Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Proposta definida com centrais sindicais é de aumento do salário mínimo para R$ 380 20/12/2006

Brasília, 20/12/2006 - O ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, anunciou há pouco que foi negociada com representantes das centrais sindicais proposta de aumento do salário mínimo para R$ 380, a partir de abril de 2007.

A proposta para o índice de correção da tabela do Imposto de Renda das pessoas físicas, também discutida na reunião iniciada na noite de ontem (19) e da qual participou o ministro da Previdência Social, Nelson Machado, ficou acertada em 4,6%.

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Artur Henrique da Silva Santos, informou que durante a reunião foi negociada, ainda, uma proposta de valorização do salário mínimo até 2011.

Segundo Marinho, as propostas serão levadas hoje (20) ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que em reunião com os dois ministro "dará a palavra final". Só então elas poderão ser incorporadas ao Orçamento Geral da União para 2007, em tramitação no Congresso Nacional. O relatório do senador Valdir Raupp (PMDB-RO) deverá ser apresentado até quinta-feira (21), porque os parlamentares entrarão em recesso no final da semana.

Atualmente, o salário mínimo é de R$ 350. A proposta da Comissão Mista de Orçamento do Congresso foi de R$ 375; as centrais sindicais haviam pedido aumento para R$ 420; e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, defendia R$ 367.

Dados do Ministério da Previdência Social apontam que o impacto do salário mínimo no déficit previdenciário é de cerca de R$ 200 milhões para cada real pago a mais. Atualmente, mais de 15 milhões de aposentados recebem um salário mínimo.

Em vigor desde 1º de maio de 1940, o salário mínimo deveria equivaler, em agosto, a R$ 1.613,08, segundo estimativa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), para suprir as necessidades básicas do trabalhador e sua família. Esse valor equivale a 4,61 vezes o atual salário mínimo.

 

 

 

 

Agência Brasil - Roberta Lopes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Últimas

2020/09/18 » Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor
2020/09/18 » Confiança do empresário do comércio tem alta recorde em setembro
2020/09/18 » IBGE: desemprego na pandemia atinge maior patamar em agosto
2020/09/18 » CNI apresenta propostas para retomada da economia
2020/09/18 » Abertura de empresas cresce, enquanto fechamento recua em 8 meses
2020/09/18 » Governo já desembolsou R$ 197 bilhões em auxílio emergencial
2020/09/17 » Entidades elogiam decisão do Copom de manter a Selic
2020/09/17 » Prefeitura de São Paulo adota home office permanente
2020/09/17 » PIB tem queda de 4% no trimestre encerrado em julho, aponta FGV
2020/09/16 » Petrobras quer vender mais ativos de exploração e produção
2020/09/16 » Saques no comércio com Pix começam no 2º trimestre de 2021
2020/09/16 » Concessionária da Malha Paulista e Norte-Sul antecipa outorgas
2020/09/15 » Confiança do empresário industrial cresce pelo quinto mês consecutivo
2020/09/15 » União pode quebrar se forem criados novos fundos, diz Guedes
2020/09/15 » Medidas de ajuste fiscal podem gerar economia de R$ 816 bi em dez anos
2020/09/14 » Governo federal qualifica rodovias e portos no PPI
2020/09/14 » Indicador de Atividade Econômica aponta crescimento de 2,8% em julho
2020/09/14 » ANP: empresas tem até dia 21 para se inscrever na oferta permanente
2020/09/14 » Inflação do acesso à internet superou índice geral em agosto
2020/09/11 » Demanda interna por bens industriais aumentou 5% em julho

Ver mais »