Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Para ex-ministro, sugerir suspensão de biocombustíveis revela desconhecimento 04/05/2008

 

Brasília, 3/05/2008 - O ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, disse hoje (3) que as declarações dos relatores da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre  a necessidade de suspender a produção de combustíveis demostram “completo desconhecimento" do assunto e também sobre a falta de alimentos no mundo.

“O desequilíbrio entre oferta e demanda é que derrubou os estoques de milho, trigo e arroz, no mundo, em 50% do que eram há sete anos atrás”, afirmou Rodrigues, que foi ministro da pasta até junho de 2006.

Para Rodrigues, as afirmações dos relatores da ONU são equivocadas. Olivier de Schutter, recém-empossado como relator sobre o direito à alimentação, pediu a suspensão de novos investimentos, em seu discurso de posse, ontem (2), em Nova Iorque.

E, dias atrás, antes de entregar o cargo ao belga, o suíço Jean Ziegler foi mais enfático e pediu a suspensão total da produção de biocombustíveis por considerar que é uma das causas do aumento dos preços dos produtos agrícolas.

Na análise de Rodrigues,  a alta do preços dos alimentos se deve, dentre outros fatores, ao desequilíbrio entre a oferta e a demanda, ao aumento dos custos de produção - que subiram com o reajuste do petróleo e dos fertilizantes - e também por conta da atuação de especuladores no setor de alimentos. “A especulação em torno dos alimentos tanto derruba preços, como aumenta”, constatou.

Ele rebateu afirmações de que não há espaço para plantar culturas destinadas à produção de biocombustíveis, o que, na opinião de analistas internacionais, tomaria o lugar das culturas alimentícias, provocando uma crise alimentar. Segundo o ex-ministro, há espaço, na região tropical, para produzir mais alimento, sem prejuízos à produção de biocombustíveis e vice-e-versa.

Para ele, o papel da ONU deveria ser o de defender a derrubada dos subsídios agrícolas em países ricos, cuidar da paz e da democracia. Ele acrescentou que colocar-se contra os biocombustíveis é “uma ofensa ao desenvolvimento equilibrado do planeta.” Rodrigues concluiu que “sem energia, o mundo não se desenvolve mais. A agroenergia vem aproximando ricos e pobres.”

 

 

 

 

Agência Brasil - Kelly Oliveira

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Últimas

2021/01/22 » Emprego cresce na indústria em um movimento atípico para dezembro
2021/01/22 » Monitor do PIB aponta alta de 1,1% na atividade econômica em novembro
2021/01/22 » Pesquisa da Conab indica queda na produção nacional de café em 2021
2021/01/21 » Entidades consideram acertada manutenção da Selic em 2% ao ano
2021/01/21 » Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
2021/01/21 » Governo federal lança sistema para simplificar a abertura de empresas
2021/01/20 » ANP regulamenta indicação de áreas para exploração de petróleo e gás
2021/01/20 » Bancos Inter, Itaú e Caixa lideram ranking de reclamações ao BC
2021/01/20 » Confiança do empresário do comércio cai 2,2% em janeiro, diz CNC
2021/01/19 » CNI: faturamento da indústria cai pela primeira vez em sete meses
2021/01/19 » Produção de aço caiu 4,9% em 2020, informa o Instituto Aço Brasil
2021/01/19 » Atividade econômica tem alta de 0,59% em novembro, diz Banco Central
2021/01/19 » Atividade industrial desacelera em novembro de 2020
2021/01/18 » Saiba o que é a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO)
2021/01/18 » China contribuiu com mais da metade do superávit comercial do Brasil
2021/01/18 » Produção agropecuária de 2020 alcança R$ 871 bilhões
2021/01/15 » MPT abre inquéritos para avaliar danos sociais do fechamento da Ford
2021/01/15 » BNDES financia segunda usina termelétrica no Porto do Açu
2021/01/15 » IBGE: indústria cresce em dez dos 15 locais pesquisados em novembro
2021/01/14 » Balança comercial do agronegócio soma US$ 100,81 bilhões em 2020

Ver mais »