Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Bovespa tem projeto para incluir pequenas e médias empresas no mercado de capitais 06/06/2013

Brasília – A Bolsa de Valores de São Paulo (BM&FBovespa) apresentou hoje (6) um projeto para aumentar o acesso das pequenas e médias empresas ao mercado de capitais. O projeto, apresentado ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, pelo diretor-presidente da Bovespa, Edmir Pinto, tem envolvimento da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A proposta ainda será avaliada pela equipe econômica.

Ao explicar o projeto, Edmir Pinto disse que a ideia é instituir uma política fiscal que dê incentivos a todos os investidores que comprarem papéis (títulos e ações) de pequenas e médias empresas. "Não será só para pessoas físicas. O incentivo será por meio da isenção do Imposto de Renda sobre ganhos de capital. O projeto é transformar o Brasil em um grande mercado para essas empresas”, resumiu.

O projeto da Bovespa destina-se a empresas com faturamento anual de até R$ 500 milhões, mas esse valor poderá ser modificado pelo governo, explicou Pinto. Segundo ele, já foram identificadas potencialmente 15 mil empresas com faturamento anual entre R$ 40 milhões e R$ 400 milhões por ano que poderão participar da abertura de capital, caso a proposta seja aprovada pelo governo.

“O ministro Mantega foi muito receptivo. Gostou do projeto, já que é um grande incentivador do crescimento da pequenas e médias empresas. O projeto é grandioso. Visitamos vários países para ver como isso é feito”, disse o presidente da Bovespa.

Edmir Pinto acredita que, com os incentivos, é possível trazer os futuros compradores desses papéis para o mercado de capitais. “O potencial é extraordinário, mas precisamos ter um comprador para esse tipo de papel. Os papéis de pequenas e médias empresas trarão obviamente rentabilidade alguns anos depois. As empresas precisam do dinheiro para financiamento e expansão, para, depois, dar dividendos”, concluiu. (da Agência Brasil, Daniel Lima)



Últimas

2021/01/15 » MPT abre inquéritos para avaliar danos sociais do fechamento da Ford
2021/01/15 » BNDES financia segunda usina termelétrica no Porto do Açu
2021/01/15 » IBGE: indústria cresce em dez dos 15 locais pesquisados em novembro
2021/01/14 » Balança comercial do agronegócio soma US$ 100,81 bilhões em 2020
2021/01/14 » Conab estima colheita de 264,8 milhões de toneladas de grãos
2021/01/14 » IBGE: safra de 2021 deve superar recorde de 2020
2021/01/14 » Veja o que pode e o que não pode no Enem 2020
2021/01/13 » BNDES define consórcio que apoiará programa de aceleração de startups
2021/01/13 » Inflação da construção civil atinge 10,16% em 2020
2021/01/13 » Inflação para famílias com menor renda fecha 2020 com alta de 5,45%
2021/01/13 » Inflação oficial fecha 2020 em 4,52%, diz IBGE
2021/01/12 » Ministério pede avanço de reformas para manter fábricas no país
2021/01/12 » Preço da cesta básica aumentou em todas as capitais em 2020
2021/01/12 » Plataforma promove compartilhamento de materiais na economia
2021/01/11 » Como entrar em 2021 com as contas no azul
2021/01/11 » Digitalização de serviços públicos gera economia de R$ 2 bi por ano
2021/01/11 » Banco do Brasil renegocia R$ 40 milhões em dívidas por WhatsApp
2021/01/11 » Vendas de veículos caem 26,2% em 2020, diz Anfavea
2021/01/11 » Enem terá regras para evitar contágio pelo novo coronavírus
2021/01/08 » ANP: 17ª Rodada de Licitações oferece 92 blocos em bacias marítimas

Ver mais »