Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Consumidor pretende comprar pelo menos um presente neste Natal, aponta pesquisa 05/11/2014

Levantamento feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostrou que 87% dos consumidores têm a intenção de comprar pelo menos um presente de Natal este ano, percentual maior do que os 67%, no ano passado. Outros 3% disseram que não vão dar presentes e 10% estão em dúvida. O valor médio gasto com cada presente deve ser de R$ 122,40 contra os R$ 86,59 e cada um pretende comprar quatro presentes em média.

Segundo os dados apurados, 33% dos entrevistados querem diminuir os gastos com presentes este ano. Já 40%5 das pessoas ouvidas pretendem gastar o mesmo que no ano passado e 27% estão dispostos a gastar mais. Entre os que têm a intenção de dar um presente melhor ou mais presentes estão 29%. Entre os que querem diminuir as despesas com presentes, 35% alegaram estar endividados, 18% disseram estar desempregados e 17% pretendem economizar para adquirir outras coisas.

Para 63% dos 624 entrevistados, o preço é fator determinante para a escolha do local onde o presente será comprado. A maioria (86%) está disposta a pesquisar melhores condições de pagamento e valores menores. Entre os fatores mais importantes para a compra do presente de Natal estão a localização (36%) do comércio, as promoções (36%), a diversidade de produtos (33%) e a segurança do local (22%). A pesquisa indica que os locais preferidos para as compras devem ser os shopping centers (62%).

Entre as opções para escolha dos itens estão as roupas (77%), os calçados (50%) e perfumes e cosméticos (45%). As mães aparecem em primeiro lugar na lista de pessoas a serem presenteadas (56%), seguidos por filhos (53%), cônjuges (52%), pai (36%), amigos (22%) e namorados (20%). As formas de pagamento mais utilizadas pelos consumidores serão o dinheiro (50%), cartão de crédito parcelado (27%) e o cartão de crédito à vista (10%).

Segundo a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, como o Natal sempre é uma época para presentear, as pessoas acabam se deixando levar por essa tradição e aproveitam para comprar presentes. “As pessoas vão comprar o mesmo número de presentes do ano passado, mas gastando mais porque a inflação está maior. O que acontece é que o brasileiro vai acabar encaixando esse gasto no seu orçamento via parcelamento de cartão de crédito”. (da Agência Brasil, Flávia Albuquerque)



Últimas

2020/08/05 » Dezenas de empresas aderem à Semana Brasil 2020
2020/08/05 » Semana Brasil terá edição 2020 e deve ajudar na retomada da economia
2020/08/05 » Governo de Osaka planeja estudar eficácia de gargarejo no combate ao coronavírus
2020/08/04 » BNDES seleciona fundos de crédito não bancário para pequenas empresas
2020/08/04 » Balança comercial tem superávit recorde de US$ 8,06 bilhões em julho
2020/08/04 » Governo economiza R$ 466 milhões com a máquina pública na pandemia
2020/08/03 » Japonesa Seven & i Holdings pagará US$ 21 bilhões pela rede americana Speedway
2020/08/03 » Fábricas de veículos no Japão retornam gradualmente à produção normal
2020/08/03 » Covid-19: OMS prevê que pandemia durará muito tempo
2020/08/03 » Confira pagamentos e tributos adiados ou suspensos durante a pandemia
2020/07/31 » Auxílio emergencial elevou em 24% renda pré-pandemia, mostra pesquisa
2020/07/31 » Ministro da Infraestrutura diz que Brasil vive revolução ferroviária
2020/07/31 » Petrobras reduz em 4% preço da gasolina nas refinarias nesta sexta
2020/07/30 » Confira pagamentos e tributos adiados ou suspensos durante a pandemia
2020/07/30 » Banco Central anuncia lançamento da nota de R$ 200
2020/07/30 » Veja as principais mudanças no novo Marco Legal do Saneamento
2020/07/29 » Pandemia: 82% dos dentistas continuaram atendimento, diz pesquisa
2020/07/29 » Trombose em pequenos vasos é característica de covid-19, diz estudo
2020/07/29 » Brasil terá mais 100 leilões de ativos até final do mandato
2020/07/28 » Empresas inadimplentes não serão excluídas do Simples em 2020

Ver mais »