Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Receita do setor de serviços varia 9,3% em um ano, diz IBGE 18/03/2014

A receita do setor de serviços começou o ano de 2014 com crescimento de 9,3% em relação a janeiro de 2013, divulgou hoje (18) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa representa aumento de 1 ponto percentual em relação a dezembro, que teve o valor revisado para 8,3%.

O maior crescimento foi registrado nos serviços prestados às famílias, que cresceram 12,1% e tiveram peso de 9,6% na taxa geral. O maior impacto continua sendo o do setor de transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio, que responde por 34,4% da taxa nacional e avançou 10,8% em relação ao mesmo mês do ano anterior, com altas em todos os seus componentes: 9,8% no transporte terrestre, 18,3% no aquaviário, 16,3% no aéreo e 8,6% na armazenagem, serviços auxiliares de transporte e correio. 

Os serviços de informação e comunicação também aumentaram a participação na taxa geral em janeiro, mês em que participaram com 32,3% da variação. Esse tipo de serviço teve receita 7% maior no primeiro mês de 2014. Os serviços profissionais, administrativos e complementares tiveram variação anual de 8,1%, e o item outros serviços variou 6,2%.

Todas as unidades da Federação tiveram alta na receita dos serviços, com destaque para o Distrito Federal, onde o crescimento chegou a 19,1%. Goiás (17,8%) e Paraíba (17%) também cresceram de forma mais acentuada e em Mato Grosso (0,6%) e no Pará (1,4%) as altas foram menores.

Com variação de 11,2%, São Paulo respondeu por 52,6% do resultado nacional, ou 4,9 pontos percentuais dos 9,3% de crescimento brasileiro. O Rio de Janeiro, que cresceu 8,2%, teve a segunda maior participação, com 12,8%.

O Distrito Federal liderou o crescimento dos sertores de serviços profissionais, administrativos e complementares, de transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio e de outros serviços. No caso dos serviços prestados às famílias, o maior crescimento foi no Espírito Santo, com 21,4%, e nos serviços de informação e comunicação, Goiás cresceu mais, com variação de 27,7%. (da Agência Brasil, Vinícius Lisboa)



Últimas

2019/11/12 » Setor de serviços cresce 1,2% em setembro, aponta IBGE
2019/11/12 » Cresce apoio do BNDES a projetos de micro, pequenas e médias empresas
2019/11/12 » Países do Brics buscam investimentos privados para infraestrutura
2019/11/12 » Faturamento do mercado de seguros cresceu 18,6% em setembro
2019/11/11 » Brics fomenta cooperação entre economias emergentes há 13 anos
2019/11/11 » Impostos dificultam pequenos e médios negócios, dizem empresários
2019/11/11 » IBGE revisa PIB de 2017 de 1% para 1,3%
2019/11/08 » Indicador da FGV mostra dificuldade de reação do mercado de trabalho
2019/11/08 » Petrobras recebe oferta de R$ 3,7 bilhões por Liquigás Distribuidora
2019/11/08 » Governo aumenta projeção de crescimento do PIB para 0,90%
2019/11/07 » Inflação de outubro é a menor para o mês desde 1998
2019/11/07 » Índice que serve de base para reajuste salarial tem variação de 2,76%
2019/11/07 » Seis em cada 10 empresários querem investir, mostra pesquisa do Sebrae
2019/11/07 » Poupança tem menor retirada líquida para outubro em cinco anos
2019/11/05 » Índice de Preços ao Produtor fica em 0,45% em setembro
2019/11/05 » Copom espera crescimento da economia brasileira no terceiro trimestre
2019/11/05 » Bolsa volta a bater recorde e aproxima-se dos 109 mil pontos
2019/11/05 » Índice-chave da Bolsa de Valores de Tóquio registra maior nível do ano
2019/11/05 » Premiês japonês e chinês preparam visita oficial do presidente da China ao Japão
2019/11/05 » Países do RCEP discutem futuro do acordo sem a Índia

Ver mais »