Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Mercado caiu na real, diz diretor do Secovi-SP sobre valor do aluguel 23/07/2015

Novos contratos de locação de imóveis residenciais na capital paulista estão mais baratos do que há um ano, revela pesquisa do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP). É a primeira vez que o índice fica negativo desde 2005, quando teve início o levantamento. Em junho, o valor dos contratos assinados caiu 1% no acumulado de 12 meses. Em relação a maio, também houve queda de 0,9%.

“O mercado imobiliário caiu na realidade da locação”, afirmou o diretor de Gestão Patrimonial e Locação do sindicato, Mark Turnbull.

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), que é usada para reajustar 95% dos contratos, por sua vez, registra alta de 5,6% nos últimos 12 meses. Para Turnbull, o distanciamento entre o índice e o valor de mercado deve-se a maiores negociações entre proprietários e inquilinos. “Do lado do proprietário, que tinha a ideia de anos anteriores, com valores subindo, achando que teria valores cada vez maiores, [isso] não ocorreu, pela situação macroeconômica. Ele começou a cair na realidade, a ser mais flexível e realista”, acrescentou.

Na opinião de Turnbull, a situação atual é mais favorável ao inquilino, mas também não está tão ruim para os proprietários. Eles estão conscientes de que, se quiserem ter renda, terão que baixar o preço de locação e garantir renda menor do que vinham tendo, disse o diretor do Secovi-SP. De acordo com ele, mesmo alugando por valor mais baixo do que o esperado, o proprietário fica desobrigado de despesas como Imposto sobre Propriedade Territorial Urbana (IPTU) e condomínio, que ficam a cargo do inquilino. “O Importante é manter fluxo positivo mensal.”

Segundo Turnbull, a tendência de queda para locação de imóveis na cidade de São Paulo deve continuar. Ele acredita ainda que a redução de crédito para financiamento imobiliário e o aumento das exigências pelos bancos devem contribuir para que a demanda pelo aluguel permaneça.

A pesquisa mostra ainda que 47,5% dos contratos foram fechados com fiador, seguido por depósito (33,5%) e seguro-fiança (19%). As unidades com um quarto foram alugadas mais rapidamente: 19,1 dias para casas com um dormitório e 25,8 dias para apartamentos na mesma condição. As unidades com três quartos, por outro lado, demoraram entre 47 e 52 dias para serem alugadas. (da Agência Brasil, Camila Maciel)



Últimas

2019/11/19 » Petrobras reajusta gasolina em 2,8% nas refinarias
2019/11/19 » Setor de infraestrutura tem feito "mais com menos", diz secretário
2019/11/19 » Déficit primário encerrará o ano abaixo de R$ 80 bilhões, diz Guedes
2019/11/18 » Instituições financeiras elevam expectativa de inflação para 3,33%
2019/11/18 » Com Selic em queda, poupança pode passar a render menos que a inflação
2019/11/14 » Atividade econômica cresce 0,91% no terceiro trimestre
2019/11/14 » Caixa e BB iniciam quinta fase de pagamento de abono do PIS/Pasep
2019/11/14 » Reformas vão tornar Brasil mais atrativo a negócios, diz Bolsonaro
2019/11/14 » Reformas vão tornar Brasil mais atrativo a negócios, diz Bolsonaro
2019/11/13 » Privatização da Eletrobras deve reduzir tarifas para os consumidores
2019/11/13 » Caixa reduz para 4,99% a taxa de juros do cheque especial
2019/11/13 » Ministro diz que reforma da Previdência já atrai investidores
2019/11/12 » Setor de serviços cresce 1,2% em setembro, aponta IBGE
2019/11/12 » Cresce apoio do BNDES a projetos de micro, pequenas e médias empresas
2019/11/12 » Países do Brics buscam investimentos privados para infraestrutura
2019/11/12 » Faturamento do mercado de seguros cresceu 18,6% em setembro
2019/11/11 » Brics fomenta cooperação entre economias emergentes há 13 anos
2019/11/11 » Impostos dificultam pequenos e médios negócios, dizem empresários
2019/11/11 » IBGE revisa PIB de 2017 de 1% para 1,3%
2019/11/08 » Indicador da FGV mostra dificuldade de reação do mercado de trabalho

Ver mais »