Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Lideranças do PMDB acertam entrada do partido no governo Lula 29/11/2006

Brasília, 28/11/2006 - Lideranças de diferentes correntes peemedebistas acertaram hoje (28) num almoço na residência do presidente do partido, deputado Michel Temer (SP), o ingresso do PMDB no governo de coalizão buscado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o seu segundo governo. A decisão deverá ser homologada na quinta-feira na reunião do Conselho Político do partido, confirmaram os peemedebistas que participaram do apoio.

Participaram deste encontro o presidente do Senado, Renan Calheiros (AL); o ex-presidente da República e senador, José Sarney (AP); o ex-governador de São Paulo, Orestes Quércia; o deputado Geddel Vieira Lima (BA); e os governadores reeleitos do Amazonas, Eduardo Braga, e do Espírito Santo, Paulo Hartung. “Quinta-feira vamos ter a reunião do conselho (político) e esperamos que nesta reunião saia a decisão de apoiar formalmente o governo do presidente Lula para uma coalizão entre o nosso partido e os partidos da base de sustentação do governo”, afirmou José Sarney.

O senador reconheceu que existem quadros peemedebistas que são contrários a formalização do apoio peemedebistas ao governo Lula. Acrescentou, entretanto, que estas divergências “não são capazes de abalar a unidade do partido”. Sarney ressaltou que o apoio do PMDB ao governo “representa uma tranqüilidade para o governo porque não só é um grande partido como, também, um partido de quadros, de homens experientes que podem contribuir bastante para a governabilidade, para a formulação das políticas públicas e para a discussão do programa do governo”.

Já Renan Calheiros afirmou que “nestas conversas o PMDB está exercitando o seu consenso”. No mesmo discurso de Sarney, o presidente do Senado disse que a busca deste consenso permitirá ao partido ajudar na governabilidade do presidente Lula e na definição de políticas públicas. “O PMDB quer cumprir fundamentalmente este papel”.

O presidente do partido, Michel Temer, disse que “todos os participantes desta reunião concordaram com esta hipótese (formalização da entrada do partido na coalizão de governo) exata e precisamente para que o partido como um todo se manifestasse e não apenas parte dele”. Já o ex-governador Orestes Quércia acrescentou que, oficializada a decisão pelo conselho, uma comissão de peemedebistas comunicará o fato ao presidente Lula tão logo ele retorne da viagem à África.

 

 

 

Agência Brasil - Marcos Chagas

 

 

 

 

 



Últimas

2019/10/18 » Bolsonaro assina lei para repartir dinheiro de leilão de petróleo
2019/10/18 » Setembro tem a maior criação de emprego formal para o mês desde 2013
2019/10/18 » IGP-M acumula inflação de 3,33% em 12 meses
2019/10/18 » Índice de Confiança do Empresário Industrial fica estável pelo 3º mês
2019/10/18 » São Paulo é o primeiro em três itens de ranking de competitividade
2019/10/18 » Leilão de energia movimenta R$ 44 bilhões em nove estados
2019/10/16 » PIB tem alta de 0,6% no trimestre encerrado em agosto, diz FGV
2019/10/16 » Dia Mundial da Alimentação destaca valor da refeição saudável
2019/10/16 » Mais de 1 milhão de estudantes já visualizaram o cartão do Enem
2019/10/15 » Publicado decreto que regulamenta o trabalho temporário
2019/10/15 » Governo libera R$ 7,27 bi do Orçamento com recursos do petróleo
2019/10/15 » Nova cota para compras em free shops começa em 2020, diz presidente
2019/10/14 » Atividade econômica cresce 0,07% em agosto no Brasil
2019/10/14 » Nobel de Economia premia trio pelo combate à pobreza no mundo
2019/10/14 » Mercado financeiro reduz estimativa de inflação para 3,28% em 2019
2019/10/11 » BC dá aval para Cadastro Positivo começar a funcionar
2019/10/11 » CNI diz que PIB crescerá 0,9% este ano
2019/10/11 » Tratamento de médicos da USP faz desaparecer células de linfoma
2019/10/11 » Setor de serviços recua 0,2% de julho para agosto
2019/10/11 » Governo vai dobrar limite de compras em free shops

Ver mais »