Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Indústria cresce em abril em apenas 5 dos 14 estados pesquisados 09/06/2017

O crescimento industrial de 0,6% em abril deste ano, na série ajustada sazonalmente, sobre o mês de março, reflete expansão em apenas 5 dos 14 estados pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os dados da Pesquisa Industrial Mensal Regional (PIM-Regional) foram divulgados nesta sexta-feira (9) e indicam que, ainda na série com ajuste sazonal, o principal destaque foi o avanço de 1,2% registrado em Santa Catarina, que eliminou parte da perda de 4% registrada em março último.

Logo em seguida vem o estado de Pernambuco, Ceará e a Região Nordeste (ambos com variação de 0,6%); Minas Gerais, teve crescimento de 0,5% - inferior à média nacional de 0,6%. Já no Espírito Santo a produção industrial ficou estagnada (crescimento de 0,0%) e repetiu o patamar observado no mês anterior.

Entre os estados que fecharam com resultado negativo, os destaques ficaram com o Amazonas e o Rio de Janeiro (ambos com queda em seus parques fabris de 1,9%); Paraná (-1,6%) e Goiás (-1,3%), que tiveram os resultados negativos mais acentuados.

No caso do Amazonas, o estado eliminou parte da expansão de 5,5% verificada em março último; no do Rio de Janeiro, houve interrupção na expansão, depois de três meses consecutivos de crescimento na produção (período em que acumulou ganho de 4% de taxas positivas); em Goiás foi registrado o segundo mês de queda consecutiva (acumulando retração de 4,5% no período).

Já a queda de 1,3% verificada em Goiás reverte um período de quatro meses consecutivos de taxas positivas, período em que acumulou avanço de 13%. As demais taxas negativas foram assinaladas por Rio Grande do Sul (-0,8%), Pará (-0,8%), Bahia (-0,7%) e São Paulo (-0,1%).
Indicador anual

Acumulado no ano

A queda de 0,7% na produção industrial brasileira no resultado acumulado nos quatro primeiros meses do ano, frente a igual período do ano passado, reflete queda na produção em 6 dos 15 estados pesquisados, segundo o IBGE.

O principal destaque negativo é a Bahia, cujo parque fabril chegou a cair 8,2%, resultado que chega a significar uma retração de 7,5 ponto percentual a mais do que a retração da média nacional. O resultado da indústria da Bahia revela o comportamento negativo vindo dos setores de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (óleo diesel, naftas para petroquímica e óleos combustíveis) e de metalurgia (barras, perfis e vergalhões de cobre e de ligas de cobre).

Os demais resultados negativos foram registrados no Ceará (-2,9%), na Região Nordeste (-2,9%), em São Paulo (-1,9%), em Mato Grosso (-0,9%) e no Pará (-0,5%). O Rio de Janeiro (5,2%), Espírito Santo (3,3%) e Santa Catarina (3%) apontaram os avanços mais elevados no índice acumulado no ano.

Amazonas (2,6%), Goiás (2,5%), Pernambuco (2,3%), Paraná (2,2%), Minas Gerais (2,0%) e Rio Grande do Sul (0,4%) completaram o conjunto de estados com resultados positivos nesse período.

Segundo o IBGE, nesses estados houve maior dinamismo na fabricação de bens de capital (em especial aqueles voltados para o setor agrícola e para construção); de bens intermediários (minérios de ferro, petróleo, celulose, siderurgia e derivados da extração da soja); de bens de consumo duráveis (automóveis e eletrodomésticos da “linha marrom”); e de bens de consumo semi e não-duráveis (alimentos, calçados, produtos têxteis e vestuário). (da Agência Brasil, Nielmar de Oliveira)



Últimas

2018/01/22 » FMI eleva projeção de crescimento global e para o Brasil em 2018 e 2019
2018/01/22 » Confiança da indústria avança 0,5 ponto em janeiro, mostra prévia da FGV
2018/01/22 » Mercado mantém em 3,95% projeção de inflação para este ano
2018/01/22 » Aumento de bilionários em 2017 poderia acabar com a extrema pobreza por 7 vezes
2018/01/22 » Pesquisadores comprovam que fumaça das queimadas da Amazônia pode causar câncer
2018/01/19 » Governo de SP antecipa mais uma vez campanha de vacinação contra febre amarela
2018/01/19 » Conab estima produção de café em 2018 entre 21% e 30% superior ao ano passado
2018/01/19 » Sebrae e parlamentares querem derrubar veto ao Refis de micro e pequena empresa
2018/01/18 » Camex não aplicará medidas protetivas na importação de aço da China e Rússia
2018/01/18 » Publicadas novas regras para a Rais 2017; entrega começa dia 23 de janeiro
2018/01/18 » Inflação do aluguel acumula queda de 0,34% em 12 meses
2018/01/17 » Cai percepção de piora da economia entre comerciantes
2018/01/17 » Indústria paulista fecha 35 mil vagas em 2017, menor patamar desde 2011
2018/01/17 » Febre amarela leva Mairiporã a decretar situação de calamidade pública
2018/01/17 » Intenção de consumo das famílias aumenta quase 10% em janeiro, diz CNC
2018/01/17 » Balança comercial tem superávit recorde em 2017 e atinge US$ 67 bilhões, diz FGV
2018/01/17 » Anac passa a divulgar ranking de satisfação de usuários de empresas aéreas
2018/01/16 » Com US$ 96 bilhões, exportações do agronegócio têm aumento de 13% em 2017
2018/01/16 » Aumenta a oferta de emprego na indústria brasileira, diz CNI
2018/01/16 » Governo antecipa uso de vacina fracionada contra a febre amarela em São Paulo

Ver mais »