Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Milhões de jovens trabalham, mas vivem na pobreza, revela OIT 31/10/2006

O relatório Tendências Mundiais do Emprego Juvenil 2006 afirma que há no mundo 1,1 bilhão de jovens entre 15 e 24 anos. Destes, um em cada três estão buscando trabalho sem êxito, abandonaram a busca ou estão empregados, mas ganham menos de US$ 2 por dia.

Pesquisas indicam que a população juvenil cresceu 13,2% entre 1995 e 2005, mas a quantidade de empregos aumentou somente 3,8%. De acordo com o estudo, a possibilidade de um jovem ficar desempregado é o triplo da possibilidade de um adulto.

A OIT estima que sejam necessários 400 milhões de empregos em todo o mundo para aproveitar o potencial da juventude. “A juventude ociosa custa muito”, diz o relatório, afirmando que a impossibilidade de encontrar emprego gera nos jovens sensação de vulnerabilidade e inutilidade.

Segundo o diretor-adjunto da OIT no Brasil, José Carlos Ferreira,  ao enfrentar o mercado de trabalho, o jovem sofre três tipos de resistência: resistência em função do nível educacional baixo, falta de formação técnica exigida pelo mercado e baixo nível social. “É fundamental que esses jovens tenham um apoio, uma mão que lhes seja estendida para conseguir o primeiro emprego. Quanto mais difícil a situação social do jovem, mais difícil a sua inserção no mercado de trabalho”, disse.

A taxa de desemprego mais elevada foi encontrada na região do Oriente Médio e África do Norte, com 25,7%.  A Europa Central e o Leste Europeu (fora da União Européia) e a Comunidade Européia têm a segunda maior taxa, 19,9%. A África subsaariana apresentou 18,1% de desemprego juvenil, seguida pela América Latina e Caribe, com 16,6%.

A região das economias industrializadas e a União Européia foram as únicas que apresentaram queda no desemprego juvenil nos últimos dez anos, fator atribuído à menor participação dos jovens na força de trabalho. Apesar disso, a pobreza persiste em cerca de 56% dos jovens trabalhadores no mundo.

 

 

 

Agência Brasil - Irene Lobo

 

 

 



Últimas

2020/10/29 » Emprego na construção é o maior para setembro nos últimos oito anos
2020/10/29 » Representantes do setor da indústria aprovam decisão do Copom
2020/10/29 » Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
2020/10/29 » Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
2020/10/28 » Apoio emergencial do BNDES a empresas na pandemia alcança R$ 105 bi
2020/10/28 » Programa para ampliar produtividade das empresas é retomado
2020/10/28 » Confiança da construção cresce 3,7 pontos em outubro, diz FGV
2020/10/27 » Guedes diz que acordos políticos dificultam privatizações
2020/10/27 » CMN aprova regulação simplificada para projetos inovadores
2020/10/27 » Mercado financeiro eleva projeção da inflação para 2,99%
2020/10/26 » Contas externas têm em setembro sexto mês seguido de saldo positivo
2020/10/26 » Petrobras inicia venda de campos terrestres em Sergipe
2020/10/26 » Banco Central registra recorde de remessas de dólares para o Brasil
2020/10/23 » Ministério da Infraestrutura entregará planos de logística até 2050
2020/10/23 » OMS: risco de pegar covid-19 em aviões é "muito baixo", mas não zero
2020/10/23 » Cresce pauta sobre home office nas negociações trabalhistas
2020/10/22 » Confiança da indústria atinge maior nível em nove anos
2020/10/22 » Opas: América Latina não deve relaxar enfrentamento à pandemia
2020/10/22 » Faturamento do setor de turismo no Brasil tem redução de 33,6% em 2020
2020/10/21 » Setor mineral brasileiro tem resultado positivo no 3º trimestre

Ver mais »