Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Chuvas não interrompem queda no Cantareira e nível chega a 11,7% 06/11/2014

Apesar da chuva de 54,7 milímetros que caiu nas cabeceiras do Sistema Cantareira, nos últimos cinco dias, o nível dos reservatórios voltou a diminuir hoje (6), chegando a 11,7% conforme medição da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). Ontem (5), os reservatórios estavam em 11,8%.

O volume de precipitações no Cantareira nesses primeiros cinco dias de novembro foram expressivos e já superam toda a chuva de outubro, que foi 42,4 milímetros. No entanto, o nível dos reservatórios não apresentou qualquer melhora neste início do mês.

Segundo o especialista em recursos hídricos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Antônio Carlos Zuffo, a incidência de chuvas demora a elevar o nível dos reservatórios, devido ao longo período de estiagem que assola o manancial.

Zuffo explica que o aumento de vazão ocorre quando a água da chuva infiltra-se no subsolo, num processo muito lento, a uma velocidade de milímetros ou centímetros por dia. “A água que se infiltrou hoje só vai chegar ao reservatório, dependendo do lugar em que ela caiu, dois, três ou até seis meses depois”, disse o especialista.

A chuva em São Paulo neste mês, portanto, pode beneficiar o manancial a longo prazo. “Mesmo no período que está sem chuva e, que você vê que tem vazão no rio, essa vazão é devido à drenagem do reservatório no solo. Da água que se infiltrou em algum momento no passado e que ainda está escoando. Então, quando deixa de ocorrer chuvas, diminui essa recarga. Sem essa recarga, o reservatório vai diminuindo cada vez mais até secar”, esclarece Zuffo.

Ele acrescentou que outra forma de encher os reservatórios é com a água da enxurrada, num processo bem mais rápido, capaz de elevar imediatamente a capacidade do sistema. A velocidade de elevação do nível, nesse caso, pode chegar a metros por segundo. “Isso, porém, só ocorre no momento em que está chovendo”. (da Agência Brasil, Fernanda Cruz)



Últimas

2020/04/03 » Governo zera impostos de produtos usados no combate ao coronavírus
2020/04/03 » Novo coronavírus traz novos desafios para cuidadores de idosos
2020/04/02 » Auxílio emergencial é publicado e governo abre crédito de R$ 98 bi
2020/04/02 » Medidas contra coronavírus custarão R$ 224,6 bi para o governo
2020/04/02 » Cientistas chineses anunciam descoberta contra covid-19
2020/04/02 » Covid-19: governo aprova medidas para área da assistência social
2020/04/02 » Senado aprova extensão de auxílio de R$ 600 a mais de 30 categorias
2020/04/02 » Bolsonaro sanciona MP da renda básica emergencial
2020/04/02 » Empresas têm 30 dias para se cadastrar na plataforma consumidor.gov.br
2020/04/02 » Governo prorroga prazo de entrega da declaração do IR por dois meses
2020/04/01 » Governo anuncia R$ 200 bilhões para socorrer trabalhadores e empresas
2020/04/01 » Governo reduz pela metade contribuições pagas ao Sistema S por 3 meses
2020/04/01 » Coronavírus: Câmara e Senado alteram tramitação de MPs
2020/03/31 » Líderes do Senado divulgam manifesto pelo isolamento social
2020/03/31 » Senado aprova benefício de R$ 600 a autônomos e informais
2020/03/31 » Senado aprova distribuição de merenda escolar aos estudantes sem aulas
2020/03/30 » Senado vota hoje auxílio de R$ 600 para autônomos e informais
2020/03/30 » Coronavírus: BNDES anuncia R$ 2 bilhões de crédito para área da saúde
2020/03/30 » Governo obtém do STF aval para adotar medidas contra o coronavírus
2020/03/27 » Governo anuncia linha de crédito a pequenas e médias empresas

Ver mais »