Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Inflação oficial tem em 2008 maior resultado dos últimos quatro anos 09/01/2009

 

Rio de Janeiro, 9/01/2009 - O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de dezembro de 2008, divulgado hoje (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), teve variação de 0,28%, 0,08 ponto percentual abaixo da taxa de novembro (0,36%). No ano, o índice registrou variação de 5,9%, o maior resultado dos últimos quatro anos – em 2004, o IPCA ficou em 7,6%.

A inflação em 2008 ficou 1,44 ponto percentual superior à de 2007 (4,46%). O resultado está abaixo do teto da meta estipulada pelo governo para a inflação de 2008 (6,5%).

Segundo o IBGE, a alta dos alimentos foi a maior contribuição para o resultado do IPCA do ano passado, com 2,42 pontos percentuais de contribuição, 41% do IPCA anual. O item refeição em restaurante foi a maior contribuição individual para o IPCA de 2008 – aumentou 14,45% no acumulado do ano. O item carnes ficou em segundo lugar, com alta de 24,02%.

Entretanto, os números do IBGE mostram que os preços dos alimentos continuaram a desacelerar, passando de 0,61%, em novembro, para 0,36%, em dezembro. A exceção foi o tomate, que teve alta de 34,11% e ficou 108,32% mais caro em 2008.

Em relação a dezembro de 2007 (0,74%), o índice do mês passado registrou recuo de 0,46 ponto percentual. A comparação com as pesquisas de anos anteriores mostra que, se de 2002 a 2006 houve tendência de queda do IPCA, os anos de 2007 e 2008 registraram aceleração da inflação.

Os produtos que contribuíram para conter o IPCA de 2008 foram os automóveis, com destaque para os automóveis usados (-4,32%) e novos (-2,25%).

Assim como em 2007, Belém voltou a ter o maior IPCA dentre as 11 capitais pesquisadas. No acumulado de 2008, a capital do Pará apresentou taxa de 7,95%. O índice mais baixo foi o de Salvador (5,15%).

O IPCA é apurado mensalmente pelo IBGE e é usado como medidor oficial da inflação do país, como referência na verificação das metas para a inflação. Desde 2004, a inflação oficial tem ficado dentro da meta estabelecida pelo governo. (Agência Brasil - Flávia Villela)



Últimas

2019/11/22 » Utilização da capacidade da indústria atinge maior nível desde 2014
2019/11/22 » Decreto libera recursos do Orçamento contingenciados
2019/11/22 » Energia nuclear é prioridade para o Brasil, diz Bento Albuquerque
2019/11/22 » Bancos divulgam condições de mutirão de renegociação de dívidas
2019/11/21 » BC organiza mutirão de renegociação de dívidas antes do Natal
2019/11/21 » América Móvil prevê investimentos de R$ 30 bilhões no Brasil
2019/11/21 » Guedes diz que abertura da economia será gradual
2019/11/19 » Petrobras reajusta gasolina em 2,8% nas refinarias
2019/11/19 » Setor de infraestrutura tem feito "mais com menos", diz secretário
2019/11/19 » Déficit primário encerrará o ano abaixo de R$ 80 bilhões, diz Guedes
2019/11/18 » Instituições financeiras elevam expectativa de inflação para 3,33%
2019/11/18 » Com Selic em queda, poupança pode passar a render menos que a inflação
2019/11/14 » Atividade econômica cresce 0,91% no terceiro trimestre
2019/11/14 » Caixa e BB iniciam quinta fase de pagamento de abono do PIS/Pasep
2019/11/14 » Reformas vão tornar Brasil mais atrativo a negócios, diz Bolsonaro
2019/11/14 » Reformas vão tornar Brasil mais atrativo a negócios, diz Bolsonaro
2019/11/13 » Privatização da Eletrobras deve reduzir tarifas para os consumidores
2019/11/13 » Caixa reduz para 4,99% a taxa de juros do cheque especial
2019/11/13 » Ministro diz que reforma da Previdência já atrai investidores
2019/11/12 » Setor de serviços cresce 1,2% em setembro, aponta IBGE

Ver mais »