Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Investir em geração de emprego é desafio para país em desenvolvimento 17/03/2014

Ampliar políticas de capacitação profissional e de geração de emprego são desafios para países com programas avançados de transferência de renda como o Brasil. A avaliação é de especialistas reunidos no Fórum de Aprendizagem Sul-Sul 2014: Desenhando e Implementando Sistemas de Proteção Social e Trabalho, evento do Banco Mundial,  hoje (17), no Rio de Janeiro.

Segundo a economista do banco responsável por acompanhar programas na América Latina e Caribe, Maria Concepción Steta, o Brasil atingiu um patamar avançado de políticas de transferência de renda integrando o Bolsa Família aos demais programas sociais do governo, como a própria aposentadoria. Para ela, no entanto, o país ganharia investindo no monitoramento dos beneficiários, para avaliar se vão conseguir alcançar e se manter em empregos de maior renda.

"Aprendemos que os programas de transferência de renda são muito importantes, porque no curto prazo reduzem a pobreza, mas isso não basta", disse Maria Concepción. No longo prazo, a recomendação dela é para que o Brasil "siga integrando as políticas e melhorando serviços. Especialmente, de educação, para que jovens entrem no mercado de trabalho", destacou.

Para o diretor da Agência Alemã para a Cooperação Internacional, Christof Kersting, a criação de empregos é um desafio para todos os países. Na Alemanha, onde a taxa de desemprego era cerca de 9% há uma década, ele deu como exemplo a iniciativa do governo de estimular vagas temporárias, mas garantido a rede de proteção ao trabalhador.

"Mudamos as regras do mercado de trabalho e temos mais ocupações de médio prazo, de poucas horas, mas com critérios claros sobre a seguridade social", reforçou. De acordo com Kersting, essa mudança permitiu que mais pessoas encontrassem recolocação profissional.

A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, que participou do evento, reconheceu que a política brasileira de proteção social pode ser aprimorada. Ela concorda que melhorar o banco de dados é um desafio para avaliar a eficiência.  "Somos referência, mas  novas tecnologias de monitoramento e avaliação são pontos que podemos avançar".

Reconhecer que, apesar de importantes resultados no combate à pobreza, os programas nacionais precisam de atualização constante e têm falhas é fundamental para corrigi-los, avalia o diretor da agência alemã que patrocina o fórum. Christof aposta na chance de os países assumirem as falhas e encontrarem soluções comuns, mesmo os mais desenvolvidos.

"A Alemanha tem um sistema avançado de proteção social, mas temos problemas com o envelhecimento da população. Descobrimos idosos vivendo abaixo da linha pobreza", revelou. "Isso é algo que queremos discutir com outros países". (da Agência Brasil, Isabela Vieira)



Últimas

2020/04/06 » Saiba como cadastrar e usar a CNH digital
2020/04/06 » MEC autoriza antecipar formatura de alunos da área de saúde
2020/04/06 » Mercado financeiro prevê queda de 1,18% da economia este ano
2020/04/06 » ONU pede proteção a mulheres e crianças vítimas de violência doméstica
2020/04/06 » Cidades com mais de 50 mil habitantes começam a usar pregão eletrônico
2020/04/06 » Aplicativos devem garantir assistência a entregadores de alimentos
2020/04/03 » Governo zera impostos de produtos usados no combate ao coronavírus
2020/04/03 » Novo coronavírus traz novos desafios para cuidadores de idosos
2020/04/02 » Auxílio emergencial é publicado e governo abre crédito de R$ 98 bi
2020/04/02 » Medidas contra coronavírus custarão R$ 224,6 bi para o governo
2020/04/02 » Cientistas chineses anunciam descoberta contra covid-19
2020/04/02 » Covid-19: governo aprova medidas para área da assistência social
2020/04/02 » Senado aprova extensão de auxílio de R$ 600 a mais de 30 categorias
2020/04/02 » Bolsonaro sanciona MP da renda básica emergencial
2020/04/02 » Empresas têm 30 dias para se cadastrar na plataforma consumidor.gov.br
2020/04/02 » Governo prorroga prazo de entrega da declaração do IR por dois meses
2020/04/01 » Governo anuncia R$ 200 bilhões para socorrer trabalhadores e empresas
2020/04/01 » Governo reduz pela metade contribuições pagas ao Sistema S por 3 meses
2020/04/01 » Coronavírus: Câmara e Senado alteram tramitação de MPs
2020/03/31 » Líderes do Senado divulgam manifesto pelo isolamento social

Ver mais »