Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Produção industrial cai na metade das áreas pesquisadas pelo IBGE em janeiro 12/03/2007

 

Rio de Janeiro, 12/03/2007 - De dezembro de 2006 para janeiro deste ano, os índices regionais da produção industrial caíram em sete das 14 áreas pesquisados, todas com taxas abaixo da média nacional (-0,3%): São Paulo, parque industrial de maior peso (-1,0%), Minas Gerais (-0,9%), Rio Grande do Sul (-1,0%), Pernambuco (-1,5%), Espírito Santo (-2,7%), Paraná (-3,4%) e Ceará (-3,5%). Entre as áreas que ampliaram a produção, Bahia (10,8%) e Amazonas (9,4%) alcançaram as taxas mais expressivas.

Na comparação entre os meses de janeiro de 2006 e de 2007 ( com alta de 4,5% no total do país), os índices regionais apresentam expansão em quase todos os locais pesquisados. O Ceará foi o único estado brasileiro que reduziu sua produção industrial entre janeiro de 2006 e janeiro deste ano.

Segundo a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional, divulgada hoje (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as indústrias do estado recuaram 5,4% no período, principalmente por causa da paralisação técnica de uma importante refinaria de petróleo cearense e pela redução da fabricação de calçados e tecidos.

A pesquisa, feita nos 13 estados mais industrializados e em uma região brasileira (Região Nordeste), mostrou o desempenho positivo de Goiás, estado que mais cresceu entre janeiro de 2006 e janeiro de 2007, com 18,4%. O crescimento foi apoiado principalmente pelo aumento de 233,2% da indústria extrativa e de 13,1% da indústria de transformação.

O Pará foi outro estado que conseguiu um desempenho expressivo de 10,6%, por conta de aumento nos setores de metalurgia básica e de indústria extrativa. Nove dos 14 locais pesquisados tiveram crescimento acima da média nacional, que foi de 4,5%.

“O resultado nacional está sustentado por uma expansão de todas as regiões, exceto Ceará. E, no caso do Ceará, vale uma observação de que esse resultado guarda um reflexo muito forte de uma paralisação na refinaria de petróleo no Ceará. Portanto, é uma coisa pontual que a gente tem que observar se continuará. Outro dado é que há uma recuperação forte dos estados do Rio Grande do Sul e Paraná, por conta de uma melhora na perspectiva do setor rural”, disse a gerente de Estatísticas Derivadas de Indústria do IBGE, Isabella Nunes.

A pesquisa é realizada em todos os estados das regiões Sudeste e Sul, além de Goiás, Amazonas, Pará, Pernambuco, Ceará e Bahia. Os nove estados nordestinos também são avaliados de forma conjunta, sob a nomenclatura Região Nordeste.

 

 

 

 

 

Agência Brasil - Vitor Abdala

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Últimas

2021/05/06 » Entidades do setor produtivo criticam aumento de juros
2021/05/06 » Alta da Selic terá pequeno impacto sobre juros finais, diz Anefac
2021/05/06 » Copom eleva juros básicos da economia para 3,5% ao ano
2021/05/06 » Produção industrial cai 2,4% de fevereiro para março
2021/05/06 » Copom eleva juros básicos da economia para 3,5% ao ano
2021/05/05 » Dia das mães: data é a mais importante para o setor de flores
2021/05/05 » Relator da reforma tributária propõe fundir cinco tributos no IBS
2021/05/05 » Pagamento do abono anual para segurados da Previdência é antecipado
2021/05/05 » Medida restabelece regras flexíveis para compras e contratos públicos
2021/05/05 » Famílias com dívidas em atraso crescem para 67,3% em abril
2021/05/05 » MP reinstitui dispensa de licitação para compras relacionadas à covid
2021/05/05 » Reforma tributária tem de "atacar" programas de isenção, afirma Guedes
2021/05/05 » Inflação na saída das fábricas fica em 4,78% em março, diz IBGE
2021/05/04 » Balança comercial tem melhor saldo da história para meses de abril
2021/05/04 » Petróleo: produção na Bacia de Santos ultrapassa 70% do total nacional
2021/05/04 » Brasil não renovará pacto de transporte naval com Argentina e Uruguai
2021/05/04 » Mercado financeiro espera que Selic suba para 3,5% ao ano nesta semana
2021/05/03 » Maior leilão da história trará o 5G ao Brasil
2021/05/03 » Trabalho em home office tende a continuar após fim da pandemia
2021/05/03 » Banco Central nega falha de segurança no Pix e adverte contra golpes

Ver mais »