Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
CNC mostra que receita de serviços tem resultado mais baixo da série 23/01/2015

A receita real do setor de serviços caiu pelo nono mês seguido, ao fechar novembro em -4,6%. Em 2014, o setor deverá registrar queda superior a 2,5% no resultado acumulado. A análise é feita pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), com base nos dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgados ontem (22) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo a PMS, a receita nominal do setor de serviços registrou, em novembro de 2014, alta de 3,7% em relação ao mesmo mês de 2013, o que representou uma desaceleração em relação à variação anual verificada em outubro, que chegou a 5,2%. O crescimento da receita, em novembro do ano passado, foi o menor da série histórica iniciada pelo instituto em 2012.

Na avaliação da CNC, com base no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de serviços dos últimos 12 meses encerrados em novembro (8,3%), foi registrada a nona retração consecutiva no faturamento real (4,6%) e o resultado mais baixo na série histórica da PMS deflacionada.

Em 2012, as receitas nominal e real registraram avanços de 10% e 1,5%, respectivamente. No ano seguinte, não houve crescimento real diante de uma expansão de 8,5% na receita nominal. Em virtude da desaceleração das atividades pesquisadas, 2014 deverá apurar queda superior a 2,5% em relação a 2013, informa a CNC.

A confederação alerta que a perda de fôlego no setor de serviços já começa a provocar reflexos no mercado de trabalho. “Atualmente responsável por 42% da força de trabalho formal do país, o ritmo de criação de vagas ao longo de 2014 [488 mil nos 12 meses encerrados em novembro] se mostrou significativamente menor que no ano anterior [562 mil]”.

A entidade lembra que o setor de serviços respondeu por 46% dos postos de trabalho criados desde 2008. “Considerando-se a evolução do emprego apenas nos serviços cobertos pela PMS, a população ocupada avançou 1% nos 12 meses encerrados em novembro de 2014. Em todo o ano de 2013, houve avanço de 3,4%.” (da Agência Brasil, Nielmar de Oliveira)



Últimas

2020/02/19 » Comissão Europeia quer criar mercado único de dados
2020/02/19 » Confiança da indústria cai em fevereiro depois de 3 altas seguidas
2020/02/19 » Confiança da indústria cresce 0,7 ponto na prévia de fevereiro
2020/02/18 » Economia segue em processo de recuperação gradual, diz BC
2020/02/18 » FGV: economia brasileira cresceu 1,2% em 2019
2020/02/18 » Rodovias terão estabelecimentos regulamentados para motoristas
2020/02/17 » Associação alerta motoristas sobre riscos no trânsito durante carnaval
2020/02/17 » Estimativa do mercado financeiro para inflação cai para 3,22%
2020/02/17 » Começam a valer medidas da Caixa para estimular construção civil
2020/02/14 » Atividade econômica cresce 0,89% em 2019
2020/02/14 » Cerca de 25% dos desempregados procuram emprego há mais de dois anos
2020/02/14 » Taxa de desemprego cai em 16 estados, revela IBGE
2020/02/13 » Abate de bovinos cai e o de suínos e frangos sobe no último trimestre
2020/02/13 » Setor de Serviços fecha 2019 com crescimento de 1%
2020/02/13 » Coronavírus: subida exponencial de mortes e casos. O que mudou?
2020/02/12 » Comércio varejista fecha ano com alta de 1,8% nas vendas
2020/02/12 » Embrapa cria cenoura que dispensa agrotóxico
2020/02/12 » Conselho da Amazônia vai unificar ações do governo, diz Mourão
2020/02/11 » OMS nomeia infecção por coronavírus de Covid-19
2020/02/11 » Inflação do aluguel é de 6,86% em 12 meses

Ver mais »