Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Esforço fiscal no próximo ano poderá ficar maior que o estipulado no Orçamento, diz Mantega 30/08/2013

Brasília – A meta de superávit primário (economia de recursos para pagar os juros da dívida pública) no próximo ano poderá ficar acima dos 2,1% do Produto Interno Bruto (PIB) estipulados na proposta de Orçamento Geral da União de 2014. Segundo o ministro da Fazenda, Guido Mantega, o valor anunciado pelo governo representa apenas o limite mínimo de esforço fiscal.

De acordo com o projeto enviado ontem (29) ao Congresso Nacional, o objetivo de esforço fiscal está em R$ 109,4 bilhões (2,1% do PIB), menor que a meta reduzida de R$ 111 bilhões (2,3% do PIB) definida para este ano. Mantega, no entanto, esclareceu que a meta de superávit primário que consta na proposta já considera a margem de R$ 58 bilhões de gastos com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e de reduções de impostos que pode ser descontada do esforço fiscal.

A meta fiscal é a menor desde 2009, quando o governo economizou 2% do PIB para estimular a produção e o consumo em meio à crise econômica global. Ao detalhar a proposta de Orçamento Geral da União, o ministro disse que o governo poderá economizar mais que os 2,1% do PIB porque, em princípio, a equipe econômica não pretende abater os R$ 58 bilhões previstos no próximo ano.

Segundo Mantega, a meta de R$ 109,4 bilhões representa o “desempenho limite” e será aplicada somente se a economia crescer pouco e o governo arrecadar menos que o previsto. Ele ressaltou que o governo poderá economizar mais que o estipulado se a situação econômica for boa no próximo ano.

“O resultado primário que consta na proposta ocorrerá apenas se fizermos o abatimento completo, mas trabalho com a hipótese de que não será necessário abater integralmente os R$ 58 bilhões. Em vários anos, tivemos a oportunidade de fazer isso [usar toda a margem de abatimento] e não fizemos”, ressaltou o ministro.

De acordo com Mantega, o governo estipulou, no orçamento, a meta mínima de superávit primário por causa das incertezas em relação ao comportamento da economia no próximo ano.

“Estamos comprometidos em fazer o melhor superávit primário possível. Em 2014, o governo se compromete a fazer o superávit do Governo Central [Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central] inteiro, incluído o abatimento. O resto vai ter de esperar para ver o que acontece. Vivemos período de volatilidade e fica difícil fazer previsões com tanta antecedência”, disse.

O governo manterá na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do próximo ano o dispositivo que dispensa a obrigação de o governo economizar mais se os estados e municípios não alcançarem a meta de superávit primário, de 1% do PIB no caso deles. (da Agência Brasil, Wellton Máximo)



Últimas

2021/05/06 » Entidades do setor produtivo criticam aumento de juros
2021/05/06 » Alta da Selic terá pequeno impacto sobre juros finais, diz Anefac
2021/05/06 » Copom eleva juros básicos da economia para 3,5% ao ano
2021/05/06 » Produção industrial cai 2,4% de fevereiro para março
2021/05/06 » Copom eleva juros básicos da economia para 3,5% ao ano
2021/05/05 » Dia das mães: data é a mais importante para o setor de flores
2021/05/05 » Relator da reforma tributária propõe fundir cinco tributos no IBS
2021/05/05 » Pagamento do abono anual para segurados da Previdência é antecipado
2021/05/05 » Medida restabelece regras flexíveis para compras e contratos públicos
2021/05/05 » Famílias com dívidas em atraso crescem para 67,3% em abril
2021/05/05 » MP reinstitui dispensa de licitação para compras relacionadas à covid
2021/05/05 » Reforma tributária tem de "atacar" programas de isenção, afirma Guedes
2021/05/05 » Inflação na saída das fábricas fica em 4,78% em março, diz IBGE
2021/05/04 » Balança comercial tem melhor saldo da história para meses de abril
2021/05/04 » Petróleo: produção na Bacia de Santos ultrapassa 70% do total nacional
2021/05/04 » Brasil não renovará pacto de transporte naval com Argentina e Uruguai
2021/05/04 » Mercado financeiro espera que Selic suba para 3,5% ao ano nesta semana
2021/05/03 » Maior leilão da história trará o 5G ao Brasil
2021/05/03 » Trabalho em home office tende a continuar após fim da pandemia
2021/05/03 » Banco Central nega falha de segurança no Pix e adverte contra golpes

Ver mais »