Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Índice que reajusta aluguel e energia avança 0,45% na segunda prévia de fevereiro 17/02/2009

 

Rio de Janeiro, 17/02/2009 - A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) subiu 0,45% na segunda prévia de fevereiro, depois de ter caído 0,58% no mesmo período de janeiro. De acordo com dados divulgados hoje (17) pela Fundação Getulio Vargas (FGV), a alta verificada nos preços dos produtos agrícolas (1,63%) contribuiu para o resultado deste levantamento.

O IGP-M, que é usado como balizador em reajustes de aluguel e tarifas de energia, acumula desde o início do ano alta de 0,01% e de 8,06% no período dos últimos 12 meses. Na primeira prévia do mês, o índice havia subido 0,42%.

O Índice de Preços por Atacado (IPA), responsável por 60% da composição do IGP-M, teve acréscimo de 0,47%, depois de registrar queda de 1,09% no mesmo período de janeiro. O resultado foi puxado pelos preços dos produtos agrícolas, que subiram em média 1,63%, depois de terem caído 0,31%. Já os produtos industriais subiram 0,06%.

Em relação aos estágios da produção, o levantamento aponta elevação de 1,52% nos preços dos bens finais, ante queda de 0,86%. A maior contribuição para a aceleração veio dos alimentos processados (de -1,01% para 3,24%). A taxa relativa aos bens intermediários passou de -1,39% para -0,67%, com a influência de materiais e componentes para a manufatura (de -1,86% para -0,17%). O grupo matérias-primas brutas também teve elevação em sua taxa de variação, que passou de queda de 0,90% para 1,00%. As principais contribuições para o movimento partiram de bovinos (de -5,25% para -0,13%), soja em grão (de 2,60% para 6,44%) e café (de -2,16% para 8,00%).

Ainda segundo o levantamento, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que responde por 30% do IGP-M, subiu 0,38%, apresentando desaceleração em relação à alta da segunda prévia de janeiro, que havia sido de 0,59%. O resultado foi influenciado pelo comportamento de cinco das sete classes de despesa que compõem o índice, que apresentaram decréscimos em suas taxas de variação no período. Os destaques foram os grupos alimentação (de 0,81% para 0,26%), principalmente frutas (de 3,80% para -1,39%), hortaliças e legumes (de 5,06% para 2,65%), aves e ovos (de -0,06% para -1,61%) e panificados e biscoitos (de 0,47% para -0,47%); e vestuário (de 0,38% para -0,58%), com a influência de roupas (de 0,62% para -0,98%).

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), responsável por 10% do IGP-M, teve alta de 0,43%, ante avanço de 0,15%. A taxa de materiais e serviços
avançou de 0,29% para 0,52%. Já o custo da mão-de-obra subiu 0,33%, depois de ter ficado estávelna segunda apuração de janeiro.

A segunda leitura do IGP-M de fevereiro foi calculada com base na variação dos preços verificada entre os dias 21 de janeiro e 10 de fevereiro. (Agência Brasil - Thaís Leitão)



Últimas

2020/09/21 » Turismo: metade das operadoras vende viagens para novembro e dezembro
2020/09/21 » Covid-19: maioria dos estados segue sem aulas presenciais
2020/09/21 » O que é o Sistema S?
2020/09/18 » Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor
2020/09/18 » Confiança do empresário do comércio tem alta recorde em setembro
2020/09/18 » IBGE: desemprego na pandemia atinge maior patamar em agosto
2020/09/18 » CNI apresenta propostas para retomada da economia
2020/09/18 » Abertura de empresas cresce, enquanto fechamento recua em 8 meses
2020/09/18 » Governo já desembolsou R$ 197 bilhões em auxílio emergencial
2020/09/17 » Entidades elogiam decisão do Copom de manter a Selic
2020/09/17 » Prefeitura de São Paulo adota home office permanente
2020/09/17 » PIB tem queda de 4% no trimestre encerrado em julho, aponta FGV
2020/09/16 » Petrobras quer vender mais ativos de exploração e produção
2020/09/16 » Saques no comércio com Pix começam no 2º trimestre de 2021
2020/09/16 » Concessionária da Malha Paulista e Norte-Sul antecipa outorgas
2020/09/15 » Confiança do empresário industrial cresce pelo quinto mês consecutivo
2020/09/15 » União pode quebrar se forem criados novos fundos, diz Guedes
2020/09/15 » Medidas de ajuste fiscal podem gerar economia de R$ 816 bi em dez anos
2020/09/14 » Governo federal qualifica rodovias e portos no PPI
2020/09/14 » Indicador de Atividade Econômica aponta crescimento de 2,8% em julho

Ver mais »