Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Lula começa segundo mandato fortalecido, avalia CNI 18/12/2006

Brasília, 18/12/2006 - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva começa o segundo mandato bastante fortalecido, com um ativo importante que poderá ser utilizado para enfrentar os desafios dos próximos quatro anos. A avaliação positiva do governo subiu, chegando ao maior patamar desde o início do mandato em 2003. A conclusão está na pesquisa CNI – Ibope, divulgada hoje pela Confederação Nacional da Indústria. O estudo mostra que 57% dos brasileiros entrevistados avaliaram como ótimo ou bom o governo Lula, contra os 49% registrados em setembro passado.

“Começar o mandato com um índice positivo sempre é uma vantagem. A população, além de ter confirmado o segundo mandato do presidente, se mostra satisfeita com o trabalho realizado até agora”, afirmou o diretor de operações da CNI, Marco Antônio Guarita. De acordo com ele, para o próximo ano a expectativa da população é bastante favorável. “A expectativa é de que a vida será melhor, que o país terá um desempenho mais positivo e, naturalmente, essa expectativa terá que encontrar resposta, ou seja, haverá cobrança”, reforçou Guarita.

A pesquisa mostra ainda que os entrevistados atribuíram nota 7 ao governo do Lula, a maior desde março de 2003 quando a série de pesquisa teve início. Há três meses, o governo havia recebido nota 6,6. “Não surpreende o apoio ao presidente na reeleição. No entanto, a reeleição não se refere exclusivamente a esse presidente, mas sim, relacionado a percepção em relação a existência de possibilitar um segundo mandato”, lembrou Guarita.

Segundo o estudo, os brasileiros esperam que as ações sociais estejam entre as prioridades de trabalho no próximo mandato. Entre os entrevistados, 52% consideram que a área da saúde deve ganhar prioridade. O índice em 2003 estava em terceiro lugar no ranking com 27%. “O crescimento da preocupação com relação à saúde, que já era um dos cinco itens mais destacados em março de 2003, deslocou o desemprego, que continua sendo importante, mas está em segundo lugar”, reforçou o diretor.

De acordo com Guarita, com isso a população definiu a agenda de trabalho que considera importante e por isso, irá cobrar efetivamente políticas voltadas a essa área. “Possivelmente quando voltarmos a questão percebermos que a população não deve estar avaliando positivamente o desempenho do governo Lula com relação à questão da saúde”, disse.

A pesquisa CNI-Ibope foi realizada entre os dias 7 e 10 de dezembro com 2.002 eleitores em 141 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais e o grau de confiança é de 95%.

 

 

 

 

 

Agência CNI

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Últimas

2019/10/18 » Bolsonaro assina lei para repartir dinheiro de leilão de petróleo
2019/10/18 » Setembro tem a maior criação de emprego formal para o mês desde 2013
2019/10/18 » IGP-M acumula inflação de 3,33% em 12 meses
2019/10/18 » Índice de Confiança do Empresário Industrial fica estável pelo 3º mês
2019/10/18 » São Paulo é o primeiro em três itens de ranking de competitividade
2019/10/18 » Leilão de energia movimenta R$ 44 bilhões em nove estados
2019/10/16 » PIB tem alta de 0,6% no trimestre encerrado em agosto, diz FGV
2019/10/16 » Dia Mundial da Alimentação destaca valor da refeição saudável
2019/10/16 » Mais de 1 milhão de estudantes já visualizaram o cartão do Enem
2019/10/15 » Publicado decreto que regulamenta o trabalho temporário
2019/10/15 » Governo libera R$ 7,27 bi do Orçamento com recursos do petróleo
2019/10/15 » Nova cota para compras em free shops começa em 2020, diz presidente
2019/10/14 » Atividade econômica cresce 0,07% em agosto no Brasil
2019/10/14 » Nobel de Economia premia trio pelo combate à pobreza no mundo
2019/10/14 » Mercado financeiro reduz estimativa de inflação para 3,28% em 2019
2019/10/11 » BC dá aval para Cadastro Positivo começar a funcionar
2019/10/11 » CNI diz que PIB crescerá 0,9% este ano
2019/10/11 » Tratamento de médicos da USP faz desaparecer células de linfoma
2019/10/11 » Setor de serviços recua 0,2% de julho para agosto
2019/10/11 » Governo vai dobrar limite de compras em free shops

Ver mais »