Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Governo registra 500 mil novas adesões ao Simples de 2015 02/02/2015

O ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos informou hoje (2) que aproximadamente 500 mil novas micro e pequenas empresas solicitaram adesão ao Simples para o exercício de 2015. O número representa um aumento de 125% em relação às adesões para o exercício de 2014.

Conforme o ministro, o prazo se encerrou no dia 30 de janeiro. O Simples é  um regime tributário compartilhado - União, estados e municípios - de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos. Por meio dele, as empresas passam a ter apenas um boleto para a cobrança de oito impostos.

“O aumento foi fruto da universalização do Simples, a abertura para as outras categorias. Estimávamos 420 mil novas empresas aderindo e tivemos 502 mil. Portanto, as empresas correm atrás da simplificação”, disse Afif Domingos

A abertura e adesão de novas categorias a que se referiu Afif Domingos foi possibilitada pela sanção da Lei 147/14, que permitiu a inclusão de 142 novas atividades econômicas no modelo e tributação simplificado.

Em 2014, as micro e pequenas empresas tiveram crescimento de 7,23% na arrecadação. Segundo o ministro, a expectastiva da secretaria é que este ano seja ainda melhor. “Temos no andar de baixo da nossa economia um crescimento chinês. Embora estejamos com problema de crescimento no PIB nacional, a micro e pequena empresa estão respondendo com muito mais força”, ressaltou.

Dados da secretaria mostram que, nos últimos dez anos, as micro e pequenas empresas foram responsáveis por 84% do saldo de geração líquida de empregos no país, contra 16% gerados pelas médias e grande empresas. Entre 2011 e 2014, o setor foi responsável pela geração de 3.547.428 vagas.

O ministro acrescentou que, ainda no primeiro semestre de 2015, será encaminhada projeto de lei para revisão das tabelas do Simples. A proposta prevê a substituição das atuais 20 faixas de tributação para sete, além do reajuste do teto do Simples para R$ 7,2 milhões nas empresas do setor de comércio e serviço e para R$ 14,4 milhões nas indústrias. (da Agência Brasil, Yara Aquino)



Últimas

2020/10/23 » Ministério da Infraestrutura entregará planos de logística até 2050
2020/10/23 » OMS: risco de pegar covid-19 em aviões é "muito baixo", mas não zero
2020/10/23 » Cresce pauta sobre home office nas negociações trabalhistas
2020/10/22 » Confiança da indústria atinge maior nível em nove anos
2020/10/22 » Opas: América Latina não deve relaxar enfrentamento à pandemia
2020/10/22 » Faturamento do setor de turismo no Brasil tem redução de 33,6% em 2020
2020/10/21 » Setor mineral brasileiro tem resultado positivo no 3º trimestre
2020/10/21 » Decreto inclui Linha 2 do metrô de BH em programa de privatizações
2020/10/21 » Não investir no Brasil será um grande erro, afirma ministro
2020/10/21 » Inflação do aluguel sobe de 18,20% para 20,56% em 12 meses
2020/10/20 » Pacote comercial abre caminho para acordo mais amplo, diz governo
2020/10/20 » SP:acordo da ANTT permite investimento de R$ 6 bi em malha ferroviária
2020/10/20 » Como fazer a amortização do FGTS pelo celular
2020/10/19 » Comércio eletrônico e delivery aumentam consumo de embalagens
2020/10/19 » Doria apresenta plano de retomada econômica de São Paulo
2020/10/19 » Produção brasileira de aço cresce 7,5% em setembro
2020/10/16 » Indicador antecedente da economia brasileira cresce 1,2% em setembro
2020/10/16 » Atividade econômica tem alta de 1,06% em agosto, diz Banco Central
2020/10/16 » Rebanho bovino cresce em 2019, influenciado pelo cenário externo
2020/10/15 » Produção de motocicletas aumenta 13,1% em setembro

Ver mais »