Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Pré-sal, Copa e Olimpíadas colocam Brasil em novo patamar de negócios, avalia Abdib 02/10/2009

Brasília - O anúncio das Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro animou o setor de indústria pesada. O presidente da Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib), Paulo Godoy, avaliou que juntamente com o pré-sal e a Copa do Mundo de 2014, os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro colocam o Brasil em um novo patamar na rota de negócios internacionais.

“O Brasil tem no horizonte perspectivas extremamente positivas de investimentos em áreas como de infraestrutura, da indústria e de serviços. O desenvolvimento das reservas de óleo e gás na camada pré-sal, a organização da Copa do Mundo de 2014 e agora a dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro colocam definitivamente o país na rota dos negócios internacionais e consolidam a imagem de uma nação capaz de enfrentar os desafios e entrar no grupo das economias mais desenvolvidas”, comemorou Paulo Godoy por meio de nota.

O presidente da Abdib argumentou que somente o pré-sal deve movimentar US$ 440 bilhões no longo prazo, em desenvolvimento de tecnologia, na ampliação da capacidade instalada da indústria, na construção de estaleiros e na formação de mão de obra. “Os benefícios desses investimentos e negócios acabarão sendo distribuídos para toda a população brasileira em todos os estados”, disse.

“Já a organização da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos exigirá também um volume significativo de recursos e a capacidade de estruturar o financiamento e as garantias para esses empréstimos. Os investimentos vão resultar em novas instalações esportivas, na infraestrutura de transporte e de telecomunicações, na segurança no fornecimento de eletricidade e na eficiência, qualidade e agilidade nos serviços de segurança, saúde, hotelaria e turismo”, afirmou.

Godoy avalia que, na soma, o Brasil tem uma perspectiva concreta de atrair bilhões em investimentos e, com isso, gerar negócios, empregos e renda.

“Para se ater apenas no exemplo mais recente, um estudo encomendado pelo governo federal buscou calcular os impactos econômicos dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos no Rio de Janeiro a partir dos valores de investimentos previstos pela candidatura fluminense, de US$ 14,4 bilhões. Esses recursos podem render US$ 51,1 bilhões em movimentação econômica em diversos setores, 120 mil empregos diretos e indiretos anualmente durante a fase de preparativos e realização dos Jogos e 130 mil empregos anuais no período posterior às Olimpíadas”, estimou.

O presidente da Abdib considerou que, para organizar os dois mais importantes eventos esportivos do mundo, o Brasil tem de ter ambição e razoabilidade ao mesmo tempo, de forma que seja possível atender às necessidades dos atletas e dos turistas no tempo adequado e com a qualidade exigida e deixar bons serviços e infraestrutura à disposição da população após os eventos.

“O planejamento para construir toda a infraestrutura precisa ser acompanhado de um modelo de gestão capaz de garantir que as instalações estejam prontas no prazo adequado, com os custos previstos e com os benefícios esperados, com responsabilidade nos momentos de dimensionar os investimentos e equacionar os financiamentos", afirmou por meio de nota. (Agência Brasil - Luciana Lima)



Últimas

2021/01/21 » Entidades consideram acertada manutenção da Selic em 2% ao ano
2021/01/21 » Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
2021/01/21 » Governo federal lança sistema para simplificar a abertura de empresas
2021/01/20 » ANP regulamenta indicação de áreas para exploração de petróleo e gás
2021/01/20 » Bancos Inter, Itaú e Caixa lideram ranking de reclamações ao BC
2021/01/20 » Confiança do empresário do comércio cai 2,2% em janeiro, diz CNC
2021/01/19 » CNI: faturamento da indústria cai pela primeira vez em sete meses
2021/01/19 » Produção de aço caiu 4,9% em 2020, informa o Instituto Aço Brasil
2021/01/19 » Atividade econômica tem alta de 0,59% em novembro, diz Banco Central
2021/01/19 » Atividade industrial desacelera em novembro de 2020
2021/01/18 » Saiba o que é a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO)
2021/01/18 » China contribuiu com mais da metade do superávit comercial do Brasil
2021/01/18 » Produção agropecuária de 2020 alcança R$ 871 bilhões
2021/01/15 » MPT abre inquéritos para avaliar danos sociais do fechamento da Ford
2021/01/15 » BNDES financia segunda usina termelétrica no Porto do Açu
2021/01/15 » IBGE: indústria cresce em dez dos 15 locais pesquisados em novembro
2021/01/14 » Balança comercial do agronegócio soma US$ 100,81 bilhões em 2020
2021/01/14 » Conab estima colheita de 264,8 milhões de toneladas de grãos
2021/01/14 » IBGE: safra de 2021 deve superar recorde de 2020
2021/01/14 » Veja o que pode e o que não pode no Enem 2020

Ver mais »