Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Governo federal lança sistema para simplificar a abertura de empresas 21/01/2021

São Paulo e Rio de Janeiro já aderiram ao Balcão Único 

 

O Ministério da Economia lançou nesta quarta-feira (20) o Balcão Único, um projeto que permitirá aos cidadãos abrirem uma empresa “de forma simples e automática, reduzindo o tempo e os custos para iniciar um negócio no Brasil”. A primeira cidade a aderir ao projeto foi São Paulo, que já disponibilizou o novo sistema no dia 15. A próxima cidade a oferecer a ferramenta será o Rio de Janeiro.

De acordo com o ministério, por meio de um formulário único e totalmente digital, empreendedores podem abrir empresas em apenas um dia e sem necessidade de percorrer vários órgãos públicos.

Tudo poderá ser feito no mesmo ambiente virtual: recebimento das respostas necessárias da prefeitura; registro da empresa; obtenção do número do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e inscrições fiscais; desbloqueio do cadastro de contribuintes; recebimento das licenças, quando necessárias; e ainda o cadastro dos empregados que serão contratados. O Balcão Único permitirá ainda que os empreendedores possam, no momento da abertura da empresa, realizar o cadastro de empregados pelo e-Social.

Em nota, a pasta explicou que, segundo relatório do Banco Mundial, para abrir uma empresa nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo era necessário cumprir 11 procedimentos – alguns, em órgãos distintos – o que levava, em média, 17 dias e gerava um custo que representa 4,2% da renda per capita. Esses dados colocaram o Brasil na 138ª posição no quesito abertura de empresas, entre os 190 países avaliados pelo Banco Mundial.

“A transformação digital em um Balcão Único no modelo de one stop shop fará o Brasil ganhar posições no ranking mundial quanto à facilidade de fazer negócios”, disse o Ministério da Economia.

Depois de São Paulo e Rio de Janeiro, o governo federal quer expandir o sistema para todo o Brasil. 

O projeto é liderado pela Receita Federal e pela Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital e foi desenvolvido pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). (da Agência Brasil, Andreia Verdélio) 



Últimas

2021/03/05 » BC: produtos básicos impulsionam exportações na pandemia
2021/03/05 » Faturamento da indústria cresce 8,7% em janeiro, diz CNI
2021/03/05 » Estudo revela tamanho da desigualdade de gênero no mercado de trabalho
2021/03/04 » Com queda do PIB, economia chega ao patamar do início de 2019
2021/03/04 » Pequenas empresas veem oportunidades geradas pela crise
2021/03/04 » PIB de 2020 fecha com queda de 4,1%, revela pesquisa do IBGE
2021/03/04 » Setor de petróleo impulsionou investimentos no 4º trimestre de 2020
2021/03/03 » Relatório da OCDE orienta gestão de estatais brasileiras
2021/03/03 » Preços de produtos industrializados sobem 3,36% em janeiro
2021/03/03 » Emplacamento de automóveis e de veículos leves tem queda de 17,85%
2021/03/03 » Produção de petróleo cresce 5,4% de dezembro para janeiro, diz ANP
2021/03/02 » BC iguala limite do Pix ao das transferências eletrônicas
2021/03/02 » Firjan sugere normas de proteção de dados para pequenas empresas
2021/03/02 » Balança comercial tem superávit de US$ 1,152 bilhão em fevereiro
2021/03/02 » Governo reabre programa de renegociação de dívidas com a União
2021/03/02 » Setor portuário movimentou 1,152 bilhão de toneladas em 2020
2021/03/02 » Petrobras anuncia nova alta nos preços da gasolina, diesel e gás
2021/03/01 » Banco Central tem lucro recorde de R$ 469,6 bilhões em 2020
2021/03/01 » Auxílio emergencial e criptomoedas deverão ser declarados no IR
2021/03/01 » Prazo para entregar declaração do Imposto de Renda começa hoje

Ver mais »