Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Balança comercial mantém crescimentos 24/11/2006

Brasília, 24/11/-2006 - A balança comercial brasileira, em novembro, até a terceira semana, segue em ritmo de crescimento. Do lado das exportações, a média diária de US$ 598,3 milhões é 16,8% maior, e nas importações, a média de US$ 418,3 milhões está 33,9% acima, ambas comparadas com novembro do ano passado.

No resultado parcial do mês, as vendas para o mercado externo atingem US$ 6,929 bilhões, e as compras do mercado internacional, US$ 4,945 bilhões, resultam em um saldo positivo (exportação menos importação) de US$ 1,984 bilhão. Somente na terceira semana, as exportações acumulam US$ 2,393 bilhões, e as importações US$ 1,673 bilhões, gerando um superávit de US$ 720 milhões.

O destaque das exportações, com crescimento de 16,8% sobre novembro/2005, foi verificado nas três categorias de produtos: semimanufaturas (+29%), principalmente, alumínio em bruto, couros e peles, e açúcar em bruto), manufaturas (+15,6%), principalmente, açúcar refinado, álcool etílico e hidrocarbonetos) e básicos (+13,9%), principalmente, milho em grão, carne bovina, suína e de frango). Em relação ao mês de outubro/2006, o aumento de 4,5%, também foi verificado em todas as categorias.

Do lado das importações, a média de novembro, até a terceira semana, cresceu 33,9% sobre novembro de 2005, devido, principalmente ao aumento nos gastos com cobre e obras (+139,6%), combustíveis e lubrificantes (+64,4%), e adubos e fertilizantes (+51,6%). Se comparado com outubro passado, cujo crescimento ficou em 8%, os destaques foram para combustíveis e lubrificantes (+26,2%), cobre e suas obras (+23,4%), e farmacêuticos (+16,85).

No ano, as vendas para o mercado externo atingem US$ 120,302 bilhões, valor 16,2% maior que no mesmo período do ano passado. Já nas compras do mercado internacional, com US$ 80,427 bilhões, o crescimento chega a 24,8%. Com isso, o saldo acumulado chega a US$ 39,875 bilhões. Para 2006, a estimativa do MDIC é que o saldo comercial alcance US$ 44 bilhões, com exportações no valor de US$ 135 bilhões, superando as importações estimadas em US$ 91 bilhões.
Fonte: Apex


Últimas

2020/01/24 » Déficit primário pode ser zerado até 2022, diz secretário
2020/01/24 » Arrecadação federal com impostos chega a R$ 1,537 trilhão em 2019
2020/01/24 » Confiança do empresário é a maior desde junho de 2010, diz CNI
2020/01/22 » CNC: intenção de consumo das famílias tem melhor janeiro desde 2015
2020/01/22 » Confiança da indústria cresce 1,1 ponto na prévia de janeiro
2020/01/22 » Brasil cria centro para indústria 4.0 no Fórum Econômico Mundial
2020/01/21 » Brasil passou para quarto destino de investimentos no mundo em 2019
2020/01/21 » Inflação dos aluguéis acumula taxa de 7,91% em 12 meses, diz FGV
2020/01/21 » Guedes conversa com ministros suíços e CEOs de empresas em Davos
2020/01/20 » Mercado financeiro reduz estimativa de inflação este ano para 3,56%
2020/01/20 » Agência Brasil explica: quem pode ser um microempreendedor individual?
2020/01/17 » Varejo de SP espera crescimento de 5% em vendas de materiais escolares
2020/01/17 » Confiança do empresário do comércio tem melhor janeiro desde 2013
2020/01/17 » Dólar fecha acima de R$ 4,19, no maior valor desde início de dezembro
2020/01/17 » Atividade econômica cresce 0,18%, diz Banco Central
2020/01/16 » Dataprev é incluída no Programa Nacional de Desestatização
2020/01/16 » Ipea: alíquota de novo imposto proposto em PECs deve ficar em 27%
2020/01/16 » Inflação pelo Índice Geral de Preços–10 cai de 1,69% para 1,07%
2020/01/15 » Governo quer vender R$ 150 bi em participações em empresas em 2020
2020/01/15 » Novo reajuste do mínimo pode ter impacto de R$ 2,13 bi no Orçamento

Ver mais »