Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Fiesp e Força Sindical discutem medidas para evitar demissões 09/01/2009

 

São Paulo, 9/01/2009 - O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, e o presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva (Paulinho), reuniram-se hoje (9) para discutir meios de evitar demissões na indústria. Participaram da reunião, na sede da Fiesp, dirigentes de diversos sindicatos ligados à entidade sindical. Entre as propostas apresentadas estão a redução da jornada de trabalho, implementação de banco de horas, férias coletivas, licença remunerada e suspensão de contrato de trabalho.

A Fiesp propôs ainda que os funcionários que tiverem sua jornada de trabalho reduzida aproveitem o tempo ocioso para participarem de cursos ministrados pelo Senai, para se aprimorarem, sem custo para eles ou para a empresa. “Os funcionários não precisariam se deslocar, pois esses cursos seriam ministrados na própria empresa. Passada essa fase aquele trabalhador estará aprimorado e em condições até de estar em patamares salariais mais altos, dependendo do que quiser fazer”, disse Skaf.

O presidente da Fiesp destacou que a crise, que teve início em outubro e chegou com restrição e custo alto ao crédito, já começa a afetar algumas cadeias produtivas, com empresas concedendo férias coletivas aos seus funcionários, o que representa risco de demissão. “Nossa preocupação maior é a crise não se agravar e nos obrigar a demitir. Queremos buscar alternativas previstas na lei para amenizar essa situação”, garantiu Skaf.

Ele destacou que “a última coisa que o empresário quer é a demissão”. Segundo ele, as demissões não são boas para o empresário, já que preparar um funcionário e ter equipes treinadas demanda tempo. “Tendo saídas, é natural que a opção de demissão sempre será a última. Pretendemos avançar nessas negociações na próxima semana. Vamos recomendar calma e serenidade aos empresários”, disse Paulo Skaf.

Paulinho afirmou que os sindicalistas estão temerosos com o retorno dos funcionários, que cumpriram férias coletivas ou licença remunerada, e com a possibilidade de demissões para esses trabalhadores. “Queremos que a Fiesp acalme as empresas, que voltam a trabalhar na próxima semana, para que não haja demissões antes de finalizarmos as discussões sobre as alternativas, para evitar a necessidade dessas dispensas”. Paulinho enfatizou que a Força Sindical está disposta a negociar qualquer proposta que esteja de acordo com a legislação.

Na próxima terça-feira, dia 13, uma nova reunião deve ser realizada para continuar a debater o assunto. Skaf disse que a intenção é convidar representantes do Ministério do Trabalho e Emprego, do Ministério Público do Trabalho e da Justiça do Trabalho para também participarem da reunião. (Agência Brasil - Flávia Albuquerque)



Últimas

2020/02/21 » Polícia Rodoviária Federal inicia Operação Carnaval nesta sexta-feira
2020/02/21 » Escolas de samba movimentam economia durante todo ano no Rio
2020/02/20 » Banco Central injeta R$ 135 bilhões na economia
2020/02/20 » Programa para fazer Declaração do Imposto de Renda já está disponível
2020/02/20 » Prévia da inflação oficial fica em 0,22% em fevereiro
2020/02/19 » Comissão Europeia quer criar mercado único de dados
2020/02/19 » Confiança da indústria cai em fevereiro depois de 3 altas seguidas
2020/02/19 » Confiança da indústria cresce 0,7 ponto na prévia de fevereiro
2020/02/18 » Economia segue em processo de recuperação gradual, diz BC
2020/02/18 » FGV: economia brasileira cresceu 1,2% em 2019
2020/02/18 » Rodovias terão estabelecimentos regulamentados para motoristas
2020/02/17 » Associação alerta motoristas sobre riscos no trânsito durante carnaval
2020/02/17 » Estimativa do mercado financeiro para inflação cai para 3,22%
2020/02/17 » Começam a valer medidas da Caixa para estimular construção civil
2020/02/14 » Atividade econômica cresce 0,89% em 2019
2020/02/14 » Cerca de 25% dos desempregados procuram emprego há mais de dois anos
2020/02/14 » Taxa de desemprego cai em 16 estados, revela IBGE
2020/02/13 » Abate de bovinos cai e o de suínos e frangos sobe no último trimestre
2020/02/13 » Setor de Serviços fecha 2019 com crescimento de 1%
2020/02/13 » Coronavírus: subida exponencial de mortes e casos. O que mudou?

Ver mais »