Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Projeção de analistas para inflação fica abaixo de 4% pela primeira vez no ano 12/02/2007

 

Brasília, 12/02/2007 - Pela primeira vez no ano, a expectativa de inflação no ano se apresenta abaixo de 4%. Pesquisa do Banco Central, realizada com uma centena de analistas de mercado e de instituições financeiras, na última sexta-feira (9), indica que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve fechar o ano em 3,97%, contra estimativa de 4,07% na pesquisa anterior.

 

O Boletim Focus, divulgado hoje (12) pelo BC com o resultado da pesquisa, mostra que a perspectiva de IPCA para este mês caiu de 0,48% para 0,46%, e para março a projeção é de inflação bem menor, em torno de 0,30%. Essas expectativas puxaram para baixo também a projeção de inflação nos próximos 12 meses: de 3,98%, na semana passada, para 3,95% agora.

Houve inversão, contudo, nos cálculos de inflação dos preços no varejo, na capital paulista. A estimativa para o Índice de Preços ao Consumidor, medido pela Fundação Instituto de Pesquisa Econômica (IPC-Fipe) da Universidade de São Paulo (USP), que na pesquisa anterior indicava 3,97% agora passa para 4%. Vale lembrar que quase sempre a estimativa do IPC-Fipe tem sido menor que a projeção do IPCA (parâmetro para as correções oficiais).

A perspectiva também é de queda nos preços administrados por contrato ou monitorados (combustíveis, energia elétrica, telefonia, saneamento, medicamentos, educação, transporte urbano e outros). A pesquisa da semana passada indicava reajustes acumulados de 4% para esses preços, em 2007, mas a estimativa caiu para 3,80% na pesquisa atual.

A pesquisa do BC também revela redução na expectativa de preços no atacado. Os dois indicadores pesquisados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostram inflação mais alta que no varejo, mas em queda. O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) caiu de 4,25% para 4,13% na comparação semanal, e o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) cedeu de 4,25% para 4,10%.

 

 

 

 

 

Agência Brasil - Stênio Ribeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Últimas

2021/05/06 » Entidades do setor produtivo criticam aumento de juros
2021/05/06 » Alta da Selic terá pequeno impacto sobre juros finais, diz Anefac
2021/05/06 » Copom eleva juros básicos da economia para 3,5% ao ano
2021/05/06 » Produção industrial cai 2,4% de fevereiro para março
2021/05/06 » Copom eleva juros básicos da economia para 3,5% ao ano
2021/05/05 » Dia das mães: data é a mais importante para o setor de flores
2021/05/05 » Relator da reforma tributária propõe fundir cinco tributos no IBS
2021/05/05 » Pagamento do abono anual para segurados da Previdência é antecipado
2021/05/05 » Medida restabelece regras flexíveis para compras e contratos públicos
2021/05/05 » Famílias com dívidas em atraso crescem para 67,3% em abril
2021/05/05 » MP reinstitui dispensa de licitação para compras relacionadas à covid
2021/05/05 » Reforma tributária tem de "atacar" programas de isenção, afirma Guedes
2021/05/05 » Inflação na saída das fábricas fica em 4,78% em março, diz IBGE
2021/05/04 » Balança comercial tem melhor saldo da história para meses de abril
2021/05/04 » Petróleo: produção na Bacia de Santos ultrapassa 70% do total nacional
2021/05/04 » Brasil não renovará pacto de transporte naval com Argentina e Uruguai
2021/05/04 » Mercado financeiro espera que Selic suba para 3,5% ao ano nesta semana
2021/05/03 » Maior leilão da história trará o 5G ao Brasil
2021/05/03 » Trabalho em home office tende a continuar após fim da pandemia
2021/05/03 » Banco Central nega falha de segurança no Pix e adverte contra golpes

Ver mais »