Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Volta do otimismo leva expectativa de emprego ao melhor nível desde 2010 06/02/2017

O retorno do otimismo da indústria levou o Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) a subir 5,6 pontos em janeiro, alcançando 95,6 pontos – o maior nível desde os 98,7 pontos de maio de 2010. A melhora se deu após o indicador recuar 3,1 pontos em dezembro de 2016, frente a novembro.

Os dados do IAEmp foram divulgados hoje (6), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV) e indicam que, na média móvel dos últimos três meses, o indicador avançou 0,9 ponto.

Como reflexo da evolução favorável do Indicador Antecedente de Emprego, o Indicador Coincidente de Desemprego (ICD) também fechou janeiro com evolução favorável, recuando 1 ponto em janeiro, para 103,6 pontos. A queda interrompeu a sequência de quatro altas consecutivas, mas foi, segundo a FGV, insuficiente para alterar a tendência de alta do indicador em médias móveis trimestrais.

Para o economista da FGV Fernando de Holanda Barbosa Filho, o retorno do otimismo quanto à situação do emprego no país está diretamente ligado ao ciclo de redução da taxa básica de juros, iniciada pelo Banco Central no fim do ano passado.

“Os resultados do IAEmp foram puxados por um retorno do otimismo na indústria quanto ao futuro e devem estar relacionados ao ciclo de redução da taxa de juros iniciado no ano passado pelo Banco Central e que ganhou força neste início de ano”, frisou.

Aceleração da economia

Para o economista, o retorno do otimismo na indústria “deve contribuir para uma aceleração cíclica da economia mais adiante, ao longo do ano”. Para Barbosa Filho, a queda observada no Índice Coincidente de Desemprego representa uma estabilidade em um nível ainda elevado do indicador, enfatizando a situação difícil do mercado de trabalho atual.

“A possível melhora da economia no futuro ainda não parece influenciar a percepção de dificuldade atualmente presente no mercado de trabalho brasileiro”, explica.

Os componentes que mais contribuíram para a alta do Indicador Antecedente de Emprego foram os indicadores que medem a expectativa com a situação dos negócios para os próximos seis meses e o ímpeto de contratações nos próximos três meses, ambos da Sondagem da Indústria, com variações de 11,1 e 10,9 pontos, respectivamente.

Em relação ao Indicador Coincidente de Desemprego, a classe do consumidor que mais contribuiu para a queda do índice foi o grupo dos consumidores com renda mensal familiar entre R$ 4.800 e R$ 9.600, cujo indicador de percepção de facilidade de se conseguir emprego (invertido) recuou 4,6 pontos. (da Agência Brasil, Nielmar de Oliveira)



Últimas

2019/07/17 » Queda de comércio com EUA afeta exportações brasileiras
2019/07/17 » ONU: cerca de 1,7 milhão de pessoas foram infectadas pelo HIV em 2018
2019/07/17 » Senado deve concluir reforma da Previdência em 45 dias, prevê líder
2019/07/16 » Inflação pelo IGP-10 sobe de 0,49% em junho para 0,61% em julho
2019/07/16 » Governo vai instalar 1 mil radares em rodovias federais, diz ministro
2019/07/16 » Acordo entre Vale e MPT indenizará famílias de vítimas de Brumadinho
2019/07/15 » Atividade econômica sobe 0,54% em maio
2019/07/15 » Mercado reduz estimativa de crescimento da economia para 0,81%, diz BC
2019/07/15 » Receita paga hoje restituições do 2º lote do Imposto de Renda
2019/07/12 » Pequenos negócios têm até segunda para retornar ao Simples Nacional
2019/07/12 » Produção industrial recua em sete estados e na região Nordeste em maio
2019/07/12 » Setor de serviços fica estável de abril para maio
2019/07/11 » CNI: reforma da Previdência abre espaço para agenda de produtividade
2019/07/11 » Emocionado, Maia agradece votação expressiva na reforma da Previdência
2019/07/11 » Câmara aprova texto-base da reforma da Previdência
2019/07/10 » Inflação oficial é de 0,01% em junho, diz IBGE
2019/07/10 » Inflação para famílias com renda mais baixa fica em 0,01% em junho
2019/07/10 » Inflação da construção civil é de 0,35% em junho
2019/07/10 » IGP-M acumula taxa de 6,4% em 12 meses, diz FGV
2019/07/05 » Confira principais pontos do texto-base da reforma da Previdência

Ver mais »