Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Emprego em fevereiro tem saldo positivo 19/03/2009

 

Brasília, 18/03/2009 - O Ministério do Trabalho informou hoje (18) que foram criados em fevereiro 9.179 novos postos de trabalho com carteira assinada. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Segundo o ministro Carlos Lupi, o saldo é pequeno, mas positivo. O setor que apresentou melhor desempenho foi o de ensino, com 35.389 postos criados, e o pior foi o da indústria de transformação, com 56.456 demissões.

Segundo Lupi, março será o mês da virada para a criação de empregos no país. A previsão do ministro é que o saldo de contratações com carteira assinada no mês de março poderá ficar em 100 mil vagas.

De acordo com o ministro, os fatores que sustentam essa previsão estão ligados ao aquecimento do mercado interno, que continua muito forte. Com o aumento do salário mínimo, os assalariados e os aposentados e pensionistas, que são vinculados a ele, colocam alguns bilhões no mercado e começam a comprar, explicou Lupi. “Os estoques começam, então, a baixar e a gente começa a ver uma recuperação concreta.”

Conforme dados do Caged, em fevereiro deste ano, foram criados 9.179 postos de trabalho com carteira assinada. No mês, foram contratadas 1,23 milhão de pessoas e demitidas 1,22 milhão. Lupi admitiu que o saldo é pequeno, mas ressaltou que em todo o mundo as empresas continuam a demitir trabalhadores.

Em janeiro, o saldo foi negativo, com 101.748 trabalhadores demitidos. Em dezembro, as demissões somaram 654.946 e, em novembro, 40.821. Outubro foi o último mês no qual o saldo de contratações foi positivo, com a criação de 61.401 postos de trabalho.

O setor de ensino foi o que mais impulsionou o saldo para cima, com a criação de 35.389 vagas, o que representa crescimento de 3,02% em relação a janeiro. Lupi explicou que isso se deve ao fato de ser feita em fevereiro, no início do ano letivo, a maioria das contratações de professores. O setor de serviços de alojamento e alimentação também teve crescimento significativo, com 13.355 novos postos, o que significa alta de 0,29% em relação ao período anterior.

A maior queda foi nos setores ligados à indústria de transformação, com demissão de 56.465 trabalhadores. Nesse setor, o pior desempenho foi da indústria de material de transporte, com 12.986 postos de trabalho a menos, uma queda de 2,61%. No setor de metalurgia, também continuaram as demissões: em fevereiro foram cortadas 12.001 vagas, o que representa queda de 1,63%. (Agência Brasil - Roberta Lopes)



Últimas

2020/01/21 » Brasil passou para quarto destino de investimentos no mundo em 2019
2020/01/21 » Inflação dos aluguéis acumula taxa de 7,91% em 12 meses, diz FGV
2020/01/21 » Guedes conversa com ministros suíços e CEOs de empresas em Davos
2020/01/20 » Mercado financeiro reduz estimativa de inflação este ano para 3,56%
2020/01/20 » Agência Brasil explica: quem pode ser um microempreendedor individual?
2020/01/17 » Varejo de SP espera crescimento de 5% em vendas de materiais escolares
2020/01/17 » Confiança do empresário do comércio tem melhor janeiro desde 2013
2020/01/17 » Dólar fecha acima de R$ 4,19, no maior valor desde início de dezembro
2020/01/17 » Atividade econômica cresce 0,18%, diz Banco Central
2020/01/16 » Dataprev é incluída no Programa Nacional de Desestatização
2020/01/16 » Ipea: alíquota de novo imposto proposto em PECs deve ficar em 27%
2020/01/16 » Inflação pelo Índice Geral de Preços–10 cai de 1,69% para 1,07%
2020/01/15 » Governo quer vender R$ 150 bi em participações em empresas em 2020
2020/01/15 » Novo reajuste do mínimo pode ter impacto de R$ 2,13 bi no Orçamento
2020/01/15 » Mochilas pesadas na infância podem acarretar problemas na fase adulta
2020/01/14 » Consumidor espera saldões para comprar com desconto produto mais caro
2020/01/14 » IR: contribuinte não poderá deduzir gasto com previdência de doméstica
2020/01/14 » Petrobras reduz preço da gasolina e diesel nas refinarias
2020/01/13 » Migração de empregadores para eSocial só terminará em 2023
2020/01/13 » Agronegócio brasileiro exportou US$ 96,8 bilhões em 2019

Ver mais »