Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Japão pode liberar US$ 503 bilhões contra efeitos do coronavírus 26/03/2020

Pacote inclui pagamento a famílias que perderam dinheiro com pandemia

O governo do Japão pretende liberar um pacote de estímulo fiscal - que vale aproximadamente 10% da produção econômica anual - para combater o impacto do surto de coronavírus, informou o jornal Nikkei nesta quarta-feira (25).

O pacote, que vale mais de 56 trilhões de ienes (US$ 503 bilhões, incluirá pagamentos em dinheiro para famílias que viram sua renda cair devido à pandemia, disse o jornal, sem citar fontes.

Esse tamanho de estímulo colocaria o Japão em linha com as intervenções de outros grandes países desenvolvidos para conter o choque da crise da saúde que fechou lojas e escritórios, isolou populações e levou as cadeias de suprimentos perto do ponto de ruptura.

Os pagamentos em dinheiro podem começar já em maio, com o governo considerando oferecer a cada família até 300 mil ienes.

O governo compilou um pacote de estímulo de 26 trilhões de ienes em dezembro passado para lidar com o impacto da guerra comercial Estados Unidos-China na economia japonesa, dependente de exportação.

Como grande parte disso ainda não foi gasta, o governo desviará algumas medidas contra o coronavírus e fornecerá fundos adicionais de até mais de 56 trilhões de ienes.

Verbas podem ser aprovadas em abril

Um orçamento suplementar para financiar o novo pacote será aprovado pelo gabinete no início de abril e enviado ao parlamento, com o objetivo de aprovação no final desse mês, segundo o Nikkei.

Fontes disseram à agência de notícias Reuters que o governo está trabalhando em um pacote de estímulo no valor de 30 trilhões de ienes em resposta à epidemia, incluindo gastos fiscais diretos superiores a 15 trilhões de ienes.

Proibições de viagens em todo o mundo e cancelamentos de eventos, incluindo a Olimpíada de Tóquio, aplicaram tensões adicionais sobre a economia do Japão, que já estava à beira da recessão.

Enquanto o governo almeja grandes gastos, o Banco do Japão também está pronto para expandir o estímulo pelo segundo mês consecutivo em abril, se a pandemia levar a cortes de empregos e gastos de capital grandes o suficiente para prejudicar as perspectivas de recuperação econômica, dizem fontes. (da Agência Brasil, com a Reuters, Leika Kihara, de Tóquio) 



Últimas

2021/01/18 » Saiba o que é a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO)
2021/01/18 » China contribuiu com mais da metade do superávit comercial do Brasil
2021/01/18 » Produção agropecuária de 2020 alcança R$ 871 bilhões
2021/01/15 » MPT abre inquéritos para avaliar danos sociais do fechamento da Ford
2021/01/15 » BNDES financia segunda usina termelétrica no Porto do Açu
2021/01/15 » IBGE: indústria cresce em dez dos 15 locais pesquisados em novembro
2021/01/14 » Balança comercial do agronegócio soma US$ 100,81 bilhões em 2020
2021/01/14 » Conab estima colheita de 264,8 milhões de toneladas de grãos
2021/01/14 » IBGE: safra de 2021 deve superar recorde de 2020
2021/01/14 » Veja o que pode e o que não pode no Enem 2020
2021/01/13 » BNDES define consórcio que apoiará programa de aceleração de startups
2021/01/13 » Inflação da construção civil atinge 10,16% em 2020
2021/01/13 » Inflação para famílias com menor renda fecha 2020 com alta de 5,45%
2021/01/13 » Inflação oficial fecha 2020 em 4,52%, diz IBGE
2021/01/12 » Ministério pede avanço de reformas para manter fábricas no país
2021/01/12 » Preço da cesta básica aumentou em todas as capitais em 2020
2021/01/12 » Plataforma promove compartilhamento de materiais na economia
2021/01/11 » Como entrar em 2021 com as contas no azul
2021/01/11 » Digitalização de serviços públicos gera economia de R$ 2 bi por ano
2021/01/11 » Banco do Brasil renegocia R$ 40 milhões em dívidas por WhatsApp

Ver mais »