Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Abertura da Copa e crédito mais caro afetam vendas no Dia dos Namorados 13/06/2014

 

comércio

Serasa:  movimento  no  comércio  foi fraco no Dia dos  Namorados  Marcello Casal Jr/Agência Brasil

 

As vendas no comércio brasileiro na semana do Dia dos Namorados caíram 0,5% este ano na comparação com igual período do ano passado, indica levantamento da empresa de consultoria Serasa Experian. O resultado é o mais fraco dos últimos cinco anos para essa data comemorativa. Apenas em 2009, quando o indicador ficou em -1,7%, a taxa foi inferior à deste ano.

No final de semana que antecedeu a data (6 a 8 de junho), a atividade do comércio cresceu 1% em relação ao mesmo período do ano passado.

Na cidade de São Paulo, o movimento do varejo caiu 0,6% entre os dias 6 e 12 deste mês em comparação com o mesmo período do ano passado. No fim de semana, as vendas tiveram queda de 1,7% na capital paulista em relação ao mesmo período do ano anterior.

Na avaliação dos economistas da Serasa Experian, o fraco desempenho das vendas, além de ter coincidido com o dia de abertura da Copa do Mundo no Brasil, reflete “o encarecimento do crédito, o baixo grau de confiança dos consumidores e a inflação em patamar elevado”.

O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) também registrou queda nas vendas para o Dia dos Namorados, segundo dados divulgados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). No entanto, a entidade aponta queda maior, de 8,63%,  na comparação entre os dias 5 a 11 de junho deste ano e o mesmo período do ano passado.

Assim como a Serasa, o SPC também atribui a redução nas vendas à abertura da Copa do Mundo e ao “atual cenário de aperto monetário e de inflação elevada”.

O Dia dos Namorados é a terceira data mais lucrativa para o comércio, ficando atrás somente do Natal e do Dia das Mães. Os produtos mais procurados nas lojas durante este período são itens de vestuário, calçados, perfumaria, floricultura, joias e bijuterias. (da Agência Brasil, Camila Maciel. Colaborou Bruno Bocchini)



Últimas

2020/02/27 » Contas públicas tem superávit recorde de R$ 44,12 bi em janeiro
2020/02/27 » Veja as dicas da OMS para se proteger do novo coronavírus
2020/02/27 » Com 11 casos, SP lidera registro de suspeitos de coronavírus no país
2020/02/21 » Polícia Rodoviária Federal inicia Operação Carnaval nesta sexta-feira
2020/02/21 » Escolas de samba movimentam economia durante todo ano no Rio
2020/02/20 » Banco Central injeta R$ 135 bilhões na economia
2020/02/20 » Programa para fazer Declaração do Imposto de Renda já está disponível
2020/02/20 » Prévia da inflação oficial fica em 0,22% em fevereiro
2020/02/19 » Comissão Europeia quer criar mercado único de dados
2020/02/19 » Confiança da indústria cai em fevereiro depois de 3 altas seguidas
2020/02/19 » Confiança da indústria cresce 0,7 ponto na prévia de fevereiro
2020/02/18 » Economia segue em processo de recuperação gradual, diz BC
2020/02/18 » FGV: economia brasileira cresceu 1,2% em 2019
2020/02/18 » Rodovias terão estabelecimentos regulamentados para motoristas
2020/02/17 » Associação alerta motoristas sobre riscos no trânsito durante carnaval
2020/02/17 » Estimativa do mercado financeiro para inflação cai para 3,22%
2020/02/17 » Começam a valer medidas da Caixa para estimular construção civil
2020/02/14 » Atividade econômica cresce 0,89% em 2019
2020/02/14 » Cerca de 25% dos desempregados procuram emprego há mais de dois anos
2020/02/14 » Taxa de desemprego cai em 16 estados, revela IBGE

Ver mais »