Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Entidades lançam campanha por reforma política e melhoria no serviço público 24/06/2013

Brasília – Diversas entidades lançaram hoje (24) campanha pela reforma política e pela melhoria nos serviços públicos no país. A ideia é apresentar projetos de lei de iniciativa popular para pleitear as reformas, conforme já ocorreu com a Lei da Ficha Limpa em 2010. As principais metas são a proibição do financiamento de campanhas políticas por meio de doações de empresas e a garantia de liberdade de expressão de candidatos e de eleitores pela internet.

De acordo com o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marcus Vinícius Furtado, as mudanças poderão entrar em vigor nas eleições do ano que vem se o Congresso Nacional analisar as propostas em tempo hábil. Os projetos de iniciativa popular precisam do apoio de 1% do eleitorado em diversas unidades da federação, o que representa mais de 1 milhão de adesões.

"Partimos do pressuposto que o sistema eleitoral não serve mais para o Brasil. O sistema atual desrespeita a sociedade. Empresa não exerce a cidadania, tem por finalidade o lucro e, infelizmente, tem sido este propósito nas eleições", disse o representante do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), juiz Marlon Reis.

Por meio de intervenção legislativa, a OAB tenta emplacar campanha antiga para proibir doações de empresas a candidatos. A entidade já havia entrado com ação de inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal (STF) pleiteando a medida. O tema motivou a realização de audiências públicas pelo relator do processo, ministro Luiz Fux. O segundo e último dia de exposições é hoje (24).

O movimento das entidades organizadas também pretende dar vazão a outras reivindicações manifestadas em todo o país pela melhoria de serviços públicos. Foram defendidas a criação de comitês de controle social de gastos públicos, a ampliação de investimentos em saúde e em educação e a criação de um Código de Defesa dos Usuários de Serviços Públicos.

A OAB também entrou com ação no STF na última sexta-feira (21) alegando que o Congresso foi omisso por não ter editar o chamado Procon do Serviço Público nos últimos 15 anos, conforme determina a legislação em vigor. (da Agência Brasil, Débora Zampier)



Últimas

2020/07/02 » Califórnia fecha bares e restaurantes na maior parte do estado
2020/07/02 » Isolamento social pode agravar castigos e palmadas, diz pesquisa
2020/07/02 » Registro digital de veículo está disponível em todo o país
2020/07/01 » Crise causa impacto na indústria, que precisa de mudança, diz CNI
2020/07/01 » Câmara aprova concessão de crédito para pequenas empresas
2020/07/01 » Entregadores de apps fazem greve nacional nesta quarta-feira
2020/07/01 » Auxílio emergencial de R$ 600 é prorrogado por mais dois meses
2020/06/30 » Consumidores mantêm intenção de comprar veículos mesmo com a crise
2020/06/30 » Brasil registra retração de 331,9 mil postos de trabalho em maio
2020/06/30 » Programa de suspensão de contrato e redução de jornada será estendido
2020/06/30 » Programa de redução de salário preserva 11,7 milhões de empregos
2020/06/29 » Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior
2020/06/29 » Entenda como Selic baixa pode influenciar seu bolso
2020/06/29 » SP: faturamento de 30% dos lojistas cai 90% no início da reabertura
2020/06/26 » Conselho reúne dicas para entrega da declaração do Imposto de Renda
2020/06/26 » Pesquisa mostra que solidariedade é maior entre moradores de favelas
2020/06/26 » Dia do Diabetes reforça importância de hábitos saudáveis na pandemia
2020/06/25 » Nuvem de gafanhotos: governo declara emergência fitossanitária
2020/06/25 » Saque imediato do FGTS deve ser declarado no Imposto de Renda
2020/06/25 » Ministra diz que Brasil pode intensificar produção sem derrubar árvore

Ver mais »