Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Países divergem sobre regulação do mercado financeiro internacional 01/04/2009

 

Londres, 1/04/2009 - Os presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e da França, Nicolas Sarkozy, defenderam hoje (1º) mudanças no sistema financeiro mundial como forma de dar uma resposta efetiva à crise.

Durante encontro em Paris, antes de se dirigirem a Londres, para a reunião do G20, grupo das maiores economias do mundo, Sarkozy disse que Brasil e França precisam unir forças para que o mundo avance.

Da França, o presidente Lula seguiu para Londres no trem de alta velocidade, sob o canal da Mancha. Na viagem, ele disse que a solução da crise depende de um esforço global.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, que acompanha o presidente, afirmou que o G20 deve aprovar a criação de um fundo internacional de US$ 1 trilhão para socorrer a economia mundial. O Japão e a União Européia devem contribuir, cada um, com US$ 100 bilhões, e a Noruega, com US$ 48 bilhões.

O presidente Lula adiantou que o Brasil também pode contribuir com o fundo, desde que as reservas do país não sejam postas em risco.
Segundo o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, o mundo tem novos parceiros na busca de soluções para a crise. Para ele, todos os participantes da reunião de amanhã (2) devem concordar que é preciso aprovar um plano global de recuperação da economia.

Contrário à regulamentação internacional do mercado financeiro, como propõem Alemanha, França e Brasil, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que cada país tem seus interesses e deixou claro que não vai concordar com todos os pontos que vão ser discutidos.

Agora à noite, os presidentes e líderes mundiais foram recebidos pela Rainha Elizabeth II no Palácio de Buckingham. Depois, tiveram um jantar na residência oficial do primeiro-ministro Gordon Brown.

Amanhã, os presidentes e líderes mundiais participam de duas reuniões durante o dia, quando será elaborado um documento sobre os rumos da economia mundial. (Agência Brasil - Fernando Freire)



Últimas

2020/10/29 » Emprego na construção é o maior para setembro nos últimos oito anos
2020/10/29 » Representantes do setor da indústria aprovam decisão do Copom
2020/10/29 » Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
2020/10/29 » Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
2020/10/28 » Apoio emergencial do BNDES a empresas na pandemia alcança R$ 105 bi
2020/10/28 » Programa para ampliar produtividade das empresas é retomado
2020/10/28 » Confiança da construção cresce 3,7 pontos em outubro, diz FGV
2020/10/27 » Guedes diz que acordos políticos dificultam privatizações
2020/10/27 » CMN aprova regulação simplificada para projetos inovadores
2020/10/27 » Mercado financeiro eleva projeção da inflação para 2,99%
2020/10/26 » Contas externas têm em setembro sexto mês seguido de saldo positivo
2020/10/26 » Petrobras inicia venda de campos terrestres em Sergipe
2020/10/26 » Banco Central registra recorde de remessas de dólares para o Brasil
2020/10/23 » Ministério da Infraestrutura entregará planos de logística até 2050
2020/10/23 » OMS: risco de pegar covid-19 em aviões é "muito baixo", mas não zero
2020/10/23 » Cresce pauta sobre home office nas negociações trabalhistas
2020/10/22 » Confiança da indústria atinge maior nível em nove anos
2020/10/22 » Opas: América Latina não deve relaxar enfrentamento à pandemia
2020/10/22 » Faturamento do setor de turismo no Brasil tem redução de 33,6% em 2020
2020/10/21 » Setor mineral brasileiro tem resultado positivo no 3º trimestre

Ver mais »