Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
TST decide que empregados dos Correios devem pagar por plano de saúde 13/03/2018

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) decidiu, nesta segunda-feira (12), que os empregados dos Correios e seus dependentes deverão pagar mensalidade para manter os planos de saúde. O tema foi objeto de julgamento pela Seção de Dissídios Coletivos da corte, que aprovou a proposta do ministro relator, Aloysio Corrêa, por 6 votos a 1. A ação de dissídio coletivo havia sido ajuizada pela companhia ainda no ano passado, quando não houve acordo entre empregados e direção sobre a revisão do Postal Saúde no âmbito do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT).

A principal mudança é a introdução da cobrança de mensalidade dos empregados e seus dependentes (cônjuges e filhos), conforme faixas etária e remuneratória. Até então, os empregados e seus familiares que usavam o plano pagavam apenas um percentual por consulta ou exame, de acordo com uma tabela remuneratória do plano.

Os dependentes ascendentes (pais e mães) dos empregados continuarão no plano até julho de 2019, quando vence o ACT em vigor. Após esse período, deixarão de ser cobertos pelo plano, e ficarão assegurados os que estiverem em tratamento médico-hospitalar até a alta médica, segundo regras da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Um novo plano-família, a ser criado no ano que vem, poderá incorporar pais e mães e outros eventuais dependentes dos funcionários. A proposta inicial da empresa previa a manutenção do plano apenas para funcionários ativos e aposentados e a criação de um outro plano para todos os dependentes.

Os ministros também aprovaram a proporcionalidade de pagamento das despesas totais do plano, que será de 30% para os empregados e 70% para os Correios. Além disso, ficou definido que, havendo lucro líquido no exercício anterior, a empresa reverterá 15% para o custeio das mensalidades do plano de saúde dos beneficiários. Além dos mais de 140 mil funcionários da ativa e aposentados dos Correios, o Postal Saúde atendia a outras 250 mil pessoas, totalizando aproximadamente 400 mil vidas. 

A direção dos Correios aguarda a publicação da íntegra da decisão do TST para avaliar o impacto nas contas da empresa e adotar as medidas para a implantação das novas regras. Para o presidente dos Correios, Guilherme Campos, a decisão representa um grande avanço para a retomada do processo de recuperação da empresa, que enfrenta uma grave crise financeira.

“A decisão ficou distante da nossa proposta inicial, mas é um reconhecimento de que o custeio tem que ser compartilhado e o primeiro passo importante para a sustentabilidade do plano e dos próprios Correios”, explica. 

À noite, a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) divulgou nota orientando pela continuidade da greve e convocando, para esta terça-feira (13), uma reunião com a assessoria jurídica para discutir a decisão do TST e definir estratégias, a partir de agora. Os sindicatos também deverão se reunir no período da tarde. (da Agência Brasil, Pedro Rafael Vilela)



Últimas

2018/06/22 » Estatais registram lucro 44,8% maior no primeiro trimestre de 2018
2018/06/22 » Bancos terão expediente hoje na parte da tarde
2018/06/22 » Entidades defendem aprovação do cadastro positivo para reduzir juros
2018/06/20 » CNI: confiança do empresário industrial tem maior queda desde 2010
2018/06/20 » Associação médica alerta para riscos de tratamento contra varizes
2018/06/20 » Aneel regulamenta recarga de veículos elétricos
2018/06/20 » Brasil pode se tornar grande exportador de petróleo, diz executivo
2018/06/19 » Anac prevê leilão de mais 13 aeroportos até o fim do ano
2018/06/19 » Obesidade atinge quase 20% da população brasileira, mostra pesquisa
2018/06/19 » Temer sanciona lei que permite venda direta do óleo do pré-sal
2018/06/18 » Petrobras reduz em 1,24% o preço da gasolina nas refinarias
2018/06/18 » Mercado financeiro espera por manutenção da Selic em 6,50% esta semana
2018/06/18 » Saques do PIS/Pasep colocarão R$ 34,3 bilhões na economia
2018/06/18 » Brasil deixou de arrecadar R$ 354,7 bi com renúncias fiscais em 2017
2018/06/15 » Indústria paulista fecha 3,5 mil postos de trabalho em maio
2018/06/15 » Receita paga primeiro lote de restituição do Imposto de Renda 2018
2018/06/15 » Atividade econômica cresce 0,46% em abril
2018/06/15 » Privatização de distribuidoras da Eletrobras está prevista para julho
2018/06/15 » Por 6 votos a 5, STF impede conduções coercitivas para interrogatório
2018/06/13 » Acordo União Europeia-Mercosul deve sair até as eleições, diz ministro

Ver mais »