Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Brasil tem mais de 8,5 milhões de artesãos, revela IBGE 20/03/2009

 

Brasília, 19/03/2009 - Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que o Brasil tem mais de 8,5 milhões de artesãos. Desse total, 87% são mulheres que aprendem a tradição na família, com as mães e avós. O dia de hoje, 19 de março, é dedicado a esses artistas, que modificam a matéria-prima com técnicas como tecelagem, cerâmica, bordado, pintura, crochê e tricô, que são replicadas, misturadas e reinventadas.

Além da beleza e da originalidade das peças, o artesanato gera trabalho e renda às pessoas, além de melhorar a auto-estima e a saúde. A artesã Ângela Maria Monteiro afirma que a importância desse trabalho na sua vida tem três razões: a financeira, a auto-estima e a saúde.

“Antes eu era uma pessoa doente que tinha medo de sair na rua e eu estava sofrendo com a síndrome do pânico. Uma pessoa me convidou para fazer o curso eu fui lá fiz e hoje até para a Argentina eu já fui”, conta Ângela.

A artesã Maria da Conceição Pereira da Silva, cega desde o nascimento, diz que o artesanato mudou sua vida. “Ele mudou me dando mais oportunidade de conhecer as pessoas, de trabalhar com as pessoas ditas normais que enxergam e que não têm deficiência.”

A arte de criar com as mãos chegou também às universidades. É o caso de um programa desenvolvido na Universidade de Brasília (UnB), em parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia.

A professora Georgia Castro, mestre em desenho industrial da UnB, conta que alunos da instituição vêm trabalhando com grupos de artesãs, como parte de programas que visam ao design socioambiental e à inserção social.

“ A gente busca a inserção desse indivíduo na comunidade de uma maneira diferente, de forma efetiva, com o seu trabalho”, destaca Georgia.

O artesanato também faz parte da vida da aposentada Júnia Adjuto de Melo, que tem curso superior e hoje faz do colares, bolsas e outros acessórios que produz um complemento da renda.

“Eu fui professora e me aposentei como professora. Mas toda a vida eu fiz pintura e quando me aposentei resolvi investir no artesanato por criatividade, por lazer e para complementar o salário de professor, que é tão pequeno”, conta Júnia.

Graças à qualidade, as peças produzidas por muitas artesãs já chegaram às passarelas de moda. Mas, para usar o artesanato no mundo fashion, é preciso cautela, segundo a estilista Juliana Murargin.

“É uma coisa fabulosa, foi uma pessoa que fez e não uma máquina, são as mãos que trabalham. Mas depende de como é usado, não se pode encher uma peça de artesanato e colocar na passarela”, pondera a estilista. (Rádio Nacional - Paula de Castro)



Últimas

2019/08/23 » Confiança do Comércio cresce 3,2 pontos em agosto
2019/08/23 » Governo federal digitalizou 315 serviços em 2019
2019/08/23 » Entenda as principais mudanças da MP da Liberdade Econômica
2019/08/22 » Produção da indústria sobe 9,6 pontos, acima da média histórica
2019/08/22 » Novo PPI deve gerar investimentos de R$ 2 trilhões, diz Onyx
2019/08/22 » Senado aprova MP da Liberdade Econômica
2019/08/21 » Guedes: governo vai acelerar privatizações até final do ano
2019/08/21 » BB passa a oferecer financiamento imobiliário com taxas diferenciadas
2019/08/21 » Caixa anuncia financiamento habitacional corrigido pelo IPCA
2019/08/20 » MP que muda Coaf para o Banco Central é publicada no Diário Oficial
2019/08/20 » Conselho do FGTS aprova distribuição de 100% do lucro de 2018
2019/08/19 » CNI: governo avançou na pauta de comércio exterior em sete meses
2019/08/19 » Previsão de crescimento econômico aumenta; estimativa de inflação cai
2019/08/19 » Substância produzida pelo organismo tem potencial para tratar diabetes
2019/08/16 » Guedes: Brasil sai do Mercosul se Argentina frear abertura do bloco
2019/08/16 » Financiamentos imobiliários poderão ser indexados à inflação
2019/08/16 » PIS/Pasep: benefício para os nascidos em agosto já está liberado
2019/08/15 » Entenda as principais mudanças da MP da Liberdade Econômica
2019/08/15 » Bolsonaro reduz impostos sobre jogos eletrônicos
2019/08/15 » Empresas ampliam faturamento em até 15% com programa de capacitação

Ver mais »