Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Pelo terceiro mês consecutivo, país emprega mais trabalhadores do que demite 18/05/2009

 

Brasília, 18/05/2009 - O mês de abril foi o terceiro consecutivo com resultado positivo entre o número de postos de trabalho com carteira assinada gerados e o de demissões: 106.205 vagas. Em abril de 2008, o saldo havia sido de 294.522 vagas.

Foram empregados 1.350.446 trabalhadores e demitidos 1.244.241. No ano, foi a primeira vez que o saldo foi positivo: 48.454 vagas. Os dados constam do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged), divulgado hoje pelo ministro Carlos Lupi.

“O Brasil é o primeiro país do G20 a gerar postos de trabalho, com saldo positivo no acumulado do ano. Isso mostra a solidez da nossa economia”, disse o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, durante a coletiva de imprensa dedicada à apresentação dos números do Caged. “Para se ter uma idéia, os Estados Unidos acumulam um saldo negativo de 500 mil vagas ao longo do mesmo período”, completou.

Segundo Lupi, o país deve gerar “mais de um milhão de novas vagas” ao longo de 2009. O ministro arriscou a dizer que, com isso, o Produto Interno Bruto (PIB) deverá crescer entre 2% e 2,5% no ano. “O principal sintoma de recuperação da economia é a empregabilidade. Onde há crescimento econômico há crescimento do número de vagas”, justifica.

Para o ministro, os dados do Caged permitem uma visão bem mais realista do que as previsões dos “sábios” da economia. “Enquanto a economia é uma pintura, a realidade é uma fotografia. Os dados do Caged são um retrato do país, e os dados cruzados apresentam uma expectativa positiva para 2009”.

Lupi disse acreditar que os números relativos a maio, que serão apresentados no mês que vem, serão ainda melhores do que os de abril.

“Vamos viver, em 2009, o inverso de 2008. Ano passado tivemos um início mais forte e depois a queda por conta da crise. Esse ano tivemos um começo ainda impactado pela turbulência financeira internacional, mas já verificamos a recuperação e, a partir de agora, teremos um acúmulo de resultados positivos”, argumentou. (Agência Brasil - Pedro Peduzzi)



Últimas

2020/03/31 » Líderes do Senado divulgam manifesto pelo isolamento social
2020/03/31 » Senado aprova benefício de R$ 600 a autônomos e informais
2020/03/31 » Senado aprova distribuição de merenda escolar aos estudantes sem aulas
2020/03/30 » Senado vota hoje auxílio de R$ 600 para autônomos e informais
2020/03/30 » Coronavírus: BNDES anuncia R$ 2 bilhões de crédito para área da saúde
2020/03/30 » Governo obtém do STF aval para adotar medidas contra o coronavírus
2020/03/27 » Governo anuncia linha de crédito a pequenas e médias empresas
2020/03/27 » Aviões voltam a atender a capitais e outras 19 cidades brasileiras
2020/03/27 » Ministro do STF volta a negar suspensão de MP do contrato de trabalho
2020/03/26 » Japoneses começam a usar a tecnologia 5G
2020/03/26 » Coronavírus derruba ações na Bolsa de Tóquio
2020/03/26 » Japão pode liberar US$ 503 bilhões contra efeitos do coronavírus
2020/03/26 » Japão eleva alerta de viagens para o mundo inteiro
2020/03/25 » Governo define medidas contra covid-19 na assistência social
2020/03/25 » Aneel suspende por 90 dias cortes no fornecimento de energia elétrica
2020/03/25 » EUA pedem que cidadãos norte-americanos deixem o Brasil
2020/03/24 » Covid-19: Brasil tem 46 mortes e mais de 2 mil casos confirmados
2020/03/24 » Empresários pedem a Toffoli segurança jurídica durante pandemia
2020/03/24 » Ministério recomenda adiar vacinação de crianças contra a gripe
2020/03/24 » Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio são adiados

Ver mais »