Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Setor de tecnologia foi o mais afetado durante a crise, diz Ipea 19/11/2009

Brasília - O setor de tecnologia foi um dos mais afetados pela crise financeira internacional, segundo o Boletim Radar divulgado, hoje (18), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). De acordo com o boletim, no auge da crise, entre setembro de 2008 e fevereiro de 2009, a produção dos setores de média e alta intensidade tecnológica caiu 25% e os de alta tecnologia 17%. Nesse mesmo período, a indústria de transformação teve queda de 16%.

A diretora adjunta de Estudos e Políticas Setoriais, Inovação, Produção e Infraestrutura do Ipea, Fernanda Di Negri, explicou que essa queda foi motivada por uma retração do mercado. “É uma questão de demanda porque esses setores que estão no grupo de média e de alta intensidade tecnológica sofreram com a redução da demanda externa e no caso do setor de bens de capital, com a redução da demanda doméstica. Os empresários pararam de investir nesse período em virtude da incerteza”.

Entre os produtos de alta intensidade tecnológica, os equipamentos de eletrônica e de comunicações foram os mais afetados pela crise, com redução superior a 30% na produção. Já entre os produtos de média-alta intensidade tecnológica, as principais quedas na produção aconteceram nos setores de máquinas e equipamentos e de automóveis, que caiu 34%.

Fernanda disse ainda que esses setores já apresentam recuperação, mas ainda não o suficiente para voltar aos patamares da pré-crise. “O que a gente percebeu é que desde fevereiro deste ano até agosto, esses setores também estão se recuperado mais fortemente que os outros”.

Nos meses de fevereiro e agosto a produção do setor de média-alta intensidade tecnológica cresceu 11% e o de alta intensidade tecnológica aumentou 12%. O crescimento desses setores foi impulsionado pelos subsetores de informática e eletrônico e de comunicações, no caso da alta tecnologia. Já o setor automotivo foi o principal responsável pela recuperação do setor de média-alta tecnologia.

O boletim ressalta também que medidas como a redução do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) contribuíram para um resultado positivo desses setores. (Agência Brasil - Roberta Lopes)



Últimas

2020/09/24 » Custos industriais caem 1,5% no segundo trimestre
2020/09/24 » Ministro da Economia diz que reforma deve ter tributos alternativos
2020/09/24 » Contas externas têm saldo positivo de US$ 3,7 bilhões
2020/09/23 » Conab avalia que Brasil terá segunda maior safra de café em 2020
2020/09/23 » CNI: atividade industrial segue em recuperação com alta do emprego
2020/09/23 » Indicadores recentes sugerem recuperação parcial da economia, diz BC
2020/09/22 » Brasil terá cota adicional na exportação de açúcar aos EUA
2020/09/22 » Estudo brasileiro aponta que covid-19 pode causar danos cerebrais
2020/09/22 » Mercado financeiro reduz projeção de queda da economia para 5,05%
2020/09/21 » Turismo: metade das operadoras vende viagens para novembro e dezembro
2020/09/21 » Covid-19: maioria dos estados segue sem aulas presenciais
2020/09/21 » O que é o Sistema S?
2020/09/18 » Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor
2020/09/18 » Confiança do empresário do comércio tem alta recorde em setembro
2020/09/18 » IBGE: desemprego na pandemia atinge maior patamar em agosto
2020/09/18 » CNI apresenta propostas para retomada da economia
2020/09/18 » Abertura de empresas cresce, enquanto fechamento recua em 8 meses
2020/09/18 » Governo já desembolsou R$ 197 bilhões em auxílio emergencial
2020/09/17 » Entidades elogiam decisão do Copom de manter a Selic
2020/09/17 » Prefeitura de São Paulo adota home office permanente

Ver mais »