Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Repasse da variação do dólar é menor que há 10 anos, diz diretor do BC 29/09/2014

A intensidade do repasse da variação do dólar para a inflação é bem menor do que há dez anos, na avaliação do diretor de Política Econômica do Banco Central (BC), Carlos Hamilton Araújo. De acordo com os economistas, um dos efeitos da alta do dólar na inflação é o aumento dos preços dos produtos importados.

O efeito também pode chegar a produtos fabricados no Brasil que tenham matérias-primas produzidas no exterior. Além disso, com o dólar mais caro, os exportadores podem preferir vender no exterior e, com a redução da oferta no país, os preços sobem.

Para o diretor, a intensidade do repasse depende do “tamanho da variação do câmbio”. Segundo ele, “o quão permanente essa variação é percebida pelos agentes e também da posição cíclica da economia [se está em retração, crescimento ou estagnação]”. Ou seja, com a economia atualmente em ritmo baixo de crescimento, o repasse da alta do dólar para os preços tende a ser menor. O BC espera que a economia cresça 0,7%, este ano.

Para fazer as projeções para a inflação, o BC usou em seu cenário de referência a taxa de câmbio em R$ 2,25. Mas o dólar tem superado R$ 2,40. Hoje, a cotação do dólar chegou a R$ 2,47, pela manhã. A data de corte escolhida pelo BC para fazer as projeções foi 5 deste mês.

O diretor disse ainda que o programa de venda de dólares no mercado futuro seguirá até dezembro deste ano. No último dia 23 à noite, depois que o dólar ultrapassou a barreira de R$ 2,40, o BC anunciou o aumento da rolagem (renovação) de contratos de swap cambial, que equivalem à venda da moeda no mercado futuro. O BC decidiu ofertar 15 mil contratos (US$ 750 milhões), em vez de 6 mil contratos, por dia, como vinha fazendo. Além da rolagem, o BC manteve o programa de venda diária de 4 mil contratos.Segundo o diretor, no futuro, com novas informações, as projeções do BC podem ser revistas. O próximo Relatório de Inflação, com as estimativas para inflação e para a economia, será divulgado em dezembro.

“Não temos nenhum compromisso com patamares para taxa de câmbio”, disse o diretor. “Não fazemos projeção para taxa de câmbio. Não teria nada a acrescentar a esse respeito. Não esperamos nem que suba, nem que desça nem que fique parado”, enfatizou.

Araújo acrescentou que o programa de venda de dólares no mercado futuro tem oferecido proteção cambial para as empresas. Ele disse que o programa “tem funcionado bem, dado os resultados esperados, tem ajudado os mercados a se ajustarem ao cenário [de redução da injeção de dólares no mercado global pelos Estados Unidos]”. (da Agência Brasil, Kelly Oliveira)



Últimas

2020/02/21 » Polícia Rodoviária Federal inicia Operação Carnaval nesta sexta-feira
2020/02/21 » Escolas de samba movimentam economia durante todo ano no Rio
2020/02/20 » Banco Central injeta R$ 135 bilhões na economia
2020/02/20 » Programa para fazer Declaração do Imposto de Renda já está disponível
2020/02/20 » Prévia da inflação oficial fica em 0,22% em fevereiro
2020/02/19 » Comissão Europeia quer criar mercado único de dados
2020/02/19 » Confiança da indústria cai em fevereiro depois de 3 altas seguidas
2020/02/19 » Confiança da indústria cresce 0,7 ponto na prévia de fevereiro
2020/02/18 » Economia segue em processo de recuperação gradual, diz BC
2020/02/18 » FGV: economia brasileira cresceu 1,2% em 2019
2020/02/18 » Rodovias terão estabelecimentos regulamentados para motoristas
2020/02/17 » Associação alerta motoristas sobre riscos no trânsito durante carnaval
2020/02/17 » Estimativa do mercado financeiro para inflação cai para 3,22%
2020/02/17 » Começam a valer medidas da Caixa para estimular construção civil
2020/02/14 » Atividade econômica cresce 0,89% em 2019
2020/02/14 » Cerca de 25% dos desempregados procuram emprego há mais de dois anos
2020/02/14 » Taxa de desemprego cai em 16 estados, revela IBGE
2020/02/13 » Abate de bovinos cai e o de suínos e frangos sobe no último trimestre
2020/02/13 » Setor de Serviços fecha 2019 com crescimento de 1%
2020/02/13 » Coronavírus: subida exponencial de mortes e casos. O que mudou?

Ver mais »