Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Nível de desemprego em São Paulo foi um dos menores para meses de janeiro 28/02/2007

 

São Paulo, 28/02/2007 - A taxa de desemprego na região metropolitana de São Paulo teve o melhor resultado para meses de janeiro e fechou em 14,4%. O menor índice registrado no período havia sido em janeiro de 1997: 13,9%. Na comparação com dezembro de 2006 (14,2%), no entanto, o nível cresceu 0,2 ponto percentual.

Nos 39 municípios da região metropolitana de São Paulo a taxa de desocupação de mão de obra chegou a 14,4% da população economicamente ativa, que soma 10,089 milhões de pessoas. Isto significa quem em janeiro estavam sem emprego 1,456 milhão de pessoas. Fazem parte da população economicamente ativa todas as pessoas com idade a partir de 10 anos que estão trabalhando ou à procura de trabalho.

Mesmo com o bom desempenho de janeiro, o nível de ocupação recuou em 0,8%, depois de seis meses de alta, com o corte de 67 mil vagas. O setor de serviços foi o que mais eliminou postos de trabalho, com 79 mil empregados a menos, e a indústria fechou 31 mil vagas. O comércio contratou 33 mil pessoas e, no agregado outros setores (serviços de embaixada, representações oficiais e políticas e não-especificados), houve ampliação de 10 mil postos de trabalho.

Os dados são da pesquisa realizada em conjunto pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos (Dieese) e o Sistema Estadual de Análise de Dados (Sead). Para o coordenador técnico da pesquisa, Alexandre Loloian, o resultado foi normal para o período, já que o aquecimento do mercado sempre começa depois do primeiro trimestre. Ele destacou, no entanto, que o comportamento de janeiro mostrou estabilidade no quadro de desempregados.

“Essa taxa de janeiro é baixa mas mantém as conquistas em termos de redução do desemprego alcançadas nos últimos três anos. Desde 2004 a economia vem crescendo, não de forma espetacular, e o emprego também vem crescendo e vem caindo a taxa de desemprego”.

 

 

 

 

 

Agência Brasil - Marli Moreira

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Últimas

2020/11/25 » Anatel prevê leilão do 5G no final do primeiro semestre de 2021
2020/11/25 » Mercado de capitais analisa critérios socioambientais de empresas
2020/11/25 » Pix tem quase 4,4 milhões de portabilidade de chaves
2020/11/24 » Maioria dos reajustes até outubro teve ganhos reais, diz Dieese
2020/11/24 » Mercado aumenta previsão de inflação e prevê queda menor do PIB
2020/11/24 » Guedes anuncia que vai para o "ataque" com privatizações e reformas
2020/11/23 » Mais de 60% dos internautas no país usam serviços públicos digitais
2020/11/23 » Guia de financiamento ajuda empresas interessadas em sustentabilidade
2020/11/23 » Em reunião do G20, Guedes diz que recuperação do Brasil surpreende
2020/11/20 » Economia cresceu 7,5% do segundo para o terceiro trimestre, diz FGV
2020/11/20 » Produção e empregos estão em alta na indústria, diz CNI
2020/11/20 » Confiança do empresário do comércio sobe 4,1% em novembro, diz CNC
2020/11/18 » Aumento de exportações industriais traria R$ 376 bi para economia
2020/11/18 » Quase dois terços das indústrias esperam faturar mais em 2021
2020/11/18 » Brics apoia candidatura do Brasil para Conselho de Segurança da ONU
2020/11/17 » Pix terá pagamentos programados e troco em dinheiro
2020/11/17 » PagTesouro começa a disponibilizar Pix como forma de pagamento
2020/11/17 » Consulta pública busca soluções digitais para pequena e média empresa
2020/11/16 » Pix: novo sistema de pagamento instantâneo entra em funcionamento
2020/11/16 » Índice de Confiança do Empresário Industrial sobe em novembro

Ver mais »