Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Analistas prevêem queda de 0,75% na taxa de juros nesta quarta-feira 19/01/2009

 

Brasília, 19/01/2009 - As instituições  financeiras prevêem queda de 0,75% na taxa básica anual de juros( Selic),  em reunião do Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) nesta quarta-feira (21). A economia crescerá 2% este ano, segundo o mercado, confirmando a mesma previsão feita no boletim Focus na última segunda feira, enquanto em 2010 o Produto Interno Bruto (PIB) deverá crescer 3,9%. O crescimento da produção industrial vai ficar este ano em 2,15%, enquanto há uma semana o mercado previa 2,5% de expansão. A expectativa para o próximo ano é de crescimento de 4,3%.

Os analistas financeiros consultados pelo BC prevêem que a Selic vai ficar em dezembro de 2009 em 11,25% e em 11% no próximo ano.Hoje, a selic é 13,75%.  A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerada pelo Banco Central para a administração da política monetária, vai ficar este ano em 4,8%, contra a previsão de 5% divulgada na semana passada pelo boletim Focus do BC.
 
Para 2010, os bancos apostam que a inflação deverá ficar em 4,5%. O Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M) deverá estar em 4,77% no fechamento deste ano, em dezembro, contra previsão de 4,92% feita há uma semana. O IPC da Fipe ficará em 2009 em 4,54%, segundo o Focus,  contra previsão de 4,55% feita há uma semana.
     
A projeção do mercado para o dólar é de R$ 2,30 no final deste ano, mesmo patamar previsto há uma semana, devendo em 2010 ficar em R$ 2,28. O mercado prevê que a moeda estará em R$ 2,37 no fechamento deste mês, com igual previsão para o mês de fevereiro.
     
O mercado confirmou nessa pesquisa a previsão de superávit para a balança comercial este ano, de 14,5%, feita na semana passada.  A Dívida Líquida do Setor Público este ano deverá cair para 36,75%, contra a estimativa de 37% do PIB feita na semana passada. Os investimentos estrangeiros diretos no país vão se situar este ano em US$ 23 bilhões, contra a previsão de US$ 23,81 bilhões feita na última semana.
(Agência Brasil - Lourenço Canuto)



Últimas

2021/01/15 » MPT abre inquéritos para avaliar danos sociais do fechamento da Ford
2021/01/15 » BNDES financia segunda usina termelétrica no Porto do Açu
2021/01/15 » IBGE: indústria cresce em dez dos 15 locais pesquisados em novembro
2021/01/14 » Balança comercial do agronegócio soma US$ 100,81 bilhões em 2020
2021/01/14 » Conab estima colheita de 264,8 milhões de toneladas de grãos
2021/01/14 » IBGE: safra de 2021 deve superar recorde de 2020
2021/01/14 » Veja o que pode e o que não pode no Enem 2020
2021/01/13 » BNDES define consórcio que apoiará programa de aceleração de startups
2021/01/13 » Inflação da construção civil atinge 10,16% em 2020
2021/01/13 » Inflação para famílias com menor renda fecha 2020 com alta de 5,45%
2021/01/13 » Inflação oficial fecha 2020 em 4,52%, diz IBGE
2021/01/12 » Ministério pede avanço de reformas para manter fábricas no país
2021/01/12 » Preço da cesta básica aumentou em todas as capitais em 2020
2021/01/12 » Plataforma promove compartilhamento de materiais na economia
2021/01/11 » Como entrar em 2021 com as contas no azul
2021/01/11 » Digitalização de serviços públicos gera economia de R$ 2 bi por ano
2021/01/11 » Banco do Brasil renegocia R$ 40 milhões em dívidas por WhatsApp
2021/01/11 » Vendas de veículos caem 26,2% em 2020, diz Anfavea
2021/01/11 » Enem terá regras para evitar contágio pelo novo coronavírus
2021/01/08 » ANP: 17ª Rodada de Licitações oferece 92 blocos em bacias marítimas

Ver mais »