Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Produtores dos EUA apostam em etanol de celulose para chegar à meta anunciada por Bush 28/03/2007

 

Washington (EUA), 28/03/2007 - Produtores norte-americanos de etanol avaliam que o Brasil não será capaz de ajudar os Estados Unidos a cumprir a meta de substituir 20% do consumo de gasolina por etanol no prazo de dez anos. Pensam também o oposto, que seu país tampouco será capaz de atender à própria demanda interna, que será de mais de 130 bilhões de litros por ano.

A afirmação foi feita hoje (28) à Agência Brasil pelo vice-presidente executivo da Coalizão Americana pelo Etanol (ACE, sigla em inglês para American Coalition for Ethanol), Brian Jennings. A associação reúne metade dos cerca de 120 produtores norte-americanos de etanol.

"Certamente o Brasil tem capacidade de produzir mais etanol, mas as demandas desse produto no país são muito fortes. E, atualmente, o
Brasil não tem uma quantidade significante de produção excedente para satisfazer qualquer demanda dos Estados Unidos. Seria um erro as pessoas acreditarem que o Brasil é capaz de satisfazer as demandas tanto do seu mercado interno quanto dos Estados Unidos".

Na entrevista - concedida por Jennings por telefone de seu escritório em Dakota do Sul - o executivo disse que os Estados Unidos produzem atualmente cinco bilhões de galões (22 bilhões de litros) de biocombustível a partir do milho.

Segundo ele, embora sejam capazes de produzir mais, isso não seria o bastante para suprir a demana interna. Por isso, acrescentou Jennings, os produtores norte-americanos estão apostando na fabricação do chamado etanol celulósico, obtido a partir da celulose de resíduos da agricultura.

"Acreditamos que temos uma incrível oportunidade de fazer, no futuro, muito etanol a partir da celulose, provavelmente o suficiente para satisfazer o pedido do presidente [George W. Bush], afirmou. "Não tão em breve como quer o presidente, mas acho que seremos capazes de produzir bilhões e bilhões de galões de celulose nos Estados Unidos".

Jennings referia-se ao anúncio feito por George W. Bush durante visita ao Brasil no início de março. Na ocasião, o presidente disse que planeja aumentar em mais de seis vezes o consumo de etanol (álcool combustível) de seu país até 2017, passando dos atuais 20 bilhões de litros por ano para 132 bilhões.

 

 

 

 

 

Agência Brasil - Vitor Abdala

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Últimas

2020/09/25 » Projeto do Senai vai qualificar trabalhadores para a indústria 4.0
2020/09/25 » Primeiro leilão de imóveis públicos do Rio será em outubro
2020/09/25 » CMN amplia limite de renda para microcrédito a empresas
2020/09/24 » Custos industriais caem 1,5% no segundo trimestre
2020/09/24 » Ministro da Economia diz que reforma deve ter tributos alternativos
2020/09/24 » Contas externas têm saldo positivo de US$ 3,7 bilhões
2020/09/23 » Conab avalia que Brasil terá segunda maior safra de café em 2020
2020/09/23 » CNI: atividade industrial segue em recuperação com alta do emprego
2020/09/23 » Indicadores recentes sugerem recuperação parcial da economia, diz BC
2020/09/22 » Brasil terá cota adicional na exportação de açúcar aos EUA
2020/09/22 » Estudo brasileiro aponta que covid-19 pode causar danos cerebrais
2020/09/22 » Mercado financeiro reduz projeção de queda da economia para 5,05%
2020/09/21 » Turismo: metade das operadoras vende viagens para novembro e dezembro
2020/09/21 » Covid-19: maioria dos estados segue sem aulas presenciais
2020/09/21 » O que é o Sistema S?
2020/09/18 » Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor
2020/09/18 » Confiança do empresário do comércio tem alta recorde em setembro
2020/09/18 » IBGE: desemprego na pandemia atinge maior patamar em agosto
2020/09/18 » CNI apresenta propostas para retomada da economia
2020/09/18 » Abertura de empresas cresce, enquanto fechamento recua em 8 meses

Ver mais »