Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Brasil mantém tarifa para trigo importado de fora do Mercosul 30/01/2008

 

Brasília, 29/01/2008 - Os ministros que integram a Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidiram hoje (29) manter em 10% a Tarifa Externa Comum (TEC) sobre o trigo em grão importado de países de fora do Mercosul. A decisão foi tomada após o anúncio de que o governo argentino vai reabrir os registros de exportação do produto, que estavam suspensos desde dezembro.

A Argentina é o principal fornecedor de trigo do Brasil, responsável por cerca de 90% das importações do cereal. Após a suspensão dos registros de exportação naquele país, o governo brasileiro passou a estudar a redução tarifária, a fim de facilitar a entrada de trigo do Canadá e dos Estados Unidos e evitar desabastecimento do grão.

De acordo com informações da Secretaria de Agricultura do Ministério da Economia e Produção da Argentina, o país vai autorizar o registro de exportação de 2 milhões de toneladas de trigo nos próximos cinco meses. Não foi definida a quantidade a ser vendida ao Brasil.

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, disse considerar o anúncio argentino como “um dado positivo”. Ressalvou, porém, que o Brasil avaliará as novas condições antes de decidir sobre a redução tarifária para outros países.

“A nota do governo argentino é baseada em estimativas. É preciso comparar com as nossas estimativas de desabastecimento. Isso vai ser estudado”, adiantou.

“Vão ser examinados os estoques do produto. Por enquanto, nenhuma alteração vai ser feita. Como a Argentina informou que regularizou a exportação, provavelmente o Brasil comprará da Argentina e outras medidas não serão necessárias”, acrescentou a secretária-executiva da Camex, Lytha Spíndola.

De acordo com o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, o Brasil não corre riscos imediatos de desabastecimento de trigo. Em 2006, o país produziu apenas 22% do total consumido.

A Camex é o órgão do governo responsável pelas políticas relativas ao comércio exterior e é composta pelos ministros do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Casa Civil, Relações Exteriores, Fazenda, Planejamento, Agricultura e Desenvolvimento Agrário.

 

 

 

 

 

Agência Brasil - Luana Lourenço

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Últimas

2020/10/30 » Ministra da Agricultura diz que nova safra pode reduzir preço do arroz
2020/10/30 » CNI diz que setores mais otimistas são os de borracha e metalurgia
2020/10/30 » Criação de empregos em setembro atinge melhor nível em dez anos
2020/10/29 » Emprego na construção é o maior para setembro nos últimos oito anos
2020/10/29 » Representantes do setor da indústria aprovam decisão do Copom
2020/10/29 » Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
2020/10/29 » Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
2020/10/28 » Apoio emergencial do BNDES a empresas na pandemia alcança R$ 105 bi
2020/10/28 » Programa para ampliar produtividade das empresas é retomado
2020/10/28 » Confiança da construção cresce 3,7 pontos em outubro, diz FGV
2020/10/27 » Guedes diz que acordos políticos dificultam privatizações
2020/10/27 » CMN aprova regulação simplificada para projetos inovadores
2020/10/27 » Mercado financeiro eleva projeção da inflação para 2,99%
2020/10/26 » Contas externas têm em setembro sexto mês seguido de saldo positivo
2020/10/26 » Petrobras inicia venda de campos terrestres em Sergipe
2020/10/26 » Banco Central registra recorde de remessas de dólares para o Brasil
2020/10/23 » Ministério da Infraestrutura entregará planos de logística até 2050
2020/10/23 » OMS: risco de pegar covid-19 em aviões é "muito baixo", mas não zero
2020/10/23 » Cresce pauta sobre home office nas negociações trabalhistas
2020/10/22 » Confiança da indústria atinge maior nível em nove anos

Ver mais »