Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Produção de motocicletas registra queda de 15,8% em novembro 10/12/2014

A produção de motocicletas registrou queda de 15,8% em novembro, em comparação com o mês anterior. Balanço divulgado ontem (9) pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo) revela que, no período, saíram das fábricas 121.719 motocicletas, contra 144.596 unidades produzidas em outubro.

No acumulado dos 11 meses deste ano, foram fabricadas 1.429.012 motocicletas, o que corresponde a uma queda de 10,2% em relação a igual período de 2013, quando foram registradas 1.592.073 unidades.

Segundo a Abraciclo, os números do acumulado do ano das vendas no atacado (da montadora para as concessionárias) fecharam 11,3% abaixo dos de 2013. Segundo os dados, a produção atingiu 1.483.307 de unidades em 2013, contra 1.316.391 em 2014. Na comparação mensal, os resultados foram 7,2% menores, gerando um volume de 129.156 motocicletas comercializadas em outubro, contra 119.808 em novembro.

As exportações de motos também registraram redução no mês passado. Foram comercializadas para outros países 7.107 unidades em outubro, 52,8% a menos que em novembro (3.355 motos). De acordo com a associação, a queda é explicada pelo recuo no mercado argentino. No acumulado, houve queda de 16,3%, quando comparado a 2013. Foram 98.002 motos exportadas no ano passado e 82.003 em 2014.

Apesar disso, o presidente da entidade, Marcos Fermanian, faz uma previsão otimista para o próximo ano. “Em 2015, não teremos os impactos negativos que tivemos em 2014 no varejo, principalmente com a Copa do Mundo e as eleições."

Para Fermanian, mesmo sendo um ano com expectativas de ajustes da economia brasileira, com a chegada da nova equipe econômica, o setor está confiante na retomada do mercado. "Além disso, acreditamos que as medidas sobre retomada de bens devem favorecer o mercado, permitindo a flexibilização nas concessões de crédito e contribuindo para o segmento atingir seus objetivos”, acrescentou. (da Agência Brasil)



Últimas

2020/01/17 » Varejo de SP espera crescimento de 5% em vendas de materiais escolares
2020/01/17 » Confiança do empresário do comércio tem melhor janeiro desde 2013
2020/01/17 » Dólar fecha acima de R$ 4,19, no maior valor desde início de dezembro
2020/01/17 » Atividade econômica cresce 0,18%, diz Banco Central
2020/01/16 » Dataprev é incluída no Programa Nacional de Desestatização
2020/01/16 » Ipea: alíquota de novo imposto proposto em PECs deve ficar em 27%
2020/01/16 » Inflação pelo Índice Geral de Preços–10 cai de 1,69% para 1,07%
2020/01/15 » Governo quer vender R$ 150 bi em participações em empresas em 2020
2020/01/15 » Novo reajuste do mínimo pode ter impacto de R$ 2,13 bi no Orçamento
2020/01/15 » Mochilas pesadas na infância podem acarretar problemas na fase adulta
2020/01/14 » Consumidor espera saldões para comprar com desconto produto mais caro
2020/01/14 » IR: contribuinte não poderá deduzir gasto com previdência de doméstica
2020/01/14 » Petrobras reduz preço da gasolina e diesel nas refinarias
2020/01/13 » Migração de empregadores para eSocial só terminará em 2023
2020/01/13 » Agronegócio brasileiro exportou US$ 96,8 bilhões em 2019
2020/01/13 » Mercado financeiro reduz estimativa de inflação este ano para 3,58%
2020/01/13 » Migração da poupança para outros investimentos exige cuidado
2020/01/13 » Setores de TI e internet dominam ranking sobre mercado de trabalho
2019/12/19 » Retomada do mercado de trabalho é lenta e se apoia na informalidade
2019/12/19 » Com alta dos preços da carne, inflação deve ficar em 0,81% em dezembro

Ver mais »