Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Projeto prevê pagamento de indenização a vítimas de violência sexual e doméstica 11/10/2017

Projeto aprovado ontem (10) pela Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Cãmara prevê que o Estado será obrigado a pagar indenização de até 60 salário mínimos aos dependentes de vítimas de crimes de violência sexual e doméstica, nos casos em que ficar comprovada a negligência do Poder Público. A proposta também prevê pagamento de pensão para dependentes das vítimas.

Pelo texto, que segue agora para análise das comissões de Finanças e Tributação e de Constituição e Justiça, caso a vítima sofra agressão que a deixe com sequelas e a impeça de trabalhar, ela poderá requerer aposentadoria por invalidez no valor de pelo menos um salário mínimo, independentemente de carência ou de ser segurada do Regime Geral de Previdência Social (RGPS).

Para a relatora do projeto, deputada Flávia Morais (PDT-GO), a proposta está de acordo com os compromissos internacionais assumidos pelo Brasil em razão da aprovação e promulgação da Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra a Mulher.

“Diariamente, chegam ao nosso conhecimento inúmeros casos de mulheres que, mesmo após buscarem socorro policial ou até mesmo judicial, acabam se tornando vítimas fatais de seus agressores. O Estado se omite ou negligencia a proteção à ofendida, quando deveria agir para garantir sua integridade física. Nesse panorama, a proposição em análise se revela extremamente oportuna”, argumentou a deputada.

O texto aprovado hoje na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher é um substitutivo ao projeto original apresentado pela deputada Jô Moraes (PCdoB-MG). A proposta inicial garantia à vítima de violência doméstica ou sexual indenização de R$ 50 mil, acrescida de pensão mensal de R$ 510, corrigida anualmente, aos filhos menores de 18 anos ou incapazes. No substitutivo, o valor da indenização foi fixado em salários mínimos.

“Busca-se, com tal proposta, uma atuação mais efetiva do Poder Público no combate à violência doméstica e familiar contra a mulher”, ressaltou Flávia Morais. (da Agência Brasil, Ivan Richard Esposito)



Últimas

2018/02/16 » Serviços fecham 2017 com queda de 2,8%, segundo IBGE
2018/02/16 » Brasil é o oitavo país do mundo em produção de energia eólica
2018/02/16 » Supermercados fecham 2017 com o maior número de empregos formais já observado
2018/02/14 » MP que altera reforma trabalhista ainda não começou a tramitar
2018/02/14 » Brasil reforça negociações em Paris para entrar na OCDE
2018/02/14 » União Europeia gastou 624 milhões de euros em importações de rosas em 2017
2018/02/09 » Exportação de café reduz 5,9% em janeiro
2018/02/09 » Agências bancárias reabrem na proxima quarta-feira para atendimento ao público
2018/02/09 » Comércio varejista fecha 2017 com alta de 2% no volume de vendas
2018/02/09 » Número de pedidos de bloqueio de celulares chega a 128 mil em janeiro
2018/02/07 » Preço de commodities tem alta de 0,92% em janeiro
2018/02/07 » Entrada de dólares supera saída em US$ 8 bilhões em janeiro
2018/02/07 » Indenizações por morte no trânsito crescem 23% em 2017, diz seguradora
2018/02/07 » STF valida lei que obriga plano de saúde justificar recusa de atendimento
2018/02/07 » Procura de crédito para comprar veículos aumenta 22,9%, diz associação
2018/02/06 » Produção de veículos cresce 24,6% em janeiro em relação a igual período de 2017
2018/02/06 » IGP-DI registra inflação de 0,58% em janeiro
2018/02/06 » CNI diz que mais da metade da indústria do país precisa dar um salto tecnológico
2018/02/05 » Governo lança projeto piloto de Documento Nacional de Identidade
2018/02/05 » Vendas de veículos novos crescem 23,14% em janeiro, diz Fenabrave

Ver mais »