Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Produção da indústria paulista cresce pelo sétimo mês consecutivo 31/08/2007

 

O Indicador do Nível de Atividade (INA), que mede o desempenho da indústria paulista, registrou aumento de 1% em julho em relação a junho

São Paulo, 31/08/2007 - De acordo com o levantamento mensal feito pela Federação e pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), com ajuste sazonal – procedimento que permite desconsiderar oscilações características de alguns períodos –, o nível de atividade da indústria paulista, em julho, registrou acréscimo de 1%, contra junho. Sem o ajuste sazonal, o INA ficou em 2,3%. Já na comparação com o mesmo mês de 2006, o resultado foi de 6,9%, sem ajuste.

Segundo Paulo Francini, diretor do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Fiesp, a realidade da indústria de transformação supera positivamente as expectativas. “O crédito continua crescendo vigorosamente e abastecendo o consumo. Além disso, ao contrário de períodos anteriores, a produção do setor de máquinas e equipamentos está sendo direcionada principalmente para a indústria de transformação”, afirmou.

Para Boris Tabacof, diretor do Departamento de Economia do Ciesp, já é possível afirmar que a indústria está iniciando um processo de crescimento sustentável. “Esse crescimento está fortemente apoiado em dois pilares. Em primeiro lugar, o consumo interno continua a crescer e puxar o desempenho da indústria. Em segundo lugar, os investimentos, que antes estavam concentrados em poucos setores, já estão se alastrando por toda a indústria” acredita. Para o diretor do Ciesp, o PIB industrial de São Paulo deverá ficar por volta de 5% em 2007, desempenho superior ao previsto no primeiro semestre.

Setores

O INA do setor de máquinas e equipamentos apresentou crescimento em julho. Em relação a junho deste ano, o resultado foi de 1,1% com ajuste sazonal. Já na comparação entre os setes primeiros meses de 2007 com o mesmo período de 2006, houve aumento de 11,7%.

O setor de veículos automotores também apresentou desempenho positivo em julho: 6,6% em relação ao mês anterior. Na comparação dos períodos de janeiro e julho de 2007 e 2006, o crescimento verificado foi de 0,7%.

Já o setor de alimentos e bebidas registrou queda. Com ajuste sazonal, a baixa foi de –2,8% em julho. Apesar disso, o desempenho no ano de 2007 (janeiro a julho) é positivo quando comparado ao mesmo período de 2006: 3,0%.

 

 

 

 

 



Fonte: Fiesp e Ciesp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Últimas

2020/09/25 » Projeto do Senai vai qualificar trabalhadores para a indústria 4.0
2020/09/25 » Primeiro leilão de imóveis públicos do Rio será em outubro
2020/09/25 » CMN amplia limite de renda para microcrédito a empresas
2020/09/24 » Custos industriais caem 1,5% no segundo trimestre
2020/09/24 » Ministro da Economia diz que reforma deve ter tributos alternativos
2020/09/24 » Contas externas têm saldo positivo de US$ 3,7 bilhões
2020/09/23 » Conab avalia que Brasil terá segunda maior safra de café em 2020
2020/09/23 » CNI: atividade industrial segue em recuperação com alta do emprego
2020/09/23 » Indicadores recentes sugerem recuperação parcial da economia, diz BC
2020/09/22 » Brasil terá cota adicional na exportação de açúcar aos EUA
2020/09/22 » Estudo brasileiro aponta que covid-19 pode causar danos cerebrais
2020/09/22 » Mercado financeiro reduz projeção de queda da economia para 5,05%
2020/09/21 » Turismo: metade das operadoras vende viagens para novembro e dezembro
2020/09/21 » Covid-19: maioria dos estados segue sem aulas presenciais
2020/09/21 » O que é o Sistema S?
2020/09/18 » Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor
2020/09/18 » Confiança do empresário do comércio tem alta recorde em setembro
2020/09/18 » IBGE: desemprego na pandemia atinge maior patamar em agosto
2020/09/18 » CNI apresenta propostas para retomada da economia
2020/09/18 » Abertura de empresas cresce, enquanto fechamento recua em 8 meses

Ver mais »