Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Obras de infra-estrutura exigem ampliação do mercado ressegurador, diz especialista 06/03/2009

 

Rio de Janeiro, 5/03/2009 - A realização de obras de infra-estrutura de grande porte no Brasil, como a Usina Nuclear Angra 3, as hidrelétricas do Rio Madeira (RO) e o trem-bala, que ligará as cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas, exigirá o crescimento do mercado ressegurador brasileiro.

A avaliação do especialista em resseguros, Luís Felipe Pellon, foi feita hoje (5),  na conferência internacional The Brazilian Reinsurance

Segundo o advogado, o mercado nacional conta hoje com 55 resseguradoras locais, admitidas e eventuais e terá de ser ampliado “para poder colocar riscos lá fora”.

Em entrevista à Agência Brasil, Pellon considerou muito boa e moderna a regulamentação brasileira para o setor de resseguros (Operações em que o segurador  transfere para outro, total ou parcialmente, riscos assumidos considerados excessivos; uma espécie de seguro do seguro.)

“Nós demos uma partida excelente para o novo marco regulatório  do Brasil”.

Ele, acrescentou, no entanto ,que  essa regulamentação pode ser melhorada para ampliar o número de resseguradoras atuando no país.

“Nós temos que tomar algumas medidas para aumentar o número de resseguradoras locais [constituídas no país], admitidas [empresa estrangeira com escritório de representação no Brasil] e eventuais [companhias estrangeiras especialistas que precisam ter um procurador no país]", avaliou Pellon.

De acordo com ele, a crise internacional reduziu o apetite por novos negócios de várias empresas do setor, que estão muito preocupadas e seletivas sobre o tipo de riscos que irão assumir, por isso, um grande esforço de infra-estrutura reforça a necessidade de aumentar o número de resseguradoras de grande porte no Brasil.

“A empresa tem que ter um porte financeiro significativo, de forma que possa assumir maiores riscos. Esse é o nosso problema”, afirmou.

Uma das sugestões de Pellon para aumentar a capacidade do mercado seria a redução de exigências. No caso específico do seguro de vida, a proposta é que o capital mínimo para a resseguradora local especializada seja reduzido para R$ 12 milhões - um quinto do valor exigido hoje (R$ 60 milhões) para as empresas que atuam em todos os ramos.

Para as resseguradoras admitidas e eventuais, o advogado defendeu a redução de garantias e das dificuldades na emissão de documentos, além da diminuição da carga tributária que incide sobre a remessa de prêmios ao exterior e o ingresso de dinheiro no país.

Para o especialista, apesar da crise externa, o Brasil tem um ambiente atrativo a investidores no setor do resseguro.

“Os riscos brasileiros são melhores do que em outros locais do mundo, porque não temos riscos de catástrofes que afetam grande número de pessoas ou uma região muito extensa. Há um interesse do mercado mundial em participar do mercado brasileiro”, avaliou. (Agência Brasil - Alana Gandra)



Últimas

2021/01/18 » Saiba o que é a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO)
2021/01/18 » China contribuiu com mais da metade do superávit comercial do Brasil
2021/01/18 » Produção agropecuária de 2020 alcança R$ 871 bilhões
2021/01/15 » MPT abre inquéritos para avaliar danos sociais do fechamento da Ford
2021/01/15 » BNDES financia segunda usina termelétrica no Porto do Açu
2021/01/15 » IBGE: indústria cresce em dez dos 15 locais pesquisados em novembro
2021/01/14 » Balança comercial do agronegócio soma US$ 100,81 bilhões em 2020
2021/01/14 » Conab estima colheita de 264,8 milhões de toneladas de grãos
2021/01/14 » IBGE: safra de 2021 deve superar recorde de 2020
2021/01/14 » Veja o que pode e o que não pode no Enem 2020
2021/01/13 » BNDES define consórcio que apoiará programa de aceleração de startups
2021/01/13 » Inflação da construção civil atinge 10,16% em 2020
2021/01/13 » Inflação para famílias com menor renda fecha 2020 com alta de 5,45%
2021/01/13 » Inflação oficial fecha 2020 em 4,52%, diz IBGE
2021/01/12 » Ministério pede avanço de reformas para manter fábricas no país
2021/01/12 » Preço da cesta básica aumentou em todas as capitais em 2020
2021/01/12 » Plataforma promove compartilhamento de materiais na economia
2021/01/11 » Como entrar em 2021 com as contas no azul
2021/01/11 » Digitalização de serviços públicos gera economia de R$ 2 bi por ano
2021/01/11 » Banco do Brasil renegocia R$ 40 milhões em dívidas por WhatsApp

Ver mais »