muda com novo prazo do Imposto de Renda
2021/04/13 » Mercado financeiro eleva projeção da inflação para 4,85% este ano
2021/04/13 » Inflação para idosos acumula taxa de 6,2% em 12 meses
2021/04/12 » Cadastro de imóveis rurais será completamente digitalizado
2021/04/12 » Confaz aprova parte da regulamentação da nova Lei do Gás
2021/04/12 » CNI defende rápida regulamentação da Lei do Gás
2021/04/12 » Indicador econômico global mantém trajetória de recuperação, diz FGV
2021/04/09 » As principais mudanças do Marco Legal do Gás
2021/04/09 » Inflação foi de 0,93% em março, maior alta para o mês desde 2015
2021/04/09 » Mais de 70% das indústrias têm dificuldades em conseguir matéria-prima
2021/04/09 » Custo da construção sobe 1,45% em março, diz IBGE
2021/04/09 » Crédito imobiliário da Caixa bate recorde no primeiro trimestre
2021/04/09 » Um quarto das pequenas empresas fechou em fevereiro, revela pesquisa
2021/04/09 » BNDES lança nova modalidade de crédito para a área rural
2021/04/09 » Dieese: custo da cesta básica cai em 12 capitais em março
2021/04/09 » Trabalhadores autônomos foram mais prejudicados por pandemia em 2020
2021/04/09 » FGV: indicadores de mercado de trabalho mantêm tendência de piora
2021/04/09 » Safra de grãos será recorde com 273,8 milhões de toneladas, diz Conab
2021/04/09 » Covid-19 derruba atividade industrial após nove meses
2021/04/09 » IBGE prevê safra recorde de 264,9 milhões de toneladas para 2021

Ver mais »