Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Setor de tecnologia foi o mais afetado durante a crise, diz Ipea 19/11/2009

Brasília - O setor de tecnologia foi um dos mais afetados pela crise financeira internacional, segundo o Boletim Radar divulgado, hoje (18), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). De acordo com o boletim, no auge da crise, entre setembro de 2008 e fevereiro de 2009, a produção dos setores de média e alta intensidade tecnológica caiu 25% e os de alta tecnologia 17%. Nesse mesmo período, a indústria de transformação teve queda de 16%.

A diretora adjunta de Estudos e Políticas Setoriais, Inovação, Produção e Infraestrutura do Ipea, Fernanda Di Negri, explicou que essa queda foi motivada por uma retração do mercado. “É uma questão de demanda porque esses setores que estão no grupo de média e de alta intensidade tecnológica sofreram com a redução da demanda externa e no caso do setor de bens de capital, com a redução da demanda doméstica. Os empresários pararam de investir nesse período em virtude da incerteza”.

Entre os produtos de alta intensidade tecnológica, os equipamentos de eletrônica e de comunicações foram os mais afetados pela crise, com redução superior a 30% na produção. Já entre os produtos de média-alta intensidade tecnológica, as principais quedas na produção aconteceram nos setores de máquinas e equipamentos e de automóveis, que caiu 34%.

Fernanda disse ainda que esses setores já apresentam recuperação, mas ainda não o suficiente para voltar aos patamares da pré-crise. “O que a gente percebeu é que desde fevereiro deste ano até agosto, esses setores também estão se recuperado mais fortemente que os outros”.

Nos meses de fevereiro e agosto a produção do setor de média-alta intensidade tecnológica cresceu 11% e o de alta intensidade tecnológica aumentou 12%. O crescimento desses setores foi impulsionado pelos subsetores de informática e eletrônico e de comunicações, no caso da alta tecnologia. Já o setor automotivo foi o principal responsável pela recuperação do setor de média-alta tecnologia.

O boletim ressalta também que medidas como a redução do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) contribuíram para um resultado positivo desses setores. (Agência Brasil - Roberta Lopes)



Últimas

2020/02/20 » Banco Central injeta R$ 135 bilhões na economia
2020/02/20 » Programa para fazer Declaração do Imposto de Renda já está disponível
2020/02/20 » Prévia da inflação oficial fica em 0,22% em fevereiro
2020/02/19 » Comissão Europeia quer criar mercado único de dados
2020/02/19 » Confiança da indústria cai em fevereiro depois de 3 altas seguidas
2020/02/19 » Confiança da indústria cresce 0,7 ponto na prévia de fevereiro
2020/02/18 » Economia segue em processo de recuperação gradual, diz BC
2020/02/18 » FGV: economia brasileira cresceu 1,2% em 2019
2020/02/18 » Rodovias terão estabelecimentos regulamentados para motoristas
2020/02/17 » Associação alerta motoristas sobre riscos no trânsito durante carnaval
2020/02/17 » Estimativa do mercado financeiro para inflação cai para 3,22%
2020/02/17 » Começam a valer medidas da Caixa para estimular construção civil
2020/02/14 » Atividade econômica cresce 0,89% em 2019
2020/02/14 » Cerca de 25% dos desempregados procuram emprego há mais de dois anos
2020/02/14 » Taxa de desemprego cai em 16 estados, revela IBGE
2020/02/13 » Abate de bovinos cai e o de suínos e frangos sobe no último trimestre
2020/02/13 » Setor de Serviços fecha 2019 com crescimento de 1%
2020/02/13 » Coronavírus: subida exponencial de mortes e casos. O que mudou?
2020/02/12 » Comércio varejista fecha ano com alta de 1,8% nas vendas
2020/02/12 » Embrapa cria cenoura que dispensa agrotóxico

Ver mais »