Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
INPI espera atingir esse ano meta de redução do tempo para registro de marcas 13/01/2009

 

Rio de Janeiro, 12/01/2009 - O Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), espera atingir em 2009 a meta de reduzir para 12 meses o prazo de conclusão da análise de marcas depositadas no Brasil.

A meta foi estabelecida em 2006 quando a estimativa para a duração do processo era de 12 a 15 anos e havia em torno de 600 mil pedidos de marcas aguardando um parecer do órgão.

Hoje, o registro de uma marca demora cerca de 18 meses, em casos normais, e em média, quatro anos quando envolve oposição (existência de marca semelhante já registrada no mercado).

 

Segundo o presidente do INPI, Jorge Ávila, o processo na área de marcas avançou graças à admissão e à capacitação de novos examinadores em 2008.

 

“A gente baixou de 12 anos de espera prevista para 16 a 18 meses. E daqui a pouco tempo será de 12 meses. Nos próximos seis meses, a gente vai regularizar marcas, tudo para um ano”, afirmou.

De acordo com ele, o INPI conta agora com 95 tecnologistas trabalhando na análise dos pedidos de registro de marcas que cresceram cerca de 15% de 2007 para 2008. De um ano para o outro, o número de solicitações passou de 107.595 para 124.660.

Sobre a área de patentes, o presidente do INPI informou que a meta de quatro anos para concessão deve ser atingida a partir de 2010.

“A última patente que for depositada até 2010 deverá estar decidida até o fim de 2014. Ou seja, a gente vai estar dentro da meta de quatro anos a partir de depósito operando com as patentes  que forem depositadas até 2010”.

Ávila também informou que o estoque de mais de 100 mil pedidos de patentes, que ingressaram até 2004 no órgão e ainda aguardam análise, deve ser ser regularizado até o primeiro trimestre de 2011.

Ele destacou, no entanto, que para obtenção do resultado será necessária a contratação de 95 novos técnicos (por meio de concurso, cujo edital já foi publicado) para se juntarem aos atuais 238 examinadores do órgão, que estão em fase final de treinamento.

Segundo Ávila, outro concurso, previsto para 2010, admitirá mais 140 examinadores nessa área.

“Isso permite que a gente tenha esse fluxo de processamento”, disse.

O número de patentes solicitadas em 2008, até novembro, alcançou 24.659, contra 24.107 durante todo o ano de 2007.

O prazo para análise de patentes depende da área tecnológica. Nas áreas mais adiantadas, o INPI leva, atualmente, em média entre cinco a seis anos para exame. Nas áreas mais atrasadas, o processo demora cerca de oito anos. (Agência Brasil - Alana Gandra)



Últimas

2019/11/14 » Atividade econômica cresce 0,91% no terceiro trimestre
2019/11/14 » Caixa e BB iniciam quinta fase de pagamento de abono do PIS/Pasep
2019/11/14 » Reformas vão tornar Brasil mais atrativo a negócios, diz Bolsonaro
2019/11/14 » Reformas vão tornar Brasil mais atrativo a negócios, diz Bolsonaro
2019/11/13 » Privatização da Eletrobras deve reduzir tarifas para os consumidores
2019/11/13 » Caixa reduz para 4,99% a taxa de juros do cheque especial
2019/11/13 » Ministro diz que reforma da Previdência já atrai investidores
2019/11/12 » Setor de serviços cresce 1,2% em setembro, aponta IBGE
2019/11/12 » Cresce apoio do BNDES a projetos de micro, pequenas e médias empresas
2019/11/12 » Países do Brics buscam investimentos privados para infraestrutura
2019/11/12 » Faturamento do mercado de seguros cresceu 18,6% em setembro
2019/11/11 » Brics fomenta cooperação entre economias emergentes há 13 anos
2019/11/11 » Impostos dificultam pequenos e médios negócios, dizem empresários
2019/11/11 » IBGE revisa PIB de 2017 de 1% para 1,3%
2019/11/08 » Indicador da FGV mostra dificuldade de reação do mercado de trabalho
2019/11/08 » Petrobras recebe oferta de R$ 3,7 bilhões por Liquigás Distribuidora
2019/11/08 » Governo aumenta projeção de crescimento do PIB para 0,90%
2019/11/07 » Inflação de outubro é a menor para o mês desde 1998
2019/11/07 » Índice que serve de base para reajuste salarial tem variação de 2,76%
2019/11/07 » Seis em cada 10 empresários querem investir, mostra pesquisa do Sebrae

Ver mais »