Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Proposta definida com centrais sindicais é de aumento do salário mínimo para R$ 380 20/12/2006

Brasília, 20/12/2006 - O ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, anunciou há pouco que foi negociada com representantes das centrais sindicais proposta de aumento do salário mínimo para R$ 380, a partir de abril de 2007.

A proposta para o índice de correção da tabela do Imposto de Renda das pessoas físicas, também discutida na reunião iniciada na noite de ontem (19) e da qual participou o ministro da Previdência Social, Nelson Machado, ficou acertada em 4,6%.

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Artur Henrique da Silva Santos, informou que durante a reunião foi negociada, ainda, uma proposta de valorização do salário mínimo até 2011.

Segundo Marinho, as propostas serão levadas hoje (20) ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que em reunião com os dois ministro "dará a palavra final". Só então elas poderão ser incorporadas ao Orçamento Geral da União para 2007, em tramitação no Congresso Nacional. O relatório do senador Valdir Raupp (PMDB-RO) deverá ser apresentado até quinta-feira (21), porque os parlamentares entrarão em recesso no final da semana.

Atualmente, o salário mínimo é de R$ 350. A proposta da Comissão Mista de Orçamento do Congresso foi de R$ 375; as centrais sindicais haviam pedido aumento para R$ 420; e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, defendia R$ 367.

Dados do Ministério da Previdência Social apontam que o impacto do salário mínimo no déficit previdenciário é de cerca de R$ 200 milhões para cada real pago a mais. Atualmente, mais de 15 milhões de aposentados recebem um salário mínimo.

Em vigor desde 1º de maio de 1940, o salário mínimo deveria equivaler, em agosto, a R$ 1.613,08, segundo estimativa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), para suprir as necessidades básicas do trabalhador e sua família. Esse valor equivale a 4,61 vezes o atual salário mínimo.

 

 

 

 

Agência Brasil - Roberta Lopes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Últimas

2019/10/18 » Bolsonaro assina lei para repartir dinheiro de leilão de petróleo
2019/10/18 » Setembro tem a maior criação de emprego formal para o mês desde 2013
2019/10/18 » IGP-M acumula inflação de 3,33% em 12 meses
2019/10/18 » Índice de Confiança do Empresário Industrial fica estável pelo 3º mês
2019/10/18 » São Paulo é o primeiro em três itens de ranking de competitividade
2019/10/18 » Leilão de energia movimenta R$ 44 bilhões em nove estados
2019/10/16 » PIB tem alta de 0,6% no trimestre encerrado em agosto, diz FGV
2019/10/16 » Dia Mundial da Alimentação destaca valor da refeição saudável
2019/10/16 » Mais de 1 milhão de estudantes já visualizaram o cartão do Enem
2019/10/15 » Publicado decreto que regulamenta o trabalho temporário
2019/10/15 » Governo libera R$ 7,27 bi do Orçamento com recursos do petróleo
2019/10/15 » Nova cota para compras em free shops começa em 2020, diz presidente
2019/10/14 » Atividade econômica cresce 0,07% em agosto no Brasil
2019/10/14 » Nobel de Economia premia trio pelo combate à pobreza no mundo
2019/10/14 » Mercado financeiro reduz estimativa de inflação para 3,28% em 2019
2019/10/11 » BC dá aval para Cadastro Positivo começar a funcionar
2019/10/11 » CNI diz que PIB crescerá 0,9% este ano
2019/10/11 » Tratamento de médicos da USP faz desaparecer células de linfoma
2019/10/11 » Setor de serviços recua 0,2% de julho para agosto
2019/10/11 » Governo vai dobrar limite de compras em free shops

Ver mais »