Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Pesquisa do BC mostra todos os indicadores de inflação em alta 17/09/2007

 

Brasília, 17/09/2007 - Há cinco semanas em alta, a projeção de inflação para este ano passa pela primeira vez a barreira de 4%, como mostra pesquisa que o Banco Central realizou na última sexta-feira (14) com uma centena de analistas financeiros sobre tendências dos principais indicadores da economia.

A pesquisa é feita todas as semanas e divulgada no Boletim Focus que o BC distribui sempre no primeiro dia útil da semana seguinte. O boletim liberado hoje (17) revela que a projeção do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para 2007 evoluiu de 3,77%, há quatro semanas, para 3,99%, na semana passada, e agora prevê 4,01%.

A alta da inflação foi puxada pelos preços dos alimentos agropecuários, com destaque para carne e leite, maiores responsáveis pelo aumento do IPCA nos meses de julho e agosto, mas que deve baixar para o patamar de 0,30% neste mês e de 0,28% em outubro, de acordo com o Boletim Focus.

A evolução recente do IPCA também aumentou a projeção dos analistas de mercado para a inflação nos próximos 12 meses, de 3,71% para 3,76%. Mas, qualquer que seja a aferição de preços, a projeção de inflação se mantém abaixo do centro da meta de 4,5%, definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

A menor estimativa se refere aos preços administrados por contrato ou monitorados (combustíveis, energia elétrica, telefonia, educação, medicamentos e outros). Esses preços devem ser corrigidos em não mais que 2,5% neste ano, e eles representam quase um terço na composição do IPCA, que é o índice que serve de parâmetro para a trajetória de metas.

O comportamento de preços no varejo é medido também pelo Índice de Preços ao Consumidor, da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe) da Universidade de São Paulo (UP). Mas, ele se refere apenas à capital paulista, onde a projeção evoluiu de 3,94% para 3,96% na comparação semanal.

Os preços no atacado são aferidos por dois indicadores da Fundação Getúlio Vargas (FGV) que estão em alta há sete semanas. O Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) passou de 4,80% para 5,01%, de uma semana para outra, e o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) evoluiu de 4,35% para 4,85%.

 

 

 

 

Agência Brasil - Stênio Ribeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Últimas

2020/10/30 » Ministra da Agricultura diz que nova safra pode reduzir preço do arroz
2020/10/30 » CNI diz que setores mais otimistas são os de borracha e metalurgia
2020/10/30 » Criação de empregos em setembro atinge melhor nível em dez anos
2020/10/29 » Emprego na construção é o maior para setembro nos últimos oito anos
2020/10/29 » Representantes do setor da indústria aprovam decisão do Copom
2020/10/29 » Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
2020/10/29 » Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
2020/10/28 » Apoio emergencial do BNDES a empresas na pandemia alcança R$ 105 bi
2020/10/28 » Programa para ampliar produtividade das empresas é retomado
2020/10/28 » Confiança da construção cresce 3,7 pontos em outubro, diz FGV
2020/10/27 » Guedes diz que acordos políticos dificultam privatizações
2020/10/27 » CMN aprova regulação simplificada para projetos inovadores
2020/10/27 » Mercado financeiro eleva projeção da inflação para 2,99%
2020/10/26 » Contas externas têm em setembro sexto mês seguido de saldo positivo
2020/10/26 » Petrobras inicia venda de campos terrestres em Sergipe
2020/10/26 » Banco Central registra recorde de remessas de dólares para o Brasil
2020/10/23 » Ministério da Infraestrutura entregará planos de logística até 2050
2020/10/23 » OMS: risco de pegar covid-19 em aviões é "muito baixo", mas não zero
2020/10/23 » Cresce pauta sobre home office nas negociações trabalhistas
2020/10/22 » Confiança da indústria atinge maior nível em nove anos

Ver mais »